Nada a dizer!

Imagens: Google


A noite suspira
A chuva geme com o vento

Vertem tristezas nos meus olhos
Sentimento irradia o adeus que falta
Mais profundo e doloroso
Que o  separar em silencio 

Tão perto a saudade
Tão longa a espera 


Pela manhã
A janela reflete a despedida

 Nossos olhares 
Não queriam dizer adeus
Minhas mãos
 Não queriam te largar

 Suavemente
Sem olhar para trás 
Seguiu seu caminho

 Caminho que percorro sozinho
Em direção ao fim do meu eu

Agora...

 Não tenho nada a dizer
Nada a dizer...

Ignorando a melancolia
Sem procurar ...


Autor: FelisJunior

Comentários

Descer Página
  1. Não fiquei só por causa da cor.. kkkk... mas também gosto de preto... o meu era preto até dia 18, troquei para comemorar o aniversario dele.. kkk e pra ficar diferente do meu outro blog.. rsrs

    "...Tão perto a saudade
    Tão longa a espera..."

    Amei as palavras desse poema...
    bjos

    ResponderExcluir
  2. Ei, psiu! estou por aqui...como Anjo escondido cuidando de ti!

    ResponderExcluir
  3. Feliz..." Nada que decir "

    Es una triste despedida, ten esperanza de que ella ha de volver.

    un beso

    ResponderExcluir
  4. Eu detesto despedidas, de qualquer modo.
    Você poetiza bem, eu acho muito importante poetas que possuem o dom de conseguir se fazer entender pela maioria das pessoas.
    O que estou querendo dizer é: seus poemas não são semelhantes a de pseudo-intelectuais que criam poesias complexas para ninguém entender e fazer os outros pensarem que não tiveram capacidade de compreendê-lo, inflando assim, seus egos, quando, em verdade, certamente nem eles mesmos entenderam o que quiseram dizer com seus rabiscos.
    Acredito que já tenha cruzado com poetas assim. Há muitos.
    A imagem de welcome me chamou bastante a atenção.
    Gostei de seu blogue. Estarei seguindo.

    ResponderExcluir
  5. Eu detesto despedidas, de qualquer modo.
    Você poetiza bem, eu acho muito importante poetas que possuem o dom de conseguir se fazer entender pela maioria das pessoas.
    O que estou querendo dizer é: seus poemas não são semelhantes a de pseudo-intelectuais que criam poesias complexas para ninguém entender e fazer os outros pensarem que não tiveram capacidade de compreendê-lo, inflando assim, seus egos, quando, em verdade, certamente nem eles mesmos entenderam o que quiseram dizer com seus rabiscos.
    Acredito que já tenha cruzado com poetas assim. Há muitos.
    A imagem de welcome me chamou bastante a atenção.
    Gostei de seu blogue. Estarei seguindo.

    ResponderExcluir
  6. " Nossos olhares
    Não queriam dizer adeus
    Minhas mãos
    Não queriam te largar"

    maravilhoso e verdadeiro!
    bjs:*

    ResponderExcluir
  7. OOlá amigo poeta!! Adorei sua interação no meu "Amanhecer". Publiquei ok?.Obrigada.
    Seu nada a dizer disse tanta coisa e tão poetca e tristimente que me encantou. Bj carinhoso.

    ResponderExcluir
  8. e essa melancolia que vc procura, talves seja o que todos procuramos, e as vezes não queremos. Adorei !

    ResponderExcluir
  9. Despedida, dor que desatina!! Toda despedida doi, mas tem aquelas que o outro não pode dar o Adeus e a gente sofre na espera de reencontro, mera ilusão do amor que faz a gente amar o que a vida já deu certeza que não se pode mais ver, sentir, tocar.. Esse é um dos verdadeiros amores!

    gostei muito do poema! Um gande beijo.. até breve1

    ResponderExcluir
  10. Poemas maravilhosos! Bom fim de semana para você!!!

    ResponderExcluir
  11. Lindo como sempre! E triste! Dá uma espiada na postagem de amanhã, 22/01, estará iniciando uma campanha...Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. It seems to be a great poem! Too bad google translator made it quite weird, but we understood the idea.
    Good job! :):)

    ResponderExcluir
  13. O amor é bonito sonhando, acordado e amando...de toda a maneira!
    Beijo
    Graça

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Subir Página