Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

Timidez ponto de interrogação

Imagem
No começo da noite passada saí sem rumo e sem direção. Na contramão do tempo, gosto de caminhar bem devagar, olhando tudo com atenção. Reparei a luz das estrelas, o belo luar e um cãozinho brincalhão. 

Tudo seria simples

Imagem
Tudo seria simples. Se nos momentos em que a nossa alma precisasse desafogar, encontrássemos rapidamente uma forma de catarse. Com transparência de alma, entregando o que se passa no coração e despindo-nos de qualquer medo.

[ Com bebida ] Sem noção

Imagem
Virei a rua , entrei na festa junina e fui para a barraca de tiro ao alvo.

Tenho saudade

Imagem
No silêncio da noite, Brisa suave, trouxe teu aroma, Somente o luar, cúmplice da minha  saudade.

Deixe-me cuidar

Imagem

O inevitável desabrochar

Imagem
Percorri caminhos sinuosos, estradas traiçoeiras, trilhas íngremes, ruas solitárias. Com o céu nublado, de noite ou de dia, não sabia! Sentia a luz da bendita estrela verde da esperança , que muito insistia em uma sentença , o encanto no meu coração , confuso e sereno, que com ou sem paciência, nem mais esperava. Até que de forma sutil, os flertes e olhares com respostas começaram a moldar um cenário colorido. E finalmente a encontrei. E o inevitável desabrochar do amor aflorou. Aflorou e descontrolou tudo. Pudera, a razão me manda ir devagar. O amor já me fizeste sofrer. Coração insiste e não quer saber. Nem sei mais o que poderá ser daqui para frente. Sê tão forte, capaz de mudar o mundo; sê tão frágil, capaz de terminar num segundo.

Espuma dos desejos

Imagem
Pés descalços, caminho lentamente pela praia deserta.  A leve brisa e os últimos raios do sol são os meus companheiros.  O mar azul com suas ondas lava com espuma branca a areia e as pedras.  O silêncio que antecipava o rebentar das ondas nas pedras é interrompido apenas pelo canto das gaivotas e pelo som dos meus desvarios.