Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2015

Quero sentir, e só!

Imagem
Na manhã do outro dia, assim que abri os olhos, imediatamente toda aquela atmosfera de amor e carinho  voltou  .

Interatividade Confúcio

Imagem
Qual seria a sua idade se você não soubesse quantos anos você tem?   Confúcio  (551a.C- 479 a.C)  China    Mestre, filósofo e teórico político 

(Des) caminhos da vida

Imagem
(...) claro que no começo, senti te atravessada na garganta , no peito e na mente.  Claro que houve momentos em que atravessei o dia tirando a poeira de livros antigos e móveis velhos.  Claro que caminhei devagar pela casa, olhando o teto branco e abrindo janelas. Há alturas até em que o desespero teimou em mim, se agarrando ao sangue e correndo por dentro das minha veias, retendo minhas expressões, aprisionando-me dentro de minhas próprias entranhas.  Há alturas até que tentei te buscar em outros corpos, outros copos , como se fosse possível esquecer e controlar meu intenso envolvimento, onde me dei debaixo de desejos, de paixão e de amor, recheados de episódios, capítulos e desfechos variados.  E um grande silêncio de palavras. E a solidão roçando meus ombros. E a saudade me rasgando. E o vazio no peito... ... onde você estava Tão presente aqui dentro Não cabe mais em meu corpo  Derrame ,   transborde por meus olhos  Esvaziando corpo e alma. 

Falas do silêncio

Imagem
(...) não sou para todos, apesar que  basta observar o que sempre esteve aqui, e que de tão próximo nunca perceberam, mas,  você sim me conhece e sabe que eu sou assim.  Que não sou uma pessoa fácil de lidar. E que gosta de pouca coisa.  Simples, nosso amor e de nós.  Irremediavelmente preso a um misto de inércia e amor a embaralhar , procurei-te e só pude conversar comigo num diálogo pleno de harmonia e assim devo despedir-me de nós por algum tempo. Um tempo de amor e esse agora de esmorecimento e de tudo o que não digo e que ainda sinto. O melhor do depois,  que meu silêncio seja entendido , é a consciência de que nós fomos capazes de passar por cima disso,     talvez  com o mesmo amor, talvez com  uma outra cor .  ☼ ... é uma ficção, Qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência..."Ou não! ☼ Obrigado, ℱelisberto N. Junior  

Certa cumplicidade

Imagem
(...)  deixando a caixa aberta no chão, na frente dos pés, girei o corpo, para ficar de frente para o fluxo da luz e  comecei a ler. Acelerei a leitura com um sorriso e uma  lágrima que teimou em cair.   Não sou diferente, já  digo de antemão,     t odo mundo gosta de receber a visita do carteiro com uma encomenda na mão.  Um pacote cheiroso.  Doce, adorável, romântico . Um livro com a dedicatória.   Nem sempre sei  como agradecer  e no entanto,  tento, e tento, e mais que tento. Portanto, é o que tenho a  oferecer em forma do meu agradecimento, ... "Conheci a na pequena cidade. Foi em silêncio que fomos construindo uma certa cumplicidade. De forma sutil, os flertes e olhares com respostas começaram a moldar um cenário colorido. Um dia, a propósito do seu gosto pela escrita  que não é a que diz, mas a que insinua, descobrimos uma paixão comum. Vem esta conversa a propósito da sempre inspiração que me dá , além de deliciosas curvas que me dão mu

Em algum lugar

Imagem
Enquanto   o relógio está lá, com o s ponteiros a girar ,     bateu saudade...  ... do período em que estava concluindo o Ensino Médio. Lembranças    q ue se gravam profundo na mente e não se esfumam com o tempo.   Éramos  todos muito unidos,  sempre com muitas brincadeiras e muito  assunto, mas havia um    que  me impressionava,  mesmo    sem desfrutar  de intimidade.   Eu via aquela mão fazendo escritos que pareciam livros.   Chegava sempre  sujo e faminto  e  sofria  com a  arrogância preconceituosa de alguns colegas.  Nem  saía  para o intervalo. Preferia,  à  pedidos,  ficar  escrevendo poesias   .   Em troca,  ganhava seu lanche.    Não era um aluno  assíduo e nunca sabíamos se iria voltar no dia seguinte...   Dias se passaram sem que ninguém da escola soubessem de nada.  Apenas achamos estranho o seu desaparecimento. À ser reprovado por faltas , fui avisá - lo.  Ele morava alguns quarteirões da escola e para chegar em sua casa, tinha que passar por

Divagando e proseando sobre o cotidiano

Imagem
Levanto sempre no mesmo horário , um banho, em seguida tomo meu café com leite, faço a minha caminhada ou pedalada com o meu  indefectível mini rádio  - 2 pilhas AAA - e depois  vejo as minhas atualizações no PCzão, antes de pegar no batente.  ... se alguém um dia vier me visitar   em casa ,     não terá muito trabalho para  também  me visitar   trabalhando.  O escritório fica nos fundos da minha casa.  Um quarto pequeno, com as prateleiras abarrotadas de livros , revistas, jornais e rascunhos. Tudo tem algo a ver com contabilidade, futebol, poesias e músicas. O único problema é passar pela vigilância de meu canzarrão Happy! ... depois de muita luta,    consegui investir em tecnologia " cross platform "  -  alternar entre   o pessoal e profissional - e o Blog - com um clique     - mas,   não gosto de misturar , simplesmente porque   em determinado momento,  um é mais importante que outro. ...fim de semana, eu sei lá, desde que envolva praia, futebol