Coração. Emoção.

No horizonte  se misturam o azul do mar com o céu negro salpicado de ouro estrela e na Lua o reflexo de minha solidão.
Solidão que  invade o ar leve da paz do meu coração.
 Coração. Emoção.

Emoção que estremece minha alma.
 Alma calada pelo Adeus.
Adeus que derramaram lágrimas.
Lágrimas  de algo que não é mais meu.
 Não é mais meu quando aparece a saudade.
 Saudade calada ante o fim.
Fim que se torna angústia.
 Angústia que faz meu coração sangrar.
Sangrar  e dilacerar em tristeza.
Tristeza presente na minha solidão.
Solidão e você.
Tão perto.
Perto sem poder  te abraçar.
 Do abraçar tu foges.
 Mas não importa.
Secarei minhas lágrimas.
 Aliviado por que não posso mais.

16 e 17/Outubro/2012
Imagem: Google

Comentários

  1. Belo poema amigo Felisberto, um tanto triste, mais belo. Bjs! e uma ótima noite.

    ResponderExcluir
  2. Oii amigo, aki eu de novo no gás de quem ficou uma semana fora rsrrs então, a melhor parte de um amor não correspondido é qdo finalmente secamos as lágrimas e damo-lhes as costas! Abraçossss

    ResponderExcluir
  3. A solidão sentida é tão triste quanto a vivida, pois estar perto e não poder abraçar, é o mesmo que estar longe e não poder pegar... mesmo carregado de emoções tristes, o poema é um encanto. beijos e linda noite.

    ResponderExcluir
  4. Olá amigo
    Belas linhas com uma sensibilidade presente em cada, muito interessante e passagem da paisagem com a solidão

    Tenha uma terça-feira legal

    Abraços,
    RioSul

    ResponderExcluir
  5. E assim ele se joga em um infinito de poesias e sentimentos...o louco coração que nunca para de sonhar...abraços amigo e uma bela noite pra ti...

    ResponderExcluir
  6. Prendeu-me o verso: ..."Do abraçar tu foges"... Como é difícil vivenciarmos o abraço no adeus! Depois, resta-nos a solidão do encontro não acontecido...
    Lindo e reflexivo poema!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  7. Quando tudo chega ao fim...enfim podemos recomeçar. É no copo vazio e limpo que se pode colocar o néctar que vai nos saciar. Parabéns pelo lindo poema!
    Um grande abraço!
    Bindi e Ghost

    ResponderExcluir
  8. oi Felis, achei bacana esta sua anadiplose. Melancólico e terno, mergulhado naquela dualidade poética que é característica marcante dos seus poemas.

    /abraços da Rosa/

    ResponderExcluir
  9. Tudo que dilacera, que causa tristeza, que deixa na solidão, pra mim no momento é ruim.
    Estou correndo de sofrimento.

    Belo poema.

    beijo pela noite afora, rs!

    ResponderExcluir
  10. Felisberto, boa noite, meu amigo!
    Seu poema é um emocional demais!

    A solidão é triste, mas....há coisas, situações que é até melhor passar por ela...do que contracenar com pessoas que nos trazem dor.

    Beijos, meu amigo e que Deus esteja sempre com vc.

    ResponderExcluir
  11. Olá Felis
    Solidão é um estado intrínseco da nossa mente doentia.
    Quando se perde um amor, outro temos que ir à procura, existem pessoas que não têm motivos para a solidão e, muitas vezes, não sabendo lidar com ela se entopem de remédios e, não adiantando vão à loucura de um suicídio.
    Solidão nunca fez morada na minha vida.
    Pensamentos positivos e amigos alegres e sorridentes ainda é o melhor remédio.
    Um beijo
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  12. Meu querido amigo

    Por vezes há presenças ausentes e ausências presentes e a solidão toma o lugar que não está ocupado.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  13. Lindo, Felisberto. O coração e a emoção caminham juntas; eu até já escrevi isso aqui. E a solidão só surge quando esses dois se separam ou se rompem. Abração.

    ResponderExcluir
  14. Feli... " Corazòn, emociòn "

    Triste es tu poema, te acosa la angustia que solo tratas de apaciguar.

    ¡¡¡ bonito !!

    un beso

    ResponderExcluir
  15. tu escrito es bello y muestra la nostalgia de un gran amor, saludos querido amigo mio

    ResponderExcluir
  16. Bom Dia FElis!
    "Tão longe, tão perto!
    A solidão me completa
    quando voce não esta por perto.
    Te abraço em sonhos, te beijo
    em meus devaneios, mas é ouvindo
    a tua canção, que me emociono e
    me lembro, que um dia, Amei voce!"
    Ai, ai...me mepolguei!
    Bjinhos Delirantes Sonhadores!
    Sua sempre Amiganja, sempre por aqui, de olho em ti!

    ResponderExcluir
  17. Se não usássemos hipérbole em nossa visão, não saberíamos expressar a grandeza de nossa saudade, de nosso amor e de nosso desejo!
    Quisera eu poder tocar na lua ou até mesmo ser sua!!!
    Bjoks

    ResponderExcluir
  18. Intenso poema.
    Saludos
    David de observandocine.com

    ResponderExcluir
  19. Olá Felis... Sinto muito não poder passar aqui com mais regularidade... vou escapando do serviço com fugidinhas esporádicas para visitar os amigos...e sempre é muito bom estar aqui!!!

    Puxa, você retratou a solidão de uma forma sublime: Atrelada, ao mesmo tempo, ao amor e ao coração. Neste sentido, a tristeza da solidão foi suavizada pela doçura do coração! Ficou realmente lindo!!:)

    Um super abraço amigo e uma excelente quarta-feira!!!

    ResponderExcluir
  20. Fofucho!!!!!

    A saudade dói... já senti isso.
    Mas tambem emociona muito e é bom sentir isso, porque avaliamos os nossos sentimentos e tambem o quanto a outra parte nos faz falta.

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Boa noite Poeta! Do coração, saem as emoções. Bjs

    ResponderExcluir
  22. Oi querido Felis,

    Mais uma "minina" comentando seu poema (mais meninas que meninos, você prefere. Eu falo por mim, embora a maioria continue a ser do sexo feminino).

    Agradável texto, em que se fala de uma despedida, de um céu carregado, talvez como o coração de quem fica, e da emoção sentida nesse adeus.

    Partida, fim de um sentimento é muito desagradável, mas se só uma das partes quer, não há nada a fazer, apenas aceitar.

    Tenha uma lindo resto de dia.
    Beijos da Luz, com carinho e apreço.

    ResponderExcluir
  23. Lindo como sempre...o adeus machuca de qualquer forma.
    Bjo no coração meu lindo.

    ResponderExcluir
  24. Oi Felis,
    Gostei do post,tem sempre aquele momento quando a pessoa esgota e vê que não dá mais,aí é enxugar as lágrimas,deixar o coração descansar,até que possa começar seu trabalho outra vez.
    abraço,=)

    ResponderExcluir
  25. Curtir a saudade de um amor não correspondido não dá, porisso, seque as lágrimas e seja feliz, procure a felicidade com outro alguém!! Um grande beijo amigo querido.

    ResponderExcluir
  26. Junior,
    Quando se ama tudo se pode, ou seja, enfrentamos tudo e mesmo assim sobrevivemos... é como disse aquele poeta.. morremos de amor e continuamos vivendo. Masssssssss recomeçar é preciso, virar a página, às vezes, é tudo que nos resta. Gr. Bjoo! Mais uma vez amei teus versos!

    ResponderExcluir
  27. Emoção de cores nos mais perfeito dos sentimentos...abraços amigo e uma bela noite pra ti..

    ResponderExcluir
  28. Quando o amor é uma angústia, o melhor é abandonar essa tristeza para que a felicidade se aproxime. beijos e linda noite.

    ResponderExcluir
  29. Como sempre dizer o que do texto, simplesmente lindo de tocar o coração e a emoção da gente.
    abraços, Felis

    ResponderExcluir
  30. Olá Felisberto, tudo bem?
    Nossa fiquei flutuando neste poema, sentindo-me só, na solidão fico inquieta, mas quando sentimos solidão a dois sem poder tocar não é nada agradável.
    Um abraço amigo, uma sexta feira super especial. Beijinhos

    ResponderExcluir

Postar um comentário