Devaneios e saudades


Imagem:Google

Ao abrir os olhos
Senti lágrimas 
Escorrerem pela minha face
Fiquei olhando o vazio 
Procurava respostas
Para a sensação de abandono 
Que invadia meu coração.

Ouvi os sussurros do
Vento absoluto

Sou mais silencioso
Do que demonstro 
Cala em mim 
Saudades e devaneios

Vem vento... vem vento...
Voa meu coração
Para o outro lado do mundo 

Esquecerei a espera
Faz de mim
O tempo que quiseres
Sou todo o meu tempo
Com todo o teu tempo

Inventarei frases
Palavras serão inúteis
 Sei que ao olhar-te
Sentirei tamanho prazer
Que te encobrirei 
Em minhas pernas
Darei um suspiro molhado
Te cobrirei de sentimentos
Encontrarei tua boca
Suspiros em sintonia
Gemidos de Paixão

Imperfeição de vida
Nem perfeito 
Nem imperfeito

Sou apenas um sonhador
Devaneios e saudades 



Comentários

  1. Oi Felis,

    Tudo bem? A situação familiar se vai resolvendo?
    Graças a Deus.

    Bem, hoje, todo o mundo está com devaneios e também saudades. É bom, sobretudo os devaneios.
    Adorei seu poema, sobretudo a partir da metade, quando começa a concretização, ou seja, o devaneio puro e duro.

    Hoje, como é feriado, em Portugal, eu penso que amanhã é 2ª feira e já te ia desejar boa semana.

    Boa quinta.
    Beijos de muita ternura e luz.

    ResponderExcluir
  2. Oi Felis!
    Saudade ...uma palavra que vem me acompanhando a vários dias...
    Lindas as suas palavras.
    Bjo no coração.

    ResponderExcluir
  3. Felis...es muy fogoso tu sueño...mereces que se te haga realidad hummm

    un beso desde Argentina

    ResponderExcluir
  4. Olá,Feli!!!
    Tudo bem,com vc,amigo??
    Linda poesia!
    Entre "devaneios e saudades", vamos vivendo!!!!!

    Te aguardooooo!!Rs!!

    Bom soninho.A paz do Senhor!!!
    Soninha!!
    *DEPOOOO!!!!!

    ResponderExcluir



  5. Siento que tus textos son un regalo del viento
    Y su lectura la textura del acercamiento.

    Siento que tus textos se visten de espuma
    Y su lectura es el aliento de una dotada pluma.

    Siento que hoy tengo una escusa
    Para brindarte con pausa mi ternura.

    Sintiendo el tacto de este abrazo
    Que te estoy dando
    Con la calma que de él se esta adueñando.

    María del Carmen


    ResponderExcluir
  6. Meu poeta lindo,

    Tudo bem? Essa poesia me deixou triste, pois pensei no fim do melhor do amor. Mas, como sempre, linda.

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  7. Estes devaneios nos deixam loucos quando a saudade aperta. Ah..o amor!!!! Beijinhos amigo, fica em paz. Suzana.

    ResponderExcluir
  8. Quantaas saudades e quantos devaneios...
    Como está meu amigo?
    Por aqui tudo bem!
    Boa noite de sono...
    Bjossss

    ResponderExcluir
  9. Nessa hora tudo que se perde se encontra...

    Beijos Felisberto!!

    ResponderExcluir
  10. Faz parte também da vida, os devaneios e as saudades, os sonhos não realizados, amores distantes, entretanto são justamente esses sentires que nos falam gritando que estamos vivos!
    Além disso, são os devaneios,uma das matérias primas que nos fazem poetas.
    Seja na completude do amor, ou da ausência do ser amado, eu te curto demais, meu querido Felis.

    Beijos da Lu...

    ResponderExcluir
  11. Hj sua poesia esta mais bonita, mais carregada de sentimentos...ou...sou eu que estou mais sensivel que em outros dias...

    ResponderExcluir
  12. Hello Felisberto...
    Glad you stopped by again .. What is your weather with you? Here it is spring now but today it's gray skies and boring so I sit at the computer .. Have a nice week hug Night Lady

    ResponderExcluir
  13. Feeeeee, daqui algumas horas estou indo fazer a prova, bem e amanha tem mais. Ai q tenho uma dorzinha na barriga. Preciso me acalmar, se eu fumace estaria comento os cigarros kkk eu comi foi a torta do niver. Meu Deus rsrsrs me acalma. Ui pareco uma menina kkkkk. Bjus amore, lindo seu texto cheio como sempre de sentimentos. Fui

    ResponderExcluir
  14. As saudades podem ser terríveis! Boa continuação.

    ResponderExcluir
  15. Bom dia amigo, Com esses seus devaneios vamos nos encantando por aki todos os dias, obrigado! Abraços

    ResponderExcluir
  16. Regrida vento, traz de volta e leve os devaneios e saudades!

    BOM DIA! =)

    ResponderExcluir
  17. Olá querido Felis,
    Mais uma de sua lindas poesias que me fazem pensar na felicidade de um amor assim tão doce e tão amargo ao mesmo tempo.
    Adorei, amigo.
    Um grande beijo.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  18. Felis, muito bom poema. Mais um.

    Sonhos!

    Essa semana estou sonhando com o SanSão de Domingo. Uma semana de expectativa... 90 minutos de sofrimento. Depois... alegria ou tristeza.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  19. Ao abrir os olhos as lágrimas não suster
    A tristeza que em seu coração sentir
    As fez pelas faces correr...!

    São as coisas que amor faz
    Quando se ama de verdade
    Não nos deixando viver em paz
    Nem no sossego da felicidade!

    Desejo um bom dia para você,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  20. Esquecerei a espera
    Faz de mim
    O tempo que quiseres
    Sou todo o meu tempo
    Com todo o teu tempo

    Adoro deixar um pedacinho do seu
    Poema é pq adoro bjuss de boa tarde
    Rita!!!!!

    ResponderExcluir
  21. Devaneos, saudades... soy apenas un sonhador, sim e lindo!
    Apenas um sonhador, é maravilhoso, isso é força de viver. =)
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Olá tudo bom , sou eu a leka hernandes!

    Não sei se você vai lembrar de mim pois nos conhecemos a pouco tempo (você me adicionou recentemente no facebook), mas vim avisar que estou dando um tempo na blogosfera, mas sempre que possível estarei aqi conferindo teus textos!
    bjs, paz e se eu voltar te aviso!

    ResponderExcluir
  23. Acho que todos somos sonhadores.
    Linda poesia.Deu até pra sonhar.

    BeijO

    ResponderExcluir

Postar um comentário