Sigo sem rumo

Sigo sem rumo.
Lágrimas escorrem de meu rosto triste.
Meu coração se corrói
 Sabendo que há tanto que passou.
 Há tanto que virá.
E que  em algum momento
 De algum lugar  perdido
  Te encontrarei.   
Esperarei cada amanhecer para vê-la brilhar.
 Quero ficar junto de ti .
Quero que venha, sem medo.
Venha, pare e  olhe bem fundo nos meus olhos.
Venha, pare e me dê seu coração
Me dê, para que eu o cuide. 
E a cada segundo te ame cada vez mais.


03 e 04/Outubro/2012
Imagem: Google 

Comentários

  1. Uma bonita poesia/súplica de amor.
    um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Bonito e nostálgico poema. Gosto da esperança do:há tanto que virá
    Beijos na sua poética alma,

    ResponderExcluir
  3. Meu querido amigo

    Um lamento de amor muito belo como sempre, escreves com a alma e o coração.
    A poesia mora em ti.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  4. Olá poeta apaixonado! Tudo bem?
    Gostei do poema.

    ''Venha, pare e me dê seu coração
    Me dê, para que eu o cuide.
    E a cada segundo te ame cada vez mais.'' Que lindo!!!

    Bjs! Fernanda Oliveira

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde, Felisberto. Amei a poesia, principalmente a última estrofe.
    O poeta pede o coração da pessoa amada para cuidar, amar, que coisa linda!
    Se amássemos assim, na maioria das vezes as separações não aconteceriam.
    Beijos na alma e fique na paz!

    ResponderExcluir
  6. Oii amigo, mais um belo poema p nos encantar! Parabéns! Abraçosss

    ResponderExcluir
  7. Olá Felisberto
    Boa tarde
    Apaixonante poema, o poeta pede para que olhe bem nos fundos dos olhos,os olhos não metem jamais.
    Com certeza é um dos mais lindos. Amei.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  8. Melhor pensar que depois do pranto
    Logo depois da curva há de encontrar tuas cores... Do amanhã que chegará. Beijos!!!

    ResponderExcluir
  9. Oi tudo bem?

    Quem não queria um amor desse, sem medo...

    Linda poesia, tão de alma que toca profundamente na alma de quem a ler...

    bjos


    ResponderExcluir
  10. Oi querido Felis,

    Nossa! Que foto sua no perfil de seu blog e no painel de seguidores de seu blog!
    Está com um ar e um corte de cabelo de menino de 18 anoos. Bem, também não tem muitos mais.
    Acho que nos devemos pôr fashion, novo look, faz toda a diferença.

    Vamos ao comentário. Poema sofrido, dolorido, como muitos que aqui escreve, mas o que você quer, deseja mesmo, é ficar junto de seu amor.

    E CADA SEGUNDO SERÁ UM PARAÍSO PROMETIDO E CONCRETIZADO.

    Resto de boa semana.
    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  11. Bem profundo... lindas palavras... um encanto... beijos e linda noite.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Felisberto.
    A vida é assim mesmo, uma eterna procura pela nossa alma gêmea; mesmo que ela não esteja a nosso alcance, nada nos impede de continuar procurando.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  13. Oi Felis, eu de novo!

    Não sei se lhe disse no anterior comentário, que postei no "Luzes e Luares". Juro que não me lembro se referi isso, ou não.
    Caso tenha dito, as minhas desculpas, pela repetição.

    Beijos.
    Luz.

    ResponderExcluir
  14. oi querido,

    Tudo bem? Senti o poeta sem rumo, mas ainda com esperança de chegada na rota. Lindo, meu querido.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oi Felisberto!
    Pra variar..mais um poema seu que eu gostei!
    Ah..vc não imagina como estou aguardando minhas férias...serão apenas 20 dias e tenho tanto para fazer..espero conseguir fazer tudo e descansar.
    Sério que vc não viu Nárnia? Por que? Não curte o tema de fantasia? Espero que vc veja pelo menos o filme..se gostar, veja os demais ou arrisque o livro!
    bjs

    ResponderExcluir
  16. Sempre se quer ficar junto de quem se ama.
    Belo poema.

    Um Beijo e boa noite

    ResponderExcluir
  17. Oi Felisberto, lindo.
    Um amor verdadeiro não deve acabar nunca!
    Tenha uma ótima semana, beijos.

    ResponderExcluir
  18. Hehehehehehehehe Felisão você é um garnde bico dôce, hehehehehehehhe, acho que as meninas devem passar apertadas na sua mão viu!

    Mais um belo poema, muito inspirado e bem escrito!

    Um abraço amigão!

    ResponderExcluir
  19. Olha...parece um pedido e tanto de amor, não é?? Feliz da felizarda deste coração apaixonado.....E é você na foto do seu perfil?? Nossa, se é que gato!! Um beijo amigo e até!! Boa quinta!

    ResponderExcluir
  20. Querer cuidar e amar sempre mais ...
    Terno e delicado poema .
    Parabéns .
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Tocante, Felisberto. E a imagem casou perfeitamente com o poema. Confesso que me identifiquei. Abraços.

    ResponderExcluir
  22. Meu querido
    Muito lindo parabéns pela postagem. Vc como sempre arrasa. Uma feliz quinta feira.
    Ana

    ResponderExcluir
  23. Ei Fê...

    Lindo...

    Como disse o poeta Caio F..o que tem q ser tem muita força..sem rumo mas indo ao encontro através do clamor da alma, do corpo e do coração.....

    Beijos meu querido..e bom dia :)

    ResponderExcluir
  24. Este poema é de um sofrimento profundo. O que vale é que há uma nota de esperança. Nunca perdê-la! Um grande abraço com amizade

    ResponderExcluir
  25. Felis, parece que vc se inspira no que estou sentindo para descrever seu eu lírico.
    Meu coraçãozinho está sangrando, mas faz parte da vida...

    Bjoks

    ResponderExcluir
  26. Bom dia meu amore!!!!

    Hoje sigo sem rumo mesmo kkkk
    Que bonito esse poema, gostei gostei
    Um dia muito feliz pra vc, com agradecimentos
    pelos recadinhos que deixa no meu Bloguito
    E vc nem foi la rir das minhas manias da blogagem coletiva kkkkk
    Bjuss
    Rita!!!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário