Feliz com o que me sobra.

Imagem: Google
Queria tê-la comigo
Nesta noite fria... 

 Pela janela do meu quarto vazio.
Olho a  rua molhada.
Tenho essa noite.
Para passar frio .
Pois o cobertor não me aquece.
Me dá aquele desânimo. 
Não tenho vontade de nada.
Meu coração aperta tanto e  fico angustiado.
E um momento de paz, calma, amor, sorriso...
Parece ser impossível.
 Eu preciso ficar só com um papel e uma caneta. 
E ainda um branco vazio. 
Entendendo isso.
A minha mão desprende .
E começa a escrever  no papel o lado triste.
Para poder viver feliz  com o que me sobra...
28 e 29/Agosto/2012

Comentários

  1. Caro amigo, Felis, bom dia!
    O bom dessa história é que o eu lírico inspira-se na tristeza para poetizar e abrilhantar o leitor com seus escritos profundos.
    Às vezes, o que sobra é o tudo de um nada transformado em poesia.
    Bjoks

    ResponderExcluir
  2. Bom Dia, amado amigo!
    Um poema que traduz um sentimento bem profundo do vazio na alma!
    Na nossa vida, sem esperarmos, sempre nos é acrescentado algo!não podemos viver de sobras!!
    Um dia maravilhoso,repleto das bençãos do Pai pra ti!!
    Beijos no seu lindo coração.
    SONINHA!!

    ResponderExcluir
  3. "As vezes, as sobras é que nos fazem perceber o que era realmente importante num todo visto pela alma do poeta...Pois os detalhes minuciosos é que dão enfase a beleza do sentimento vivido no momento...Amor e solidão!"
    Adorei te ler assim, de noite, sozinho e pensando nela, ficou maravilhoso! Bjinhos Enternecidos.
    Sua sempre Amiganja de olho nas tuas madrugadas!

    ResponderExcluir
  4. Oii amigo, em uma noite fria acho que um papel e uma caneta não aquecem muito né rsrs mas não deixa de ser uma companhia para um desabafo! Abraçoosss

    ResponderExcluir
  5. Sobrou uma bela poesia, mas sempre existe alguma a esperança, pois esta não deve findar.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Já passei noites como essa, geralmente são as que mais nos inspiram. Nem sempre valeu a pena, mas quando valeu... Ah, como valeu!...

    um beijo

    ResponderExcluir
  7. Olá outra vez! Senti neste poema um vazio na alma do poeta. No entanto, há uma ponte de esperança no final. Será que haverá um poema seu de que eu não goste???? Um dia abençoado!

    ResponderExcluir
  8. "Para poder viver feliz com que me
    sobra!"
    É assim que se preenche o vazio, o frio.

    Uma poesia que me soa como esperança.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Junior!
    me faz um favor! me empresta esse papel e caneta rs.

    Um poema muito lindo, qualquer semelhança com esse estado de espirito, é mera coincidência.


    bjos querido poeta

    ResponderExcluir
  10. Esses versos sombrios, que falam tanto aos corações de quem os lê. Parabéns, meu querido! :)

    Uma abençoada terça-feira.
    Forte abraço.
    Tati.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    Att.

    ResponderExcluir
  11. Olá.
    Seu blog é muito legal,parabéns.
    Quer divulgar no Portal Teia,é um divulgador de blogs de qualidade assim como o seu.
    É só pedir divulgação,é grátis,fácil e não precisa cadastro.
    Até mais

    ResponderExcluir
  12. Olá.
    Seu blog é muito legal,parabéns.
    Quer divulgar no Portal Teia,é um divulgador de blogs de qualidade assim como o seu.
    É só pedir divulgação,é grátis,fácil e não precisa cadastro.
    Até mais

    ResponderExcluir
  13. Estou meio que nessa situação poeta, gostei tentando ficar feliz com o que sobra rs.

    ResponderExcluir
  14. Como o que sobra? Resultou nessa bela poesia!
    Nenhum vazio é profundo o bastante que não possa ser preenchido com poesia.
    Abraços, Theka.
    http://www.comigomesmasim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Esse é um daqueles escritos seus que nem gosto de falar mais nada para não estragar é assim tem coisas que nos tocam, esse tocou a alma...parabéns amigo.

    Gostaria de agradecer sua participação no divã sempre gentil, educado e sabe o que fala...Deus abençoe.

    ResponderExcluir
  16. Sobras indefinidas, oras lembranças, oras desejos, oras saudades, oras sentimentos , oras apenas alimento que fortifica a solidão ...

    Beijos meu amigos e com sempre lindas sobras...

    ResponderExcluir

  17. Olá Felis,

    E escrevendo, nasce uma bela e sentida poesia.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  18. Lembrei de mim mesma hoje, lá fora, com uma agenda velha e um lápis na mão. Belo poema!

    ResponderExcluir
  19. Oi Felis! O que seria de nós se não fossem as folhas e as canetas?
    Sempre há algo para nos salvar das anmgustias e solidões.
    Um abraço!
    Bons dias para ti!

    ResponderExcluir
  20. Sempre sobra
    querido.
    Que bom.
    Belo texto.
    Ja seguindo por aqui.
    bjins

    ResponderExcluir
  21. A ausência, dependendo da força que ela estiver dentro de nós(engraçado né? Pensar como o vazio pode preencher o coração... parece contraditório.), pode ser muito dolorosa... cruel!

    bjks

    JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  22. Ola Felis, como voce esta?! Espero tudo de bom!
    Esta poesia tem um lírismo unico, e sensivel, romantica e me causa grande melancolia... frio de inverno na alma...
    Un grande abraco.

    ResponderExcluir
  23. Boa noite, te vi lá no recanto dos autores e gostei tanto do que escreveu por lá que corri ler mais pouquinho de você aqui, e olha este teu poema ficou perfeito, triste mas belo, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  24. OLá Fe!
    Tudo bem?
    Boa Noite

    Nessa noite fria, aquecido pela poesia, mesmo que não tenhas o seu Amor ao seu lado, há uma bela inspiração na poesia.Afff amigo, eu acabei de escrever uma bem triste kkkkkkkk.Poeta é assim mesmo, tem dias que escreve para alguém, ou para si mesmo.Se baseando na inspiração e o momento que se encontra.Ah, escrevo o que eu quero e que vem na alma......e por ai vai.

    Linda noite para você.

    Bjkas

    ResponderExcluir
  25. Big friend,

    O poeta será feliz não com o que sobra, mas com o que tem de maior dentro dele, ou seja, muito amor pela vida.

    Beijos e boa quarta!

    Lu

    ResponderExcluir
  26. Felisberto, parceiro amigo, boa noite!

    Gostei do TEMA:FELIZ COM O QUE ME SOBRA!
    Isso é sabedoria. Termos simplicidade e amor para apreciarmos mesmo o pouco que temos! Isso é uma boa dica de FELICIDADE!

    Beijos meu amigo!

    ResponderExcluir
  27. Puxa Felisão!

    Apesar de bonito eu achei meio triste! Snif!

    ResponderExcluir
  28. Compre um cobertor novo, deve ajudar de alguma forma;) Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  29. Algunas veces la poesía se torna nostálgica, dicen que hay un poema para cada estado de ánimo.
    No deja de ser bella la nostalgia cuando se escribe tan bonito.
    Muchos abrazos Junior, bonita noche!

    ResponderExcluir
  30. ...Essa sua escrita numa página em branco, que lhe deixará feliz... Entendo!

    Como dizia Artur da Távola 'quem tem vida interior jamais padecerá de solidão!'
    Beijos, amigo!
    Tais

    ResponderExcluir
  31. Oi Felis
    Td bem meu amigo, fiquei sabendo que vc andou escrevendo um conto. Vc é o cara mesmo einh?! Porque poeta vc já é de mão cheia, nesse poema eu entendi que vc tá precisando de um "cobertor de orelha"? kkkkk.
    Bjão fofinho. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  32. Belo alvorecer meu menino grande !!!!
    Vamos ser feliz sim!!!!!!!
    Mas só com o que nos é oferecido que seja sempre o amor...
    bjssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  33. Olá amigo!
    Acordar, ler sua poesia, da vontade de voltar pra cama dormir e sonhar.
    Linda poesia de amor
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  34. Ficar longe de um amor verdadeiro, é triste, mas a escrita que lembre esse amor, diminue essa tristeza... sua poesia é um encanto. beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário