Postagens

Mostrando postagens de Março, 2017

Ressignificar

Imagem
Se souberes estar só, uma cumplicidade com a solitude e até com o ar que se respira , descansa do som no silêncio , que mansamente tudo será desfeito. Desperte a consciência adormecida, ressignifique o modo de ser,  de quem ainda não se mostrou por inteiro. E quando o barulho se fizer multidão, o cuidado passa a ser enxergar além, mudar a postura , ter uma atitude  e coragem para mudar algo que não vai bem ,    de  querer o melhor para si,  de descobrir  dentro de si que a manhã será outro dia, e depois  lá vem mais outro e outro. E tudo poderá se reconstruir. ☐

A volta

Imagem
Chovia, não estava frio, mas mesmo assim vesti uma roupa quente e saí naquela hora.  E, dessa vez, não precisei nem apagar  a luz, apenas deixei algumas lágrimas teimosas  na gaveta e o quarto cheio do meu cheiro. Fi-lo sem hesitar e segui com a esperança de abrir espaço para lembranças novas. Em alguns momentos na reta , olhava para o céu sombrio e carrancudo, tentando decifrar a trajetória curva da vida. E a quilômetros do aguardado sorriso,  a chuva suave foi fulcral para refrescar o que estava sentindo.  E resolvi contar a verdade só um pouco.  Para mim mesmo.  Nem precisei espalhar para o resto do mundo.  Respirei fundo , me senti feliz por dentro, então aumentei o ritmo de meus passos. E quando a volta já era nítida, as lágrimas, disfarçadas pela chuva que escorria na minha face, eram cada vez menos e com o passar do tempo, mais nenhuma. De volta, corpo, mente e alma, para dar um passo de cada vez, para que o novo se faça bem colorido e florido.

Flor formosa

Imagem
Flor mais formosa do meu jardim Tens pureza do mel em teu néctar Quisera eu desvendar O mistério de tuas pétalas Esquece teu pensamento    De      proteger-se como sépalas E vem apostar No beijo de um beija-flor Eu irei de mansinho Igual  passarinho Com todo meu carinho Penetrar em teu  segredo Embriagar-te na minha essência  Desabrochar- te   para o  amor ◦ [ Repaginada,  qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência... ou não!] ◦

O que dizer?

Imagem
O que dizer? Andei, andei, andei. Sem parar. Encontrei as que pediam atenção e as que viviam na base da troca, ou as vezes nada. Dessa vez parecia ser diferente.  Eu  já tinha alcançado o seu coração. E lá parei para descansar. Me acomodei e quando fui perceber estava sendo pulsado para fora. Eu sei que ainda estou em alguma parte sua. Espero que tudo se renove, e eu volte. Não vou mais me distrair. Vou ficar atento. As vezes o amor vai aparecer na nossa vida e tirar tudo do lugar. Mas triste é ele aparecer e dizer adeus. Por estar olhando para os pés e estar desatento ao que acontece no coração. ° [ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência"...ou não!]  °

Recorrente

Imagem
Respondendo à uma pergunta recorrente , sob  o risco de germinar a indelicadeza da repetição com os amigos/as, colegas, [visitantes fiéis e assíduos], quando o ideal seria que o [visitante eventual] procurasse ao menos se atualizar, tendo em vista  que estamos num ambiente dinâmico e instável de transformações e informações: [De verdade, do fundo do coração, eu - o blog e a Administração - estou /estamos muito bem assim e não penso/pensamos mais  em  Interagir  / R eciprocar   pela blogosfera - Redes sociais - afora  .   Muitos fatores unidos formaram  e uma vez tomada a decisão e  comunicada tempestivamente [ aqui ] , acredito que  qu alquer tentativa de  Login/Visitas/Comentários  em busca somente da banal e enviesada reciprocidade se torna apenas um mero exercício de desperdício gratuito  de tempo.    Sob outra perspectiva,  logo 'alho e bugalho' não se mistura, Há quem queira    dispuser de seu valioso tempo para  estar aqui ,  de   livre , carinhosa e  espontânea

O papagaio

Imagem
  Com o surgimento da televisão, acreditava se que o rádio iria acabar. Depois, a ameaça se chamava internet. Mas o que aconteceu é que o rádio se redefiniu; afastou-se do seu conceito original e com o avanço das tecnologias e o desenvolvimento do sistema de comunicações, instaurou novos formatos para velhos conteúdos ou seja estabeleceu uma nova estrutura  que,   inclusive, concorre diretamente com o seu formato tradicional .   Contudo, apesar de todo esse  moderno aspecto multimédia, eu adoro mesmo é   ouvir rádio em seu formato original e tradicional. Aliás, eu e mais um "monte" de fanáticos pelo rádio de/à pilha.  Tanto que nos reunimos sempre para ouvir jogos de futebol pelo rádio.  Tínhamos até como mascote um papagaio , que por questões óbvias ouvia futebol o dia todo.  Certo dia resolvemos dá-lo de presente ao membro mais  velho da turma, que era o padre da igreja do bairro.  E o padre, muito feliz pelo presente, colocou o novo hóspede numa col

Te olhando

Imagem
Te olhar sempre  me fez muito bem.      Tenho tentado me aproximar e parte de mim não me deixava sair de onde estava . E o que é isso senão compreender que   entre o querer aproximar   e o aproximar  , há  uma distância que transpõe a temporal e a geográfica, pois, não se contam apenas  os dias , as horas e os lugares  , mas uma série de medos e de inseguranças.  Até porque em determinadas situações cada fator negativo aparentam uma dimensão maior que a realidade.  E fico neste dilema, a quela necessidade de querer fazer algo e o  nada me empurrando;  me condenando por querer me aproximar  de forma  certa e  me culpando pela aproximação que não faço ou deixo de fazer.   Sabe, em determinados momentos de nossas vidas, devemos mensurar  a aceitação versus rejeição,  usar o nosso conhecimento da situação,  nossa vontade de ficar bem ,  para tomar a melhor decisão possível... e , de verdade, do fundo do coração, eu  estou  muito bem assim, só  te olhando... de longe. °