Aprendi a ouvir o silêncio.

Consertei minha vida. Refazendo limites. Replantando minhas emoções. Me sentia acuado. Acrescentava sofrimento à falta de estima.Acomodei à dor...Eu não sou indiferente...nem diferente. Deixei de te amar. Sim, deixei de te amar.Talvez nunca mais o faça.Porque já não sei mais. Esqueci-me de como te amar. Perdi-me do seu amor. Fui aprendendo a fazer outras coisas. Aprendi a ouvir o silêncio...No silêncio, abrem-se os sentimentos que moram em nós.Livres dos ruídos, ouvimos o nosso coração.  Que quando ouvido me faz chorar. Sou apenas um vazio de amor por dentro mas cheio de amor ainda para dar. Haverá sempre o amor que fará âncora num pedaço do meu coração... 
Sei que existirá amor sempre.
 Com você
  Ou não...
24 e 25/Outubro/2012
Imagem:Google
UPs

Comentários

  1. O silêncio é muitas vezes sábio, Felisberto. E também um bom conselheiro! Seu som pode ser muito útil em vários momentos. Abração.

    ResponderExcluir
  2. que alegria Felisberto, agora sim, da para comentar no celular. Seus leitores agradecem...rsssss

    Às vezes nos deixamos levar pelos sentimentos sem atentar q precisamos nos afastar, deixar de lado o apego e nos silenciar para sabermos mais o q sentimos. Abçs.

    ResponderExcluir
  3. "Sou apenas um vazio de amor, mas cheio de amor para dar." Talvez vazio de um tipo de amor, mas cheio de outros tipos. Belo pensamento!

    ResponderExcluir
  4. O silencio meu amigo é o grito da alma,,,aprender a ouvi lo é aprender a seguir...abraços e um belo dia pra ti.

    ResponderExcluir
  5. Olá Felisberto,

    Passei para agradecer
    a retribuição do carinho
    dos comentários aqui deixados.

    Um post muito inspirador,
    gostei das palavras e do
    imenso amor que vejo
    guardado em si.
    Deixo Bjs!!

    Enigma.

    ResponderExcluir
  6. Pior do que a voz que cala,
    é um silêncio que fala.

    As vezes nos confidencia coisas que não queremos ouvir.

    Silencio, o grito da alma.

    Belo seu poema embora triste.

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Olá, sou amiga da Lu do blog navegando no cotidiano, vi vc por lá e resolvi dar uma passada e adorei o seu poema... me fez lembrar da era do romantismo saca? O amor desejado,porém não retribuído, o silêncio pode até nos calar mas o amor continua ali... verdadeiro, puro. Gostei! Voltarei sempre que puder... Se quiser dar uma visita tb, fique a vontade http://leticiabarcelos.blogspot.com.br

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. ♥-:¦:-*´¨`*-:¦:-*´¨`*-:¦:-*´¨`*-:¦:-♥
    Ah meu poeta lindo pode deixar que com ela ou sem ela seu amor virá
    sim eu concordo com você, sabe que gostei do que li bjusss e fica com esse tempinho de chuva
    Abraços
    Rita!
    ♥-:¦:-*´¨`*-:¦:-*´¨`*-:¦:-*´¨`*-:¦:-♥

    ResponderExcluir
  9. É preciso ouvir o silêncio.
    Muitos dias o amor fere-nos e cada um guarda os seus cheiros procurando defender-se do mundo e das coisas.
    Aqueles que sabem guardar silêncio saberão a verdade do amor...

    ResponderExcluir
  10. UFFFF, MÁS QUE UNA DECLARACIÓN DE AMOR!!!
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  11. Oi, Felis! Apesar de não ser um poema alegere, gostei muito do seu escrito, traduz a maturidade causada pela dor abrandada pela certeza de que independente de alguém o amor deve continuar a fazer abrigo em nossos corações. No silêncio, ouviu que o amor é a salvação para a amargura. Um abraço!

    ResponderExcluir
  12. Oi Felis!

    O silêncio muito embora nos traga momentos melancólicos, mas podemos refletir e até encontrar nele algumas respostas.

    No silêncio o poeta escreve com sua alma, de tão real que parece que ao lermos cada verso nos transporta para o seu mundo, de alegrias ou tristezas,
    como o que fizeste agora.

    Lindo e triste!

    Bjos

    ResponderExcluir
  13. Querido Feliz!

    O silencio nos faz bem, ele alimenta o pensamento, cicatriza feridas. No recolhimento nos refazemos. É não ter medo e sim aceitar, pensando positivamente no melhor que está para acontecer.

    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito das palavras, e o jeito o qual a narrativa (poética) e verdadeiramente crucial se desenha.
    A solidão é um grande alimento, e apesar de poder ser uma dor, é também um aprendizado.

    Hey adoraria que me seguisse de volta e lesse meu último post pra deixar um comment.

    www.diademegalomania.blogspot.com

    Agradecido, (Clive B.).

    ResponderExcluir
  15. Meu querido amigo

    Haverá sempre um amanhecer novo e um novo amor vais surgir.
    Como sempre escreves com a alma.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  16. Oi Felis,
    Ouvir o silêncio,quando a gente aprende isso as coisas ficam diferentes,é preciso calar para ouvir o que de fato importa.
    E o amor existirá,com ou sem alguém,rs.
    Uma boa quinta,abraço,=)

    ResponderExcluir
  17. Olá lindo blog!
    Já estou seguindo bjs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário