A vida como ela é

 Tinha um colega de escola que me  impressionava!
Ele vinha sempre muito sujo, com fome, sem material...eu nunca sabia se iria voltar...tinha uma letra linda apesar de ler muito pouco, mas os escritos  que ele fazia...nossa! 
Eu via aquela mão fazendo escritos que pareciam livros...ele escrevia de tudo! 
Era só pedir, que ele escrevia.
 Os colegas viviam pedindo pra ele escrever poesias ...e em troca dos escritos, ganhava lanches dos colegas...tentei muitas vezes, sem sucesso, conversar com ele...na escola, tentei oferecer livros com técnicas para escrever , mas ele nunca se interessou...infelizmente, a realidade dele era outra...ele passava cuidando de sua mãe muito doente..eu  soube que ela faleceu....com o pouco dinheiro que ganhava fazendo uns bicos comprava "drogas"...e outro dia o encontrei num aeroporto ...sendo preso por tráfico...
E hoje eu estou aqui  na penitenciária. Fazendo um workshop sobre Literatura. Em pé onde estava, ele segurava entre suas mãos, como se segura um pássaro sem asas entre elas, uma poesia numa folha de papel. Ele a olhava sorrindo. Sorriu para mim e me entregou...
"A imensidão do vivido
 Se fortalece.
 Vê remoto o ontem próximo.
 Sabendo que há tanto que passou.
 Há tanto que virá.
E que  em algum momento.
 De algum lugar  perdido.
  Na penumbra da madrugada solitária
   Encontrarei tudo que eu perdi..." 
06 e 07/Setembro/2012

Comentários

  1. Que forte, Felisberto. Sem dúvida uma história para pensar e refletir muito. A poesia final é tocante. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Oi querido Felis,

    Esse seu colega de escola é o tipo de menino prodígio, muito talentoso, e como tal, caem quase sempre em submundos.
    Está escrito. É quase sempre assim.
    Repare, Marilyn Monroe, que mulher famosa, linda, ela foi, e morreu tão cedo, vítima de drogas.
    Tina Turner, que segundo julgo, ainda é viva. Veja ela, o seu meio social era dos piores para além dos maus tratos, que sofreu.
    Elvis, Michael Jackson, etc, etc.

    Linda poesia, seu amigo lhe mostrou, na hora.

    Excelente dia e bom feriado.

    Beijos da Luz,

    ResponderExcluir
  3. Olá Felisberto.

    Que lindo conto! Realmente muito emocionante. Infelizmente nem todos tem uma oportunidade realmente real em cima do seu talento. Espero que ele possa, mesmo em dificuldades, continuar escrevendo. :)

    Bem, você não me mandou mais e-mails, já posso mandar os capítulos pra você, ou vc quer adiar a ideia? Bem, fico no aguardo.

    Abraços
    http://suinguken.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Um relato fantástico, Felisberto!
    Obrigada pela partilha!

    Um beijo
    Sónia

    ResponderExcluir
  5. Talvez as amarguras da vida o impediram de se libertar , mas não furtaram o seu talento , que mesmo através da dor pode teus versos lhe entregar..

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá amigo, linda história que infelizmente se vai repetindo aqui e ali. A poesia também é linda e oxalá que ele encontre tudo o que perdeu, pois escrever é um dom que nem todos possuem. Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente essa é a realidade brasileira, a sociedade prega a igualdade mas, é a pura mentira, porque se fosse "igual" situações como essa jamais aconteceriam.
    bj

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente essa é a realidade brasileira, a sociedade prega a igualdade mas, é a pura mentira, porque se fosse "igual" situações como essa jamais aconteceriam.
    bj

    ResponderExcluir
  9. Ninguém pode julgar ninguém. As pedras dos sapatos dos outros doem tanto quanto doeriam nos nossos pés. Certas atitudes fazem da pessoa uma vítima, não seu próprio algoz.

    Poema belo e sensível.

    Não sei se é real ou ficção, mas é um bonito post.

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde! Quantos meninos há assim, infelizmente! Uma história para refletir... Bjs

    ResponderExcluir
  11. Felisberto, boa tarde,
    Que texto triste melancólico retratando uma vida de um rapaz simples, mas que recebeu um dom da escrita.

    Isso é de se emocionar, o poema é um recomeço, que mesmo que esteja no fundo do poço ele tem o prazer de se expressar tão lindamente.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Divino meu amigo o pior é que isso pode ser a mais pura vdd, quantos talentos perdidos nesse mundo e aprisionados, mas a esperança de recuperar o que perdemos jamais poderá morrer.

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde meu poeta lindo!!!!
    Nossa arrepiei lendo ...que triste
    e a gente fica aqui pensando...
    Quantos disso existe/
    Mas vindo de vc fica tudo muito belo
    Bjuss com carinho
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  14. Oiee Felis, boa tarde!

    Pra início de conversa, te digo que adorei o conto, finalizado por belo e emocionante poema.
    Teu estilo de escrever contos, devia ser mais explorado por ti, meu amigo, porque o faz muitíssimo bem, com objetividade, sem "enrolação" com as palavras, que faria dele um texto chato e prolixo.
    Quanto a história de vida do tal jovem, é semelhante a muitas por aí, e infelizmente até se tornando histórias banalizadas, mas quando vem alguém, no caso, tu...e retratas assim,ahhh ... aí, emociona!
    Parabéns querido. Adorei!

    Beijos...e a gente se encontra por aí...

    ResponderExcluir
  15. Eu transporto o seu conto para a realidade, pois inúmeros desajustados da "ética social vigente", desagua suas emoções em verso e prosa. EDUCAÇÃO, se não fosse excludente, muito do underground humano seria evitado!
    [ ] Célia.

    ResponderExcluir
  16. SORPRENDENTE LO QUE LA VIDA NOS PUEDE DECIR. TREMENDO RELATO, ME TRAMA!!!
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  17. Oi, Felis. Não sei se essa história é real ou fictícia, mas sem dúvida reflete a realidade de tantos talentos que se perdem nesse mundo por falta de recursos e incentivo. Desejo que o personagem um dia encontre seu caminho e possa exercer seu lindo dom. Um abraço!

    ResponderExcluir
  18. Talvez na penumbra da noite consigamos encontrar o perdido, mas talvez encontremos apenas O NOVO. Gr. BJ. e um ótimo firiadão pra ti meu querido!

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde, meu caro amigo!
    Assim como seu colega há muitos entre nós, eu conheço muitos assim que são talentosos, sensíveis, mega inteligentes, mas deixam se acomodar pela vida que lhe apraz fácil e preguiçosa.
    Infelizmente, alguns enveredam pelo caminho das drogas ilícitas quanto a maioria sem perceber entram nas lícitas e se tornam alcoólatras :(

    Quanto talento!
    Bjoks

    ResponderExcluir
  20. Intenso e forte a história meu amigo,,,cada um de nós carrega no peito um mistério,,,,uma vida,,,e vários sentimentos,,,e quando deixamos isso voar feito um pássaro...assim seremos livres e nos faremos felizes,,,ao menos um pouco,,,um bom feriado pra ti amigo...abraços...

    ResponderExcluir
  21. Parceiro, não deu para definir se este texto é real ou fictício, o que demonstra que consegue trabalhar a imaginação do leitor e reforço as palavras da nossa parceira Luminosa de que deve explorar mais este seu talento para contos.
    Existem muitas pessoas tal como este seu personagem, que tem muito talento, contanto, não tem muita noção do mesmo, não consegue despertar o interesse em aprimorá-lo por estar tão envolvido em problemas sérios, que desviam disto.
    Uma ótima madrugada insone (comprei um Casillero hoje, bora comemorar! ahaha) e um bom feriadão.

    ResponderExcluir
  22. Boa noite Anjo Amigo, ficou longe um pouco e pronto, voce apronta não é mesmo? Quanto ao texto, conto ou realidade? Triste e real, pois como ja disseram teus seguidores, a vida como ela é. Mas enfim, estou aqui de olho em ti, quero ve-lo feliz, de alto astral, faz uma poesia pra mim?
    Com o pouco que voce sabe de mim? Confio em ti, espero ansiosa...Bjinhos ansiosos de sua sempre Amiganja! Fui mas volto!

    ResponderExcluir
  23. Que triste o enredo, mas o final nos trás a esperança q nunca é tarde pra mudarmos e queremos o melhor pra nossa vida..que ele seja Feliz
    Abraços amigo, fique com Deus e bom feriadão

    ResponderExcluir
  24. Oii amigo, que triste, mas assim é a vida, nunca sabemos o dia de amanhã, embora algumas coisas pareçam predestinadas acontecer! Abraços e ótimo feriado!

    ResponderExcluir
  25. Olá amigo Felisberto.
    Que conto mais lindo, com certeza é melancólico, dá vontade de chorar, quantas crianças pelo mundo vivem o mesmo problema.
    Parabéns amigo. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  26. Infelizmente essa é a realidade de muitos que andam por aí. Possuem talento mas se perdem pela vida. Triste história. Um bom feriado Felis, bei!!jinhos

    ResponderExcluir
  27. Olá Felis!
    Muito triste o teu texto!
    Se maus tratos fosse gerneralizado a viver nas drogas, por que os filhos bem nascidos são os mais viciados?
    São dois estremos diferentes para um mesmo fim.
    Seu texto foi um alerta.
    Parabéns pela criatividade
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  28. BELO ALVORECER MENINO GRANDE!!!!
    UMA MENSAGEM DE CONTEÚDO QUE NOS FAZ UMA VIAGEM PROFUNDA TRAZENDO RAZÕES PARA A REFLEXÃO...ONDE VC DEU MORADA PARA EXPRESSAR SEU POETAR QUE FICOU LINDO !
    BJS COM SABOR DE ORVALHO !

    ResponderExcluir

Postar um comentário