Postagens

Mostrando postagens de 2017

Moça

Imagem
Moça, ao te ver por aí, na rua, na praia, na balada, sorrindo à minha frente, me peguei imaginando qual seria a sensação de um beijo em ti.  Às vezes fico pensando em nossos encontros casuais e como parece que há uma disposição para encaixar tudo em seu devido lugar. Um mistério intrigante, que a razão não explica. Chega a ser engraçado tudo isso, e acabo elevando as esperanças que deve ser algo para ser. Tantos encontros casuais assim, não podem ser mera coincidência ou de se perder por impossibilidade.  Foram tantos e tantos, tão, tão, sei lá, só sei que eu adoro!  E se for algo para ser, não sei se primeiro vou querer o seu abraço me apertando por inteiro ou o seu beijo que tanto desejo.  Os dois ao mesmo tempo?
°   [ repaginada,  qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!] °

Novo Perfil no Facebook ⇒ Nagata Felisberto Junior

   Obrigado,

Marionetes sem saber

Imagem
Não temos a pretensão de que todas as pessoas  gostem de nós.
Nem tudo é como gostaríamos. 
Nem sempre tudo acontece como gostaríamos. 
Mas em vez de mostrar o caminho para que as pessoas realmente gostassem  de nós, cada um pensa somente em seus interesses, fazendo com que as necessidades do próximo sejam negligenciadas. 
 Criamos um arcabouço de regras  desnecessárias para auxiliar o convívio entre as pessoas e  que por sua vez não possibilitam que os outros se aproximem, de forma livre e segura. 
E tudo o que conseguimos,  encontram-se fundamentados no imediatismo que caracteriza a vida de hoje, não transcendendo-o.

E quando nada acontece somada à acomodação mais a aversão à mudança interna tornamo-nos marionetes sem saber , tornamo-nos reativos e não proativos!
Somente quando  reconhecermos que somos nós, no diálogo interno, que temos que iniciar dando pequenos passos de grandes mudanças,  e a partir daí,  buscar sempre novas passadas,  teremos a cada passo,  o  que queremos  cada vez ma…

Inspiração que me dá

Imagem
Conheci - a na pequena cidade. Foi em silêncio que fomos construindo uma certa cumplicidade.  De forma sutil, os flertes e olhares com respostas começaram a moldar um cenário colorido. Um dia, a propósito do seu gosto pela escrita  que não é a que diz, mas a que insinua, descobrimos uma paixão comum.  Vem esta conversa a propósito da sempre inspiração que me dá , além de deliciosas curvas que me dão muito que pensar. A blusa transparente ondula, a minissaia convida. A beleza que me fascina, ultrapassou a cintura e chegou lá no intelecto. Por isso me conquistou. °   [ repaginada,  qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!] °

Novo Perfil no Facebook ⇒ Nagata Felisberto Junior

   Obrigado,

Escolhas

Imagem
Escolher um entre dois não é nada fácil, porque envolve perdas.
Sem querer  sair à luz com uma reflexão definida, tantos os subjetivismos arrazoados, escolher um em detrimento do outro, seria aceitar como válido que já avaliamos sobre as vantagens e desvantagens de um e outro, antes de escolhermos  um. 

No entanto, com o tempo nos perguntamos se de fato éramos conscientes de tudo.
E voltamos à ter, nas nossas mãos, o um e o outro, e entre eles, a dúvida.
E ficamos preocupados pelo fato de não ter sido responsável naquele poder de escolha, naquela decisão , naquela ação, e ficamos com a consciência  excessivamente sensível.

Mais fácil seria se pudéssemos ficar com um, depois com outro , voltar para um , retornar para o outro e a vida continuasse, como uma fase. 

Mas não é sempre assim; natural, que se deve reavaliar e trocar de caminho, mas nossas escolhas não podem ser apenas intuitivas, elas têm que refletir realmente o que somos.
° Novo Perfil no Facebook ⇒ Nagata Felisberto Junior

Coração dilacerado

Imagem
Sem as alegres quimeras compartilhadas
Nossas noites foram em cinzas transformadas
Nossos passos, outrora, cadenciados
Perderem-se, agora, por caminhos bifurcados

Dentro do coração, um turbilhão
Um dia, risos de amor 
No outro, as lágrimas do desamor

Levaste-me onde eu nunca tinha ido
Conheci o que nunca conheci
Vivi o que nunca tinha vivido
E hoje é cada um por si

Do que fomos , nada do mesmo jeito
Apenas essa dor latente no peito 
E um coração dilacerado ° [ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!] °
Novo Perfil no Facebook ⇒ Nagata Felisberto Junior

Alguém está nos esperando

Imagem
Ainda tenho aquele costume de entrar no ônibus e sentar , ali mesmo, perto da porta de entrada, onde tem menos passageiros, lendo um bom livro e olhando pela janela.  Nessas ocasiões tudo quanto é tipo de pensamento vagueia pela minha cabeça. 
Num dia destes , estava  no ônibus ouvindo música e comecei a conversar comigo mesmo, sobre o quão difícil é ler e escutar música ao mesmo tempo.  Vejo tantas pessoas fazendo isso, que me senti desafiado.   Mas não teve jeito, ou lia ou escutava música.  Desliguei  e ao me preparar para ler, comecei a ouvir uma música. 
 Não vinha de nenhum  aparelho e sim de uma passageira, que mal sua boca abria.   Nenhum gesto, nenhum movimento parecia conter qualquer intenção de se comunicar, fosse comigo ou qualquer outra pessoa . A princípio fiquei ouvindo . 
Depois entrou - me no coração uma singular,  íntima e insidiosa felicidade. Que foi crescendo.
E foi ficando. E a moça continuava cantando.  Cantava por ela. 
Cantava por alguém. Cantava por mim. 
♪♩♫ ... como eu não …

Apaixonados

Imagem
A vida às vezes nos freia perante as situações que ela mesma cria e nos força contra nossas emoções  e razões.   É  também a responsável por nos dar a chance  de  tentarmos fugir, lutar contra um sentimento que faz o corpo tremer e que os pés saem do chão.  Sentimos uma ansiedade que  vai e vem e um amargo na boca.  Ficamos com   tanto medo que vamos nos segurando.  Acreditamos que encontramos, mas  sabemos  que podemos perder.
E, inesperadamente, chega  o momento  em que queremos .   Entre as dúvidas e os medos,  acreditamos e tentamos. E descobrimos que  realmente tudo pode existir e  ser nosso.  Começamos a sentir na boca o sabor doce e enxergar as cores no mundo.
E agora temos!  Um sentimento que faz o corpo tremer e que os pés saem do chão.  E agora estamos! Apaixonados! ° " Repaginada, Qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, Ou não!'' °
Novo Perfil no Facebook ⇒ Nagata Felisberto Junior
°

Redes Sociais

Imagem
 Entendo a importância de usar  as redes sociais como um espaço de relacionamento, exposição de imagens, ideias e fatos, expressão, socialização , identidade etc e tal.
Entretanto, é paradoxal e contraditório até, mas em um ambiente que deveria prevalecer a fraternidade e a liberdade de expressão, os conflitos são recorrentes e as discussões muitas vezes repetidas.

Poucos sabem fazer uso da assertividade para defender qualquer ideia , por isso, não é difícil notar que muitas pessoas sequer sabem defender sua opinião sem ofender os outros.
E ainda que não seja outra intenção, por vezes, na dinâmica da interação, nem percebem que o limiar entre o  uso de legitimar as suas convicções e o não permitir contestação é bastante estreito, dando margem a situações de conflito e desgastes nas relações.

Naturalmente o ser humano não gosta de ser questionado, contestado, enfim, de ser contrariado por uma outra pessoa, mas exceto quando são amigos realmente verdadeiros , diferente do banal 'amig…

Aconteceu2

Imagem
Poder-se-ia dizer que nesse complexo e dinâmico mundo da blogosfera,  se torna necessário   saber viver consigo mesmo e com os outros.
Só haverá  convivência na singularidade de todos, se essa for baseada no respeito mútuo e  na discordância saudável. 
 E se o radicalismo sempre escorrega na relatividade das circunstâncias, devemos  procurar se  adaptar ao que percebemos como necessário e válido.  

De antemão vou deixar claro que não me incluo entre aqueles que não acreditam que existem exceções, mas quanto mais estudo exceções, mais aparecem as dúvidas. 
E assim,  me pego pensando e procurando respostas para tudo.
Por que  investir o  tempo  em  avaliações sem sentido?
Sendo que uma avaliação saudável e necessária é aquela que tem como resultado um fator de motivação para desempenhar um trabalho de qualidade e não deixar a frequência de atualizações despencar .

Por isso,  é tremendamente desmotivante, quando temos a sensação de que pessoas sem arguição estão nos avaliando; ou quando há um …

Acorda, A corda

Imagem
Acorda.
A corda  que estava retesada se rompeu.  
Já bastou .
Não vale a pena querer o pleno e belo.
De algo que terminou.

Com grilhões ainda presos às  mãos;

 Mas deliberadamente rompidos. Tudo será desfeito e no lugar, realidade.
 Vale a pena prender ao que resta.
 Que é apenas o que existe.

Nada é eterno.  Quando acaba!
[O fim  nunca é fácil, mas é libertador; nos faz   prosseguir com mais certeza e  clareza E o óbvio se torna tão óbvio assim.]  ° [ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!]
°

De mãos dadas

Imagem
Tenho instantâneas sensações quando olho para você.   Lembro do primeiro olhar,  o primeiro  abraço, o primeiro beijo.  É inevitável, nenhum detalhe passa despercebido.  Lembro das suas roupas,  rosa era a cor  do vestido, salpicado de flores amarelas. Teus cabelos  esvoaçavam  ao sabor da brisa suave  e brilhavam sob o sol que parecia querer seguir-te.   Lembro do seu sorriso, ah o inesquecível sorriso.  E das risadas que juntava-se em coro ao cantar dos passarinhos.
O tempo passou e vejo que tudo mudou, mas  o nosso amor não. 
Eu, você, nós.   
Juntos sempre, esta é a melhor forma. 
Juntos aprendemos a lidar com as situações e limitações . 
Juntos vencemos barreiras e dificuldades. 
Juntos.

De mãos dadas , cúmplices, no amanhecer e no anoitecer de cada dia.
° [ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!]
°

Aconteceu

Imagem
À vezes me pego pensando e procurando respostas para tudo.  O que aconteceu com algumas amizades que tinha ?  Pode-se dizer que a amizade ficou no passado, que aconteceu no tempo que devia acontecer, e acabou no tempo que devia acabar.  E que na verdade, é comum que algumas amizades acabem sendo perdidas.  Claro que, por vezes, amizade não é algo que simplesmente  podemos escolher, mas às vezes é, e algumas escolhas não podem ser adiadas quando surgem dúvidas.  Dúvidas que podem agredir nossas convicções, sejam elas quais forem. 
Nada de propriamente ruim aconteceu , porém algumas convicções advindas do coração têm o poder de mudar . Nunca me senti satisfeito com certo vitimismo das pessoas e a tendência para culpar os outros , inclusive pela falta disso ou aquilo; o pior que os donos deste sentimento  são as pessoas que só te procuram quando precisam de algo, um amigo ou qualquer coisa que o valha.  E eu sempre cumpri com a minha parte e um pouco mais  até, sempre estive e estava disponível …

Sem comentários

Imagem
Seis anos se passaram. Foram mais de 940 'posts', 500.000 'pageviews', quase 20.000 comentários. Confesso que me emocionei e  diverti muito.  Muitos foram os aprendizados. Aprendi que devemos somente aproximar  de um blog ,  em razão da identificação pessoal ,  pela amizade , carinho e   prazer de  poder interagir , de livre e espontânea vontade. Aprendi que não é possível compreender a blogosfera sem humildade , respeito e gratidão pelos 'feedbacks' que recebemos através de inúmeros Comentários relacionados e pertinentes , com considerações ao tema apresentado, formando e construindo um pensamento crítico através da leitura , interferindo no contexto , usufruindo de um universo plurissignificativo que os textos podem oferecer. Aprendi que  a prática da reciprocidade é uma forma de justiça , puro merecimento das partes , configurando-se de certo modo a igualdade ; e a justiça é o ato de dar a cada um o que cada um merece . Aprendi  que independente do viés que estiver…

A mensagem

Imagem
Me lamentando por ter acordado, fui em direção a única padaria da rua. 
 Precisava de um café quentinho. 
Entrei, derrubei sem querer os guardanapos no chão e finalmente sentei na cadeira. 
Coloquei o celular na mesa e eis que chega uma mensagem com remetente desconhecido: 

- Há dias observo você, mas não precisa ficar com medo, sou apenas uma admiradora.
 Há alguns dias percebi o quanto você está triste.  Não consegui te ver triste dessa forma. Queria poder fazer alguma coisa para mudar isso. 
Lembre-se sempre que em algum lugar tem alguém que te quer muito bem. Cuide se.  

A minha respiração ficou opressa. 
Meu coração disparou.  
 Parecia que uma corrente elétrica tinha passado pelo meu corpo todo. 

Tamborilei com a ponta dos dedos na mesa e resolvi responder a mensagem:
-  Você quer me encontrar?
- Sim, vamos nos encontrar naquela casa de sucos a poucos quarteirões daqui.
-  Mas como poderei te reconhecer?
- Ah, eu vou estar usando um vestido vermelho e vou levar um guarda-chuva azul.

Corri para…

Zen

Imagem
Eu estou muito zen nesse Paraíso , a questão é que sou hiper-reativo contra estes padrões , convenções , estereótipos, modismos , que uma parte  impõem .  Quiçá os maiores causadores da mesmice generalizada, do previsível, do óbvio e da inércia, acabando com a graça do ser humano e de ser um humano.  Afinal de contas, se há sempre algo novo e importante surgindo,  não há tempo a perder com banalidades, tampouco com uma [inter]comunicação ineficiente , irrelevante e improdutiva.
Uma verdadeira lástima!
Bem, por vezes , parece até que estou polemizando contra a verdade de uma parte , mas qual a verdade?  A verdade é que, na verdade, é só o que penso :
 Que deve partir de cada um a iniciativa de prosseguir - ou não - em absolutamente tudo aquilo que desejar, sem estar em constante posição de concordância e nem hesitar em defender suas escolhas, o que  nem sempre significam  vitórias, acertos  e  alegrias.  É um equívoco , aceitar tudo sem pensar na mutualidade , no respeito mútuo; se…

Feliz

Imagem
Como não tinha nada para me ocupar, resolvi escrever um texto longo, - {vamos combinar assim, se não gosta de  ler texto longo, não tem problema algum, respeito e agradeço pelo carinho da visita, de igual modo. } - fazer a faxina, ajeitar a casa e  preparar o jantar.
O jantar será arroz com batata
 frita e rúcula.
E o que mais me preocupa na hora de cozinhar nem sempre é como preparar este ou aquele prato, e sim quando escuto a campainha , dim-dom! 
Era um amigo que não via há dias.
Decerto estava infeliz demais para ficar sozinho em casa - pensei!
Nada disso, ele me disse que estava muito feliz.
 Então, era uma vez uma pessoa infeliz.

Chegou a vez  da pessoa feliz.
E  ele 'chegou, chegando', mostrando que agora está podendo; com um 'baita' sorriso, mostrando todos os dentes e  o maxilar envergando de tanto rir . 
Pois é, 'tá aqui um 'novo' feliz.
O 'novo' feliz é o 'cara' que era infeliz,  em algum momento,  a vida toda  ou uma boa parte dela! 


Sei l…

Pequeno mundo

Imagem
Carrego parte da minha vida nas costas,  na mochila. 
Dentro dela, tenho tudo. 
 O meu pequeno mundo sem pesar mais que folhas de papel.

Nos textos diversos, tênues lembranças que se esfumam com o passar do tempo.
 No meio de tantos 'eus',   fantasia e nostalgia sutil , amor e desamor, encanto e desencanto,  adeus e carinho ao relento.  
Nos versos e prosas ao longo de uma vida ,  quando já não acreditava mais que  poderia ser possível. 

Das frases engasgadas que  não puderam ser ditas , escritas  sustentando   uma alma enevoada de lágrimas.
Dos pesadelos aos sonhos, dos devaneios aos desvarios,  do céu  à terra e ao infinito, tenho tudo dentro.
Na mochila,  o meu pequeno mundo; mundo  perfeito da imaginação.
° [ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!]
°

Ah é? É. É por aí

Imagem
Quando minha  vida está bem agitada, gosto de caminhar sozinho...
Eu: Vou dar uma volta para espairecer. Amanda - É? Tá bom... então vai.  Eu - Vou.  Amanda - Ei!  Eu - Que foi?  Amanda - Leva o celular!  Eu - Para quê? Para você ficar me ligando?  Amanda - Não... caso aconteça algo, estará com celular.  Eu - Não... vou deixar o celular...  Amanda - Olha... fico com saudade, só isso!  Eu - Que lindo isso,  meu amor...  Amanda -  Posso futricar no seu celular?  Eu - Para quê?  Amanda - Sei lá! Joguinho!  Eu - Você quer meu celular para jogar?  Amanda - É.  Eu - Tem certeza?  Amanda - Sim.  Eu - Liga o computador... lá tem um monte de joguinhos!  Amanda - Não sei mexer naquela lata velha!  Eu - Lata velha? Compramos  mês passado!  Amanda - É?...certo... então leva o celular senão eu vou futricar...  Eu - Pode mexer então... não tem nada lá mesmo...  Amanda - É?  Eu - É.  Amanda - Então onde está?  Eu - O quê?  Amanda - O que deveria estar no celular mas não está...  Eu - Como!?  Amanda - Nada! Esquece!  Eu - Então já…

Mais nada de você

Imagem
A noite estava fria e poucas estrelas brilhavam no céu escuro.
Saí de casa num passo silencioso. Tudo para passar despercebido. Respirei aquele ar que sempre me faz sentir tão bem.  Mas tua lembrança não me deixa. 
Não me deixa repousar o coração.
Fechei os olhos e sorri com toda a minha força. Senti-lhe o cheiro, senti-lhe a alma, a tua voz na minha cabeça, o teu corpo a cercar-me, a tua mão no meu ombro , os teus lábios na minha boca.
Olhei para o lado, te procurei.  Tardei em compreender realmente. Não existe mais nada  de você.
Eu paro por aqui. 
Não insisto mais.  Prometo-me que farei de tudo para reencontrar toda a força . Amor próprio para mudar o que está errado.  Renascer para uma nova luta, para um novo amor . Para uma nova vida.
Todo o resto apenas atenuará a saudade. ° [ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!]
°

Pai

Imagem
Não importa se foi pouco o tempo que passamos juntos.
O que importa é que em tão pouco tempo tanto aprendizado tive.

Não importa se foi difícil superar a dor da sua perda e a saudade. 
O que importa  é  que  se algumas lágrimas ainda se vertem ante a falta física do seu  sorriso, do seu abraço , de uma palavra sua,  essas nunca serão suficientes para apagar as doces lembranças .

Pois é, um dia você se foi.
Todavia, com a  sua ausência, a compreensão da dimensão do ser eterno.
 É todo dia, toda hora; apesar de invisível,   continuamos juntos; sinto-o presente, dentro de mim, feliz...

[Feliz Dia dos Pais!]
° [ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!]
°
O dinâmico ambiente da blogosfera produz sempre leitores novos e eventuais. 
Na realidade do momento - e há muito,  "salvo  especiais exceções, disponibilidade e vontade" -  este blogueiro-autor-blog não está interagindo/reciprocando pela blogosfera/redes afora.
As publicações continuam sendo efe…

O sofá

Imagem
Não é um sofá muito grande, mas dá para esticar e me soltar um pouco. 
Respiro fundo ,  fecho os olhos e  contrastando com o forte calor que  faz,   sinto a brisa leve e fresca do ventilador. 
E ali fico.
E penso. 
O que gostaria de ter dito.
 Que  apenas ficou na intenção.
 Não saiu. 
Limitei-me ao silêncio.

'Gosto de um sofá apertado, um colo para deitar,  um filme romântico ,  uma bacia de pipocas quentinhas e um abraço demorado,' era o que eu queria falar, mas obviamente  não falei.
Se tivesse falado as coisas poderiam ser diferentes.
 No entanto, tenho que  aceitar que as pessoas  não depositam esperanças e nem  permanecem, se não há qualquer razão para quererem.
E agora é tarde.

E é tarde mesmo, está na hora de ir dormir.
Mais um dia chega ao fim.  
Mais um dia que fico sozinho no sofá.
Se pudesse ter mais do que um neste sofá, melhor ...

... um dia eu troco o silêncio .  
Pela coragem de falar. 
° [ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!]
°

Desejo que me invade

Imagem
No espelho largo e contínuo de bordas douradas, consigo enxergar teu reflexo, 
de quando meus desejos  eram satisfeitos.
 Teus lábios volumosos nos quais eu me perdia em deleite, a tua pele despida de cor, 
quente, que arrepiava a minha, despertas as asas de um homem sonhador.

Desejo-te, 
Presente entre os meus dedos, 
Verter esse desejo que me invade.
° [ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!]
°

Com ou sem

Imagem
Estou vendo o confronto
Nesta hora confusa e serena
Desta maldita e bendita noite
Onde a esperança insiste
Nem muito, nem pouco
Em uma sentença possível 
Neste seu coração 
Que abre, que fecha 
Que dilata, que diminui

Se não for sim
O amor acaba
No desenlace das almas 
 E no olhar a despedida
 Se o amor acabar
É para recomeçar 
A qualquer segundo
Em qualquer lugar
De manhã, de tarde, de noite

Com ou sem
Não me movimento no escuro
Eu fico por aqui
Por que ir embora?
A dor se perde no tempo
° [ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!]
°

É assim que tem que ser

Imagem
 Aproximadamente cinco e trinta da manhã.  Fiquei deitado decidindo se deveria me levantar ou esperar até que pegasse no sono novamente.  Olhei o relógio novamente.  Seis horas.  Vou acordar, e vou sim. 
Dei um suspiro enquanto me levantava da cama .  Andei preguiçosamente até a porta do guarda roupa.  Vesti-me, peguei meu notebook e celular, desci as escadas e me arrastei até a cozinha. Enchi uma xícara de café e sentei no balcão, bebendo vagarosamente. Ajeitei o cabelo com a ponta dos dedos. Mordi os lábios e pensei na vida. 
Passaram-se algumas semanas de silêncio, e como ninguém me mostrou um botão para ligar e desligar pensamentos, as  palavras dela continuavam a se repetir em minha cabeça, como um eco retumbante que se propagava no ar. É muito fácil falar algo da boca pra fora e agir de modo contrário, na prática, mas a verdade é que quando alguém fala algo comigo sem que me faça entender bem, eu espero que venha novamente.  Não corro atrás, posso até ter vontade, mas não faço isso.
Busquei r…

Feliz em tons de cinza

Imagem
Aquele não era um dia igual aos outros.  Tudo parecia diferente.  A começar pela coragem em levantar da cama. E à observar o céu alaranjado que estampava a janela.
Estalei os dedos e voltou ao normal.  O sol perdera seu brilho.  E os tons de cinza,  tomando conta de tudo.

Mais um dia.  Que o pão caiu com a manteiga virada para o chão.  E que sem carro e sem dinheiro, vou trabalhar à pé. 
Por onde eu passo, não deixo de ser centro das atenções .  Depois que passei a mastigar as balas fazendo barulho com a boca e respingando saliva. 
Não ando direito, tropeço, sou meio disperso, meu sorriso sai forçado.
Meu cabelo é desajeitado e os olhos sonolentos. 
O jeans fica torto , a camisa amassada e o perfume não me deixa sexy e nem selvagem.  Gosto de olhar meus sapatos , conto os passos e observo a sombra de todos na calçada . 
E quer saber, não estou nem um pouco preocupado.  Sei o que sou e para onde vou.
E ainda me imagino em um cavalo branco.
°
[ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma …

Quero sentir, e só!

Imagem
Na manhã do outro dia, assim que abri os olhos, imediatamente toda aquela atmosfera de amor e carinho voltou . Fiquei reflexionando em todas as sensações e em cada detalhe maravilhoso.  Ainda podia ver as curvas do seu corpo. Podia sentir seus beijos, seu toque em meu corpo. Ainda podia ouvi-la suspirar no meu ouvido.  Perguntei-me se poderia estar apaixonado ou era uma necessidade de preencher um vazio na minha vida. A atraente plenitude ou a impertinente incompletude de um corpo solitário de alma alegre ou a maçante incompletude de um corpo alegre de alma solitária.  Eu não sei e pensar nisso me dá um certo enfado.  Nem sei se quero mais ter a resposta. Talvez seja mais dolorido encontrar a resposta do que a ausência dela.
Quero sentir, e só!
Agradeço pela dúvida que me toma, assim me dá a certeza da incerteza e a vontade de colocar para fora que eu sei onde você está. Está aqui, ali e acolá. Está no meu pensamento. ° [Repaginada;  Qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mer…

Entre quatro paredes

Imagem
Entre quatro paredes
As palavras acariciam o ego
O silêncio afirma
Ninguém sabe, ninguém vê 

Entre quatro paredes
A paixão expressa-se na face
O tesão nas alturas 
O amor à flor da pele 

Entre quatro paredes 
A química encaixada 
A respiração arrepiada 
Os lençóis umedecidos
 Os sorrisos adormecidos

Entre quatro paredes
Eu não queria que - as paredes - falassem.
Apenas que repetissem as palavras ditas por você.
° [ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!] °