Dúvida!

Dúvida by Camila Bellon

Dúvida, a photo by Camila Bellon on Flickr.

Na escuridão de meu quarto. Uma sensação de desconforto, imaturidade. E impureza.

Eu queria acreditar, que tudo que aconteceu, tenha sido um sonho, um devaneio meu.

Tenho um lado racional que me dizia que era para não fazer. Mas, também tenho um lado imaturo que dizia para deixar acontecer. Domá-los é mais difícil que eu supunha.

Naquela festa, você nem era a mais bonita. Ah,sim, também, não é nem um pouco desprezível.
Eu te olhei, porque você me olhou sorrindo, como se tivesse gostado.
Te cumprimentei como sempre faço. Ainda mais, sendo a namorada de um amigo.

 Eu tenho que parar de pensar que isto foi verdade

Como vou fazer para você sentir isto
Não sei mais como te convencer disto
Não sei explicar, nem traduzir.

O que você quer?
Dizem que ninguém sente o que não soube falar
Vive se de palavras e nada mais

Se eu fosse um poeta, faria uma poesia para você.  E, assim, você lendo, as minhas palavras bonitas, você iria acreditar que foi o maior erro que cometi.

Sabe... eu queria que, você que está deitada em minha cama, levantasse, me desse um forte abraço e bem alto, falasse:

Eu terminei meu namoro com seu amigo, antes de ter te amado!

Autor: FelisJunior

Comentários

  1. Sentia-se confuso diante da visão de tantos atributos, pois por tais a tomou. Foi levado por um estado de fraqueza...É que seus olhos tinham-se acostumado, por muito tempo, as convicções ora mostruosas e torturantes, agora deixados prá trás.
    Assim deu-se a bebida que o fez reanimar e deitar a sua própria cama. Dormiu algumas horas, mas continuamente pertubado por seus sonhos sobre um lugar, e as certezas que lhe escapara.
    Suplica pela paciência de entender sua história, nas estrada observando sua pequenez. Receando que fosseuma rocha, e se viu sacudido como nunca.
    Abre seu coração e mostra sua pequena coleção de raridades. Em resposta, se enche de alegria.
    Em pouco tempo, voltará a se entender bem. E diz a sí mesmo que não deverá voltar aquele passo nunca mais.Contudo, seu destino infeliz dispusera as coisas de tal modo, que ninguém poderia impedi-lo disso.

    By: Mila Noya

    ResponderExcluir

Postar um comentário