Só assim

Imagens:Google
Só assim...
 Na solidão
 Escutando o bater do meu coração
 Que contrasta
 Com o barulho da chuva fina 
Encontrei o que outrora
 Tinha perdido.
Só assim...
 No vazio
 A dualidade feliz e infeliz 
 Dissolve quando tudo é silencio.
Só assim...
Me encontro
  Volto a ser o que sempre quis 
O que nunca deixei de ser.
Só assim...
 Consigo ouvir 
O que palavras 
Não conseguem mais me dizer.
Só assim...
 Volto a ser aquele que perdoa,
 Que entende 
 Que encontra em si mesmo
 A paz necessária para viver.
Só assim...
 Procurei me lembrar de você
 E não te encontrei.
Só assim ...
Naquele canto escuro 
No criado mudo
Encontrei sua foto.
Só assim...
 Percebi que está tudo dentro de mim.
Só assim...
 Finjo estar feliz
 Sinto me infeliz com sua ausência
Só assim...
 Não preciso dizer...
Adeus ... 

Quando quero dizer...
 Olá...
 Amor!

Postagem original  dia 13/11/2011
__________________________________________

Respostas do Desafio de segunda

1-Falso. Sou paulista de Populina
2- VerdadeFui Gerente de Banco
3- Falso.Adoro café com leite.
4-Verdade. Fanático por futebol e pelo Santos F.C
5-  Falso.Eu tenho uma FILHA, a "Bibi"
6-Verdade. Meu "ídolo" é meu gatinho Bigode.
7- Verdade. Fui ao Japão à passeio.

Acertaram o Desafio 
Kellen   
Sandra      
Soninha                http://espelhodaalmasoninha3.blogspot.com.br/

_________________________

Comentários

  1. Que legal vc tem um gato chamado bigode he,he,he...priminho da Nina he,he,he.
    Amei seu texto já falei escreva um livo q eu ilustro ^^ Boa quarta , Felis.
    Abçs

    ResponderExcluir
  2. Bom... realmente vc é pura dualidade de sentimentos...

    ResponderExcluir
  3. Felix-Poeta!
    Adorei!
    Gostei como você trabalhou a dicotomia dos sentimentos: feliz/infeliz; e também o Adeus/olá... afinal, o amor é tudo isso, o que é e o que não é.

    Beijos e ótima quarta-feira!
    Adorei teu comentário por lá :)

    ResponderExcluir
  4. Só assim
    Precisamos de silêncio para ouvir, para ver e sentir a força das palavras.
    Momentos nossos que vão acontecendo sempre que deixamos a porta aberta e o sentimento corre livre pelas salas vazias.

    ResponderExcluir
  5. Tinha feito um comentário mas parece-me que me desapareceu.
    Será...?

    ResponderExcluir
  6. Acerteeeeeeiii, vc esqueceu de falar quem acertou rsrsrrs,

    amigo o Instagram, é um aplicativo para fotos disponível p celulares IPhone e Andróides, abre-se uma conta no Instagram que pode ser seguida por outras pessoas que utilizam o recurso, é uma grande comunidade de compartilhamento de fotos em tempo real, onde se aplicam os recursos do Instagram, que são incríveis, as fotos tbém podem ser visualizadas através de um link como coloquei no Blog! Abraçoss

    ResponderExcluir
  7. Linda poesia e bom saber de ti! abraços,chica

    ResponderExcluir
  8. Só assim, na solidão
    Só assim, não quer estar
    Faz sofrer o coração
    Porque não quer amar?

    Só assim, percebeu
    Que assim não deve continuar
    De tédio se esqueceu
    Que tem alguém para amar!

    Boa quarta-feira
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  9. Meu amigo, seus versos solitários, sua busca pelo amor, sua sensação de solidão,
    somente o bater do seu coração, pois é, muitas vezes todos passam por isso, é mesmo direcionado seus poemas bem pensado!
    Quantos estão nessa situação, mas eu aqui desejo que não seja com você!!!
    Abraços e beijos em seu coração meu amigo muito querido.
    Ivone

    ResponderExcluir
  10. FELIZ! (IN)FELIZ! Poeta!!
    Preencha logo tamanha solidão!!
    Abraço, Célia

    ResponderExcluir
  11. Que lindo, mas que triste.
    O poeta é assim, escreve o que tem seu coração, tem momentos que escrevemos coisas alegres e outras bem tristes.
    A solidão foi minha companheira por tempos imensos, sei bem como é, mas chega um dado momento que o amor chega sem ser anunciado e se faz presença viva e diária em nossa vida.
    Um abraço e fique com deus sempre

    ResponderExcluir
  12. Oi querido Felis,

    Parece paradoxal, seu poema, mas não é.
    Só assim, nesses silêncio, nesse vazio, você coseguiu lembrar e encontrar o bom e o mau.
    E o melhor foi encomtrar seu amor.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  13. UFFFFFFF, MUY MELANCÓLICO TEXTO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  14. Oi Fe...
    Voce foi o unico que acertou as minhas mentiras...Acho que familia nao vale...rs...Eu tambem acertei as tuas mentiras...
    Ja postei as resposta...
    Beijos!
    San...

    ResponderExcluir
  15. O nome do gato é tudo, kkk
    Poema sensacional.

    ResponderExcluir
  16. Olá!!
    Que legal,acerteiiiiii!!!
    Mostra que te conheço um pouquinho!rs
    Essa dualidade "feliz/Infeliz"!todos nós temos um pouco!
    Pois, nossos sentimentos se alternam...
    Beijos e abração.
    Sua "miguinha"!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Soninha.

    ResponderExcluir
  17. Olá! Eu errei, mas agora posso dizer: CONHEÇO VOCÊ! E depois de ler o poema de hoje, mais ainda! Beijo. Ivany

    ResponderExcluir
  18. Muitas vezes é nesse silêncio, que nos redescobrimos.
    Parabéns pela bela poesia!
    Bjos XD

    ResponderExcluir
  19. Felisberto, a magia da poesia me encanta... me surpreende sempre... me entende e desentende...rsrsrs...
    A verdade é que a poesia nos faz melhores, mais sensíveis, mais reflexivos, mais amorosos, às vezes mais tristes, mas a gente manda a tristeza embora com um poema bem engraçado... Mágicas da poesia...
    Abraço, meu querido Felisberto

    ResponderExcluir
  20. Lindo poema... Triste , mas lindo...
    Quanto as respostas, errei todas.... kkkkk
    Legal saber mais sobre você, gostei da brincadeira!

    http://senhoritamoca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Haha, o nome do gato é legal. euheuhe '-'

    Sobre seu escrito, não tem muito o que dizer.... Você é espetacular! E os sentimentos tem disso, essa inconstância, infelizmente.

    Queria agradecer o carinho de sempre no meu blog e dizer que suas visitas tem maior valor pra mim. Obrigada!

    Um ótimo restinho de quarta-feira.
    Um grande abraço.
    Tati.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    Att.

    ResponderExcluir
  22. Olá Felis,
    Linda sua poesia! Trabalhada com carinho e amor. Você é verdadeiramente um poeta, querido amigo.
    Afetuosos beijos,
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  23. Só assim...fiquei te conhecendo um pouco melhor.
    Lindo poema.
    És um romântico!
    Um beijo

    ResponderExcluir
  24. Quando a gente para um pouco, fica em silêncio e ouve as batidas do nosso coração, começamos a nos entender melhor.
    Lindo poema.
    Tenha dias cheios de muita sensibilidade às batidas do teu coração. Bjs

    ResponderExcluir
  25. Estava esperando para saber as respostas, rs

    Belo poema!

    Saudaçoes querido amigo

    ResponderExcluir
  26. Oi Felis
    Que pena, eu perdi a enquete, com certeza iria acertar duas perguntas, sei que vc tem uma filha, e sei que é um santista fanático (kkkkkk). O poema no coments, ótimo jogo de palavras com a palavra feliz.
    Bjão fofinho e um ótimo resto de semana.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Ola Felis,

    É mesmo, no silêncio profundo é que podemos ter melhor noção do "eu" e analisar as dualidades de maneira natural.

    Muito legal!


    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
  28. Boa noite Feliz.
    Passando para deixar
    meus bjinhos angelicais
    e desejar uma boa noite
    de sono...Bjinhos cansadinhos!
    Sua amiganja!!

    Ah, adorei o ursinho, fofinho!
    Obrigada!

    ResponderExcluir

Postar um comentário