E que o amanhecer não demore.

...Ao anoitecer...Há tal soturnidade... Há tal melancolia...
Que as sombras...a escuridão...despertam-me um desejo absurdo de sofrer. 
Não consigo libertar-me dele... Mando-o embora mas ele não vai. Grito para afastar a solidão...ela volta sempre...eu tento rir para afastar o desespero...ele invade-me. 
Eu estou preso dentro de um mundo que ora vem, ora fica.
 Olho para os lados  a procura de saber onde realmente estou e como estou e .... não vejo ninguém, estou sozinho. 
Eu odeio estar  sozinho...no vazio deixado, no quarto desarrumado e nunca mais tocado. 
Escondido num lugar onde ninguém me dirá nada, onde ninguém me fará perguntas porque a ninguém interessará isso... 
O silêncio  que me prende, que tem uns braços sem fim que me envolvem e me deixa  perdido na minha própria voz...
Odeio isso ...Que nunca passarão disto. Tento empurrar as memórias de minha mente.  Não consigo. Alguma coisa que não sei contar acontece em mim... Há alturas até em que o desespero teima em mim,  se agarra ao sangue e corre por dentro das veias ...As sombras rodeiam-me.. desperta-me um desejo absurdo de fugir...deixando tudo para trás...e ir encontrar aquele passado...medindo-o com o caminho que sempre sonhei ... e depois perco-o porque ele solta-se de mim... deixa-me tão só no vazio da  noite...
 E que o amanhecer não demore...
Não é uma escolha...a noite rapidamente vai...como lentamente fica...

19 e 20/Outubro/2012
Imagem:Google

Comentários

  1. Excelente poema sobre o amanhecer, mesclado com o silêncio, Felisberto. Coincidentemente, tudo o que foi escrito muitas vezes independe da vontade, é um sentimento, uma sensação incontrolável. Muitas vezes queremos voltar atrás, queremos que o tempo passe logo, enfim, nunca somos atendidos. Abçs

    ResponderExcluir
  2. É essa angustia de querer com que o tempo corra ,ou com que lento ele ande, a dor cortante de se sentir só, de estar só que nos sufoca, matando o que de mais belo existe dentro de nos, e o pior é quando você se acostuma a ser só, e não sabe mais se a solidão é sua companheira ou amiga.
    Belo poema Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  3. Hoje a inspiração correu solta, aliás como sempre é né amigo, sempre mandando muito bem! Parabéns, muito bonito! abraços e excelente final de semana!

    ResponderExcluir
  4. Bom dia meu menino grande !!!!!
    O poema trouxe reflexo de melancolia ,mas transcende de forma poética e deixa belo ...deixo dito que amo o que escreves em tua plenitude ...
    bjs para aquecer teu dia!!!!

    ResponderExcluir
  5. Felisberto, esse poema me fez recordar quantas vezes fiquei a teimar com essas sombras da noite, nossa, acho que nosso espírito fica ansioso para "sair", pois é mesmo assim que me vejo antes de dormir, esperando rapidamente um novo amanhecer!!!
    Foi isso que senti, lindo poetar amigo!!!
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  6. E que o amanhecer nao demore... nem para vc e nem para mim...

    ResponderExcluir
  7. Noite & Dia... ciclos naturais em nossa existência, mas que muitas vezes atordoam-nos... Estado de espírito... Sublime influência!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  8. Parceiro insone reclamando da insônia? #brinks
    Acordei agora e, por incrível que pareça, de bom humor. rs.
    O que você escreveu, observando a quantia de reticências (não entendo porra nenhuma de técnicas de poemas) seria o que chamam de prosa poética? É que certa vez escrevi algo assim e me disseram que era, mas fiquei na dúvida porque para mim era um conto. Se puder me responda lá no blogue EM OFF ou não, como você sabe, meu Facebook está uma zica só, informei os grupos que não usam links e, como o seu usa, não sabia onde avisar... Se poderia usar o mural de recados pra isto, deve ter umas 500 mensagens no vácuo, pois me comunicava muito por lá.
    A respeito do tema, eu gostei bastante por ser muito realista (não digo que seja realista pra você), pois sei de muitas pessoas que moram sozinhas e sentem-se mais ou menos assim na madrugada, insones, sufocadas, querendo que o dia amanheça. Pessoas divorciadas da minha família, devo ressaltar. Elas reclamam bastante disto, uma delas toma até remédios para dormir e não ter que sentir passar a noite.
    E eu, gosto tanto da madrugada que por mim o dia nem amanheceria, mas é aquela história, só mesmo quem vivenciou algo muito forte, talvez não acostume-se à solidão de quatro paredes que para outros pareça interessante e sinônimo de paz. Penso que cria-se uma dependência. Mas são só suposições também, baseando-me no que ouço.
    Muito bem escrito, gostei bastante e não tive dificuldades para comentar... acho...
    Se paguei mico pode falar! ahaha
    Uma boa sexta-feira parceiro!


    => CLIQUE => Escritos Lisérgicos...

    ResponderExcluir
  9. O sofrer é meio inerente ao coração que ama e que nos versos derrama-se, mas não creio que ele deseja isso. Ele quer mesmo, lá no fundo, ser acolhido nos braços que podem lhe arrancar a dor. Gr.Bj. Júnior! Lindo FDS pra vc!

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Outro dia li seu comentario, adorei, muito bom, obrigada.

    Sobre este tema, fiquei lembrando que eu conheço pessoas que mudam seu temperamento quando a tarde vem caindo. Porque não suportam a noite, especialmente quando vão dormir. Então tem insonia.... e o dia seguinte não costuma ser dos melhores.

    Felizmente, sou o contrario, adoro a noite, e dormir me regenera! :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. RAPAZ, ONDE VOCÊ FOI PARA HOJE HEIN?/ QUE INSPIRAÇÃO, ISSO É AMOR, MESCLADO COM SAUDADES E A DOR DO VAZIO,MAS NADA QUE NAO SEJA INCURÁVEL, E QUE A NOITE ACABE RÁPIDO PARA QUE TALVEZ A DOR E O VAZIO ACABE MAIS DEPRESSA.

    MAS ADORO PASSA POR AQUI,SEMPRE.

    PSSO TE CONFESSAR UMA COISA??SEMPRE QUE ABRO O MEU BLOG, VENHO CORRENDO NA LISTA PARA VER SE VC TEM NOVAS,ALIAS VC E ANOSSA AMIGA BANDS. E DO RESTOU, VOU SAINDO,E DEIXANDO BJS.

    PATTY!

    ResponderExcluir
  12. RAPAZ, ONDE VOCÊ FOI PARA HOJE HEIN?/ QUE INSPIRAÇÃO, ISSO É AMOR, MESCLADO COM SAUDADES E A DOR DO VAZIO,MAS NADA QUE NAO SEJA INCURÁVEL, E QUE A NOITE ACABE RÁPIDO PARA QUE TALVEZ A DOR E O VAZIO ACABE MAIS DEPRESSA.

    MAS ADORO PASSA POR AQUI,SEMPRE.

    PSSO TE CONFESSAR UMA COISA??SEMPRE QUE ABRO O MEU BLOG, VENHO CORRENDO NA LISTA PARA VER SE VC TEM NOVAS,ALIAS VC E ANOSSA AMIGA BANDS. E DO RESTOU, VOU SAINDO,E DEIXANDO BJS.

    PATTY!

    ResponderExcluir
  13. Olá amigo
    Belas linhas e as vezes ficamos assim mesmo, ao contar das horas e pensamos em tudo que poderia ter acontecido e no que esperamos no dia seguinte

    Tenha uma fim de semana legal

    Abraços,
    RioSul

    ResponderExcluir
  14. Se ao menos fosse possível correr ao encontro do passado... mas não; se isto fosse possível, muitos esquecer-se-iam do presente, e não teriam futuro. Texto bastante introspectivo, comunica bem os sentimentos. Boa tarde!

    ResponderExcluir
  15. Obrigada por retribuir o comentario... mas... nao entendi a ultima frase do seu recado... desculpe-me...

    ResponderExcluir
  16. No amanhecer depositamos todas as esperanças perdidas na noite...abraços de bom final de semana.

    ResponderExcluir
  17. Olá, Felisberto.
    Excelente poema; creio que quando bate a solidão e parece que o tempo se recusa a passar, é como se nos sentíssemos prisioneiros dentro de nosso próprio corpo e mente, de onde não dá para fugir de forma alguma.
    Essa é uma sensação bem angustiante, que não se deseja a ninguém.
    Abraço e bom final de semana pra ti, Felisberto.

    ResponderExcluir
  18. Felis,
    Gosto imensamente da sua poesia porque ela aborda de uma maneira muito única e verdadeira aquele sentimento que todos nós conhecemos no silêncio de nossos quartos, no silêncio das noites que nos fazem companhia...
    Muito lindo!

    Um bom final de semana, meu amigo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi Felis
    Esse poema é um pouco diferente dos que vc costuma postar, pelo menos na minha visão, eu fiz uma leitura meio depressiva, nada ligado ao romantismo de que vc costuma escrever. Isso mostra o grande escritor que vc é! Muito bom o texto, eu já tive todos esses sentimentos que vc descreveu e posso garantir que não são nada bons!
    Bjão chefinho/fofinho. Saudades!
    Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  20. Oi Felisberto. Tudo bom?

    Bem, primeiramente já vou começar com um pedido de desculpas por ter vacilado nessa última terça e não ter te mandado o capítulo novo. Bem, eu recebi uma visita inesperada nesse feriado, a Tsu do blog Empadinha frita, e acabou que não deu tempo deu entrar na net para te mandar.
    Bem, ainda tem alguns capítulos antes da história terminar, ainda os quer? Foi mal mesmo, não foi minha intenção, mas quando me dei conta, já era quarta feira. =/
    Por isso demorei tanto em responder também. Mas acho que o post do meu blog vai ser mais esclarecedor.

    Bem, acho que o meu amanhecer está bem perto, espero. Chega de sombra, apesar de me sentir assim as vezes.

    Bem, peço desculpa mais uma vez e deixo aqui um grande abraço.

    ResponderExcluir
  21. Sempre inspirado, né meu amigo Felis! Poema lindo! A nossa vida é um eterno amanhecer, de oportunidades, de vida, de realizações... Que o amor renovador e a Paz de Jesus Cristo
    habitem nossos corações sempre!
    Abençoado fim de semana!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Bom dia Felis...Podemos dizer que temos aqui um micro conto poeticom pois nos remete a leitura e conversa como se fosse uma prosa, mas com uma historia por tras da escrita e por fim, poesia pura, sentimentos de um alguem que sabe onde aperta o calo e aflora os devaneios, delirios...Noite insones, tenho de vez em quando, mas é fome, levanto e como algo, durmo depois bem rapido...E logo chega o amanhecer...E triste saber que tudo voltará a noite de novo...Mas fazer o que, é a vida!
    Parabens gostei...Bjinhos Poeticos!
    Sua sempre Amiganja!

    ResponderExcluir
  23. FELISBERTO: Boa noite. Tudo bem com vc, meu amiguinho e parceiro?

    Focalizando seu poema, lembrei que muitas vezes à noite, oro para que logo amanheça,que não demore a chegar, devido pensamentos ruins..., como se a noite assustasse!

    Seus poemas vez após outra fazem-me lembrar de situações vividas.
    Beijos e um ótimo sábado.

    ResponderExcluir
  24. Há dias em que eu me sinto perdida desta forma desejando apenas um dia após o outro.
    bj

    ResponderExcluir
  25. Boa noite,Felis!

    Teus trabalhos estão cada vez mais
    emocionantes.
    Amo demais.
    Parabens .

    Tem um mimo para ti no meu céu da felicidade.
    beijos
    vera portella

    ResponderExcluir
  26. Gostei muito.

    Cumprimentos de Portugal (clik)

    ResponderExcluir

Postar um comentário