Derrota do amor!

Imagem: Google
Vou tirar a minha alma solitária 
Das quatros paredes
Se  demorar...
Antes de você vir eu vou

Ainda ...
Sinto o gosto de sua doçura
Ouço sua voz molhada
Seus desejos incontidos
Coloridos eróticos
Onde não encontro obstáculos
Marcas que me confundem
Nos meus sonhos adormecidos

Foi tudo tão breve
Tive tempo de vê la 
Antes que desaparecesse
 De meus pensamentos
Quero esquecer-te 
Mesmo a vendo 
Por meio de mim
Sei que não tenho lugar em ti

Vou deixar a sua vida
Nesse clamor
Quase irredutível
Uníssono

 Chegará a ti
Onde quer que esteja
  
Você ...
Venceu...
Uma derrota ...
Do meu amor!

Autor: FelisJunior

Comentários

Descer Página
  1. oLÁ AMIGO, AMEI ESSE POEMA, MAIS ACHEI MEIO TRISTE, PARECE OS MEUS... BJUS TERE.

    ResponderExcluir
  2. É o que disse... a ciranda da vida...igual o que vejo nesse poema...mas...nao entendi...vc quer deixa-la ou quer que o clamor chegue ate ela?

    ResponderExcluir
  3. Olá! Arco-Íris De Frida!
    Neste caso: clamor...bradar para que chegue aos ouvidos dela...que ELA venceu!
    "Vou deixar a sua vidaNesse clamorQuase irredutívelUníssono
    Chegará a tiOnde quer que esteja Você ...Venceu...Uma derrota ...Do meu amor!"
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  4. Bom Dia meu amor. Que triste esse amir ter acabado. Gosto tanto qdo vc descreve um lindo amor. BjuB

    ResponderExcluir
  5. Junior obrigada pela sua visita já estou te seguino também seu blog é muito interessante,beijos.

    ResponderExcluir
  6. Bom...todo amor que se perde é dor...amores nao deveriam se perder por mais trabalhoso que seja cultiva-los...na verdade dizem os poetas "amores verdadeiros sao eternos"...aquele que se desviou nunca foi amor...
    É um poema triste...espero que seja "apenas" um poema...e nao algo real em sua vida...embora se for real...vc fez uma escolha pelo que me parece..."de deixar a vida dela"...vc fez a sua opçao...menos doloroso...a dor pior é quando nao se pode optar...quando um decide por dois...
    Otimo dia pra vc...beijo...

    ResponderExcluir
  7. Eu Gostei !!
    Achei bem Legall !!!
    bastante emotivo
    parabens só poemas lindos !!
    Até+
    Abração
    :D

    ResponderExcluir
  8. olá amigo, lindo poema, bom estar por aki novamente, abraços

    ResponderExcluir
  9. Felis!!!Que saudade de você,amigão!!!!Te adoroooo!viu??rs!
    Vc estravassou uma tristeza nesse poema!Aff!!
    Bom ânimo!!Boa 4° feira!!
    Ah! te add, no blog dos mimos/selos!!
    Obrigado pelo carinho de sempre!!
    Deus te renove e te restaure!!
    Bjão carinhoso!!
    Soninha!!

    ResponderExcluir
  10. Oi!!!! Tem selinho para você. Número 1 e 3.
    Bjo no coração

    ResponderExcluir
  11. HERMOSO POEMA LLENITO DE SENTIMIENTOS PROFUNDOS... UN APLAUSO A TU TALENTO.

    ABRAZOS PARA TI DESDE SWEDEN.

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde...Como sua Anja tenho que dizer: 1 x 0 para ela, mas vamos dar uma virada e quem sabe, conquista-la no proximo sonho?
    Deixando um bjinho de quaresma par ti...Fique bem!

    ResponderExcluir
  13. BOA TARDE
    VENHO AGRADECER O CARINHO, SER CIDADÃOS TODOS NÓS SOMOS, MAS DAÍ EXERCER CIDADANIA POUCOS FAZEM, POR ISSO FICO GRATO COM TAMANHO APOIO DE VOSSA PARTE....MUITO OBRIGADO E VOLTE SEMPRE

    SOCIALE(BRUNO)

    ResponderExcluir
  14. Só em amar vc já é um vencedor...Linda a sua poesia
    Obrigada por seguir-me e visita..
    Tudo de bom para vc
    Gostei muito do seu blog.. Abraços

    ResponderExcluir
  15. Olá querido amigo, espero que seu feriado tenha sido bom e tranquilo.

    Seus poemas sempre me encantam.
    Beijos de borboletas em seu coração.

    Lua.

    ResponderExcluir
  16. O amor quando correspondido é lindo..mas quando não e a dor surge, tudo é triste e doloroso. Pior fica quando é preciso dar um basta. A vida então toma outro rumo, bem mais dolorido e sofrido..é a derrota do nosso amor. Lindo poema.!!!
    E conseguiste colocar no teu playlist a música da Melody Gardot. Beijos no teu coração meu amigo querido. Suzana

    ResponderExcluir
  17. Belas palavras, como sempre nos toca, e lembrar o quanto é duro a perda de um amor, já passei por isso sofri até, pensei que não iria amar mais, e graças a Deus me enganei, encontrei uma pessoa que além do amor, respeito, carinho, amizade me trás paz e isso eu não sabia até conhece-lo.

    ResponderExcluir
  18. Um tanto triste amigo, mas como deve ser a perda de um grande amor!

    Abraços.

    --> Blog Telinha Critica <--

    ResponderExcluir
  19. "Ainda ... Sinto o gosto de sua doçura"

    Lindo Felis!

    bjs:*

    ResponderExcluir
  20. Esse poema tem uma melancolia acentuada, heim!? Não dá pra ser tudo flores, sempre... né? É a vida...

    Viu que maldade do gerente?? Pô, fiquei rindo aqui com seu comentário... já pensou? As mídias sociais se juntando em prol de uma pobre menininha chorona que não ganhou a TV por causa de um gerente insensível! hahahahah... daria muitas postagens sensacionalistas. Ei, eu ficaria famosa por 15 minutos? hahahahahaahhaahahhaha... ri demais!

    Poxa, eu quero feriado de noooooooooooovo!!!

    bjks

    ResponderExcluir
  21. Lindo demais meu jovem, que sentimento.

    ResponderExcluir
  22. Quando o amor dói, a renúncia se faz indispensável. Mas não é derrota. No amor, não se escolhe um vencedor.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  23. Tirar a alma sofrida das quatro paredes.. gostei da idéia! rs
    Bjs!

    ResponderExcluir
  24. Hermoso texto!!es triste cuando alguien se va, ese amor que habia se acaba, queda roto. Gracias por pasarte por mi pequeño espacio.
    un abrazo gigante! ^^

    ResponderExcluir
  25. Uau
    um poema forte e explosivo. Mas acredito que no amor não há vencedores ou perdedores. São experiencias de vida.
    " E que seja eterno enquanto dure..."
    Simples.
    Mesmo assim adorei.
    E adorei tbm sua visita. Viu como quando a gente quer a gente consegue? Até eu não acreditei que iria conseguir fazer aquele banco, mas fiz.
    Beijos amigo meu!

    ResponderExcluir
  26. Lindo! Perfeito! Senti toda emoção do seu texto!

    ResponderExcluir
  27. "Sofrer dói. Dói e não é pouco. Mas faz um bem danado depois que passa. Descobri, ou melhor, aceitei: eu nunca vou esquecer o amor da minha vida. Nunca. Mas agora, com sua licença. Não dá mais para ocupar o mesmo espaço. Meu tempo não se mede em relógios. E a vida lá fora, me chama!"

    Achei bem condizente ao poema... Espero que tenho sido só ficção poética.. mmas se for real: "A vida lá fora te chama!"

    beijo beijo beijo **

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Subir Página