Desamor


Imagens:Google

Meu amor que era sem limites
Andas triste a vagar...

Não sei como, nem quando, nem onde.
Não sei. Apenas aconteceu.
Não sei de onde. Meu amor sumiu.

Muito tempo
Não esperei
Fui fazer morada
Em outro coração

Era  preciso antes de tudo
Encontrar a paciência,
Suprir a necessidade da mente,
Com a consciência de entender
Que um dia você pode lutar para vencer,
Mesmo que antes já tivesse sido derrotado.

Mas  o  seu silêncio distanciador
Me provocou o transtorno 
Do pecado do desamor
 E me tirou
 A condição de caminhar 
Em busca de seu amor.

Quis, tentei, foi em vão...

" É duro viver sem amor, é duro o amor ter fim, é duro amar você e você não amar a  mim."


Comentários

  1. Awww Hermosooo, hermosoo..
    Me encanta como escribes, es fantastiico :)
    Un abrazo graande

    ResponderExcluir
  2. ........❀◕‿◕❀........
    εїз·Mucha Paz Amigo!!!
    ......★MaRiBeL★.....

    ResponderExcluir
  3. O silêncio distancia...empurra...afasta...
    termina...

    Bom final de semana
    Abraço
    Sónia

    ResponderExcluir
  4. Meu poeta preferido que belo...Amei estas palavras:

    Que um dia você pode lutar para vencer,
    Mesmo que antes já tivesse sido derrotado.

    Mais uma obra de arte.

    ResponderExcluir
  5. Lindos versos, mas que pena, se acabou e procurou outro amor, esse amor não era amor!!!
    Abraços e bom fim de semana!
    Ivone

    ResponderExcluir
  6. Nesse sabado vim ver tudo que você tem de bonito ,parabenizar mais uma vez,e deixar meu bom final de semana
    Alegria sempre
    Abraços com carinho Rita!!
    Bjs

    Belo como sempre!

    ResponderExcluir
  7. LINDO MESMO ADOREI, ROMANTICO VOCÊ É? BEIJINHOS EBOM FIM DE SEMANA, FIQUE BEM

    ResponderExcluir
  8. Amar sempre traz um retorno...
    Obrigada pelo comentário e visita ao meu espaço blog!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  9. Oi Felisberto
    Vc é um romântico incorrigível mesmo né? Isso não é uma crítica é um elogio seu fofinho!
    Linda poesia, como sempre!
    Bjos. ótimo domingo!
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. PARABÉNS PELO POEMA.
    LINDO, LINDO, LINDO!!!

    "Eu sem você sou só desamor. Um barco sem mar, um campo sem flor. Tristeza que vai, tristeza que vem. Sem você, meu amor, eu não sou ninguém…" -
    (Vinícius de Moraes)

    OBRIGADA PELA VISITA LÁ NO MEU "CANTINHO", VOLTE MAIS VEZES!
    BOA TARDE E FIQUE COM DEUS!!!

    ResponderExcluir
  11. Olá querido Amigo Felisberto!!
    Quanto tempo hen!?
    Que poema lindo, apesar de triste.. Tocante também, principalmente nessa arte (Que publiquei em meu face. Heheh..!)

    (...)Era preciso antes de tudo
    Encontrar a paciência,
    Suprir a necessidade da mente,
    Com a consciência de entender
    Que um dia você pode lutar para vencer,
    Mesmo que antes já tivesse sido derrotado.

    Sabe, me serviu como motivador, eram as palavras que eu precisava "ouvir' hoje! Obrigada caro amigo!

    Ah.. Sem falar também, que realmente é muito ruim viver um amor unilateral...

    Abraço em seu coração! :)

    ResponderExcluir
  12. Oi meu querido, olha que interessante. Estava eu conversando com minha sogra, sobre essas brigas de casais que um dia disseram que se amavam, para no final viverem aos pontapés, dizendo que se odeiam, no período inicial pós-separação. Foi então que minha sogra disse duas frases: "cadê o amor que existia? como pode acabar assim?" Aí, logo em seguida vim para o pc e me deparei com sua postagem. Triste realidade. Nem tudo é para sempre... nem tudo!

    Adorei seu comentário lá no Umas e outras... como sempre, super reflexivo!

    bjks JoicySorciere => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  13. Felis,poesia triste como é triste perder um amor, mas muito linda!Bjs e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  14. Que lindo Felisberto, como sempre escreves com a alma.

    Beijos, bom final de semana!!

    ResponderExcluir
  15. Parabéns pelo lindo poema, de grande sensibilidade!
    Gostei demais !!
    Obrigada pelo carinho deixado em meu blog. Fico feliz com sua visita.
    Um beijo imenso, meu querido amigo.

    ResponderExcluir
  16. Olá, parabéns pelo blog; já o sigo. Convido-lhe visitar e seguir o meu.
    http://vendedordeilusao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. As desilusões de amar..sempre tão doloridas, achamos que nunca teremos forças para superá-las. Para esquecer um amor, somente outro amor. Beijos meu amigo, bom final de semana prá você.

    ResponderExcluir
  18. Felisberto
    Obrigada pela visita ao meu blog

    Lindo poema. És um talentoso poeta.
    Fiz um haicai a um primo santista e agora ofereço a você.

    Floriu o campo
    Neymar, Neymar, Neymar
    Show de placar

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  19. Felisberto
    Obrigada pela visita ao meu blog

    Lindo poema. És um talentoso poeta.
    Fiz um haicai a um primo santista e agora ofereço a você.

    Floriu o campo
    Neymar, Neymar, Neymar
    Show de placar

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  20. Meu amigo querido,

    Isso não é desamor, mas amor contido. Imagino que essa deusa estar rendida ao seus encantos.

    Bom domingo!

    Lindo como nenhum outro.

    ResponderExcluir
  21. Felix,
    um (des)amor que dá pena no poeta?
    Só pode vir de um poema muito bem-escrito!
    Parabéns!
    Beijos e ótimo domingo :)

    ResponderExcluir
  22. Cadê o amor que existia!!!
    Isso é amor!!
    Puxa Felis,cadê você??Sumido!!!rs!!
    Um finalzinho de sábado, com muita paz e amor!!
    Bom Domingoooooo!
    Bjão no core!Soninha!

    ResponderExcluir
  23. Mais um belo poema!

    Amar, amar, amar é muito bom.
    Dói quando acaba ou não ser correspondido.
    Mas sempre há um final feliz.

    Abraços

    ResponderExcluir
  24. Sensivelmente belo! parabéns e dias lindos na tua vida.
    um grande abraço

    ResponderExcluir
  25. Um amor tem que ser correspondido.
    Mas ficou tão triste e tão linda sua historia...que parece que vai ter um final feliz.

    Um beijo

    ResponderExcluir

Postar um comentário