Sem Planos

Estou vendo o confronto...
Desta maldita e bendita noite...
Nesta hora confusa e serena...
Onde a esperança insiste...
Nem muito, nem pouco...
Pois entre tantas e tantos...
Ainda tenho o encanto... 
De uma sentença possível ...
Neste coração 
Que abre, que fecha ...
Que dilata, que diminui...

Preciso de paciência...
Mas não caminho assim...
Com ou sem...
Nem tento...

E o amor acaba...
No desenlace das almas 
Que se movimentam 
No escuro.

E o amor acaba...
Para recomeçar ...
A qualquer segundo
Em qualquer lugar...
De manhã, de tarde, de noite... 

E fico por aqui... 
Sem planos... 
Sem amor... 

09/Julho/2012
Postagem Original:20/06/2012
Imagem:Google
**********************
Olá! 
Veio comentar sobre o tema
 Espiritualidade?
Click AQUI

Comentários

  1. Olá Felisberto

    Mas ainda tem o encanto e o saber que amores vão, amores veem, hoje sem, amanhã também... Mas, depois de amanhã quem sabe.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá Junior,
    Sempre há esperança, amores vem e vão. Nos surpreendem, nos desconfortam... mas não vivemos sem ele.
    Adorei o poema.
    Um beijo e linda semana.

    ResponderExcluir
  3. Hello Felisberto ... Thank you for visiting .. Hope you have a long ocjh great week ... Hugs / / Nicki

    ResponderExcluir
  4. Oi estimado Felis,

    Que desânimo!
    Não fique por aí. porque o amor chega, quando menos se espera.
    Não tem de me agradecer, a propósito de meu comentário, na Blogagem Coletiva. É a minha opinião, e estava "jogando" em casa.
    A gente se entende, né?

    Boa semana, vivida em verdade e harmonia.
    Beijos carinhosos da Luz.

    ResponderExcluir
  5. Oi Fe, Bom Dia. Nós andamos sumidinhos hein! Para todos ha um amor por ai a espera do grande encontro. Onde estara o meu? rsrs.
    Te desejo uma bela semana e que venha o seu amor. Mil bjus TA

    ResponderExcluir
  6. hola Felisberto,
    Nuestra esperanza nunca debe ser perdida, todos tenemos esa confianza.

    Te deseo una semana muy feliz

    un abrazo fuerte^^

    ResponderExcluir
  7. Ei Felis! Mais um belo poema, muito inspirado e ceretiro! Parabens meu amigo!

    ResponderExcluir
  8. Que a noite não seja maldita
    Sempre serena a não confusa
    Que a verdade sempre seja dita
    Na maldade ninguém se introduza!

    Transparente em qualquer lugar
    Evitando passear na noite escura
    Nasce o sol sempre a brilhar
    Com esperança encontrar o que se procura!

    Boa segunda-feira
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  9. O eterno vai e vem da vida...dorei!!

    ResponderExcluir
  10. Olá, cheguei até aqui por acaso, mas vou ficar por decisão própria. Vc tem um espaço muito interessante.
    Um abraço desde Buenos Aires.
    HD

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde,Felis!!
    Maravilha, saber que ainda existe a esperança por outros amores!!
    Bom ânimo,sempre!!!!
    Bom início de semana.Beijos no coração.
    Soninha.

    ResponderExcluir
  12. Humm...esse negócio de amor vai e vem
    me lembrou outra coisa e unindo com a intensidade de suas palavras parecia que estava em uma onda buliçosa...
    Bjoks

    ResponderExcluir
  13. Poema maravilhoso sobre o amor,o amor é lindo aconpanhada desse lindo poema combina amigo,o amor tem várias caracteristicas mais todos nós temos, beijos.

    ResponderExcluir
  14. Poema maravilhoso sobre o amor,o amor é lindo aconpanhada desse lindo poema combina amigo,o amor tem várias caracteristicas mais todos nós temos, beijos.

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde, ah, o amor vem e vai, acontece quando menos se espera...E se voce estiver sem planos, comece agora a faze-lo, pois a qualquer momento, seu coraão se encanta por um alguem de novo!!
    Bjinhos de torcedora para que esse amor surja logo em sua vida!
    Sua sempre Amiganja!

    ResponderExcluir
  16. Olá, Felisberto.
    O amor até pode terminar, mas a vida continua, e a oportunidade de vivermos um amor ainda maior perdura.
    Obrigado por me seguires, Felisberto, estou fazendo o mesmo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  17. Pensando pelo lado positivo, antes sem plano e sem amor, do que com planos e amores frustrados.

    http://senhoritamoca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. SE NOTAN TAMBALEAR LAS ESPERANZAS. MUY TRISTE POEMA.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  19. Eita felis, que dualidade de sentimentos heim?
    Sem planos, sem amor, sem idéias concretas...O amor é mesmo uma estrada de mão dupla! Vem e vai, vai e vem...
    Bjks doces

    ResponderExcluir
  20. .................
    E fico por aqui...
    Sem planos...
    Sem amor...


    Só por enquanto...tudo passa...logo terás um novo amor e com ele,muitos planos!!!
    Beijão....

    ResponderExcluir
  21. OI, Felis sensacional o que escreveu, alias seu texto pra nininha ficou lindo tb ,adorei...é tanto amor q fico tonta kkkkk. Tudo que escreve é maravilhoso, já falei escreva um livro urgente
    Agora deixa eu ir ver a blogagem
    Abços

    ResponderExcluir
  22. OLá, meu querido Felis!!

    Que belo poema,hein... apesar do aparente vazio que parece insistir nos versos de um poeta desassossegado com a ausência do amor...
    Porém, o mesmo poeta já delineou a esperança nesses versos:

    "E o amor acaba...
    Para recomeçar ...
    A qualquer segundo
    Em qualquer lugar...
    De manhã, de tarde, de noite..."

    Sendo assim, nada como um dia após o outro, pra que esse poeta volte a sentir correr nas veias inquietas, aquele fogo apaixonado, tão habitual em tuas poesias!

    Boa noite, querido!
    Linda terça feira pra todos nós!

    Bjos da Lu...

    ResponderExcluir
  23. nós e nossos corações...
    suspiro no ar
    o que importa mesmo é amar.
    ...lindo de se ler.
    Um grande abraço
    nina

    ResponderExcluir
  24. Olá Felisberto,

    Estou visitando seu blog pela primeira vez e a minha impressão foi muito boa.

    Além disso, percebo que você é um cara muito gentil, e precisamos de mais pessoas assim como você.

    Valeu cara! Aliás, muito boa sua poesia, com sutileza ela expressa um forte sentimentalismo.

    Um abraço a você e que a partir de já comecemos uma amizade por aqui...

    Desde já deixo meu endereço:

    http://brevescronicas.blogspot.com.br

    Anselmo

    ResponderExcluir
  25. Olá Felisberto! Também é bom irmos ao sabor do vento, sem planos. E de repente, aparece algo de bom! Acredito! Um beijo

    ResponderExcluir
  26. Aiaiaaiaiaiaiaiaiaiaia !!!!!!!!
    Não gostei do que li!!!!
    Tudo negro ?
    Como pode ?
    Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
    Adoro alegria !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Adoro amar !!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Adoro a vida !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Adoro sorrir !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Meu querido menino grande!!!!
    Sabias que quando leio melancolias fico pensando que o autor da escrita está vivenciando o momento.Mesmo sabendo que o poeta é um artista,que faz nas letras seu espetáculo.Quando leio poemas alegres fico saltitante,quando leio poemas melancólicos,me bate uma peninha de quem escreveu.Pode uma pessoa ser assim?
    Fazer o que ?Mas já disseram por ai que o escritor tem um pouco de loucura no seu comportamento.Por isso que me considero uma louca nas palavras que vira sempre alguma coisa para se ler e refletir.
    Da próxima vez que vier te visitar quero encontrar um poema que me der razão para eu sair sorrindo...
    Bjs para aquecer teu dia !!!!!!

    ResponderExcluir
  27. Bom dia!!
    Sem post., mas precisava passar e deixar-te meus bjinhos amanhecidos com cara de sono e preguiçaaa...Uai, tem que trabalhar hoje??

    Boa terça feira para voce tbm querido...Sua sempre Amiganja!

    ResponderExcluir
  28. Alma de Poeta. Adorei. As palavras soam como um violino.

    ResponderExcluir

Postar um comentário