O céu sem estrelas

O céu sem estrelas
E o caminho engolido pela escuridão
Ofusca o azul de teus olhos
Que permanece em minha memória.

As ruas vazias expressam a solidão
Que assola a minha alma
Em todos os dias
De todos os meses
De todos os anos.

Nessas minhas horas de solidão
Eu te procuro na imensidão
Dos caminhos escondidos
Que me levam a felicidade.

Nessa insana lucidez do pensamento
Força que apego e me espelho
Procuro vislumbrar o esquecimento
Deste momento obscuro
Onde meu coração dentro do peito
Faz um silêncio absurdo
Querendo parar de existir.

Nesta louca procura em busca do futuro
Esqueci do presente
E do passado que me volta agora
Carregado de lembranças tão doloridas.

Sigo sem rumo
Sabendo que há tanto que passou
Há tanto que virá
E que em algum momento
De algum lugar perdido
Na penumbra da madrugada infindável
Encontrarei a sua beleza irretocável.


E te farei sentir o ardor
Do meu terno
E eterno
Amor.

Imagem:Google
Up
23 e 24/Janeiro/2013

Comentários

  1. Nossa Felisberto seu poema de hoje,está maravilhoso! Gostei muito,seus poemas são gotas de lindas palavras que encahtam os corações! Muitos abraços Ana Regina!

    ResponderExcluir
  2. ▓▓▀▀▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▀▓▀▓▓▓▓
    ▓▓▌█▀▓▓▓▀▀▓▀▀▓▓▌▀▐▌▄▐▓
    ▓▓▄▄▄▌▄▐▌▐▓▌▐▓▓▓▌▓▌▀▐▓
    ▓▀▀▓▓▌▀▐▓─▓─▌▄▄▓▄▓▀▓▀▓
    ▓▌▐▓▓▓▓▓▓▌┼▐▌▄▄▓▓▓▐▓▌▓
    ▓▄▄▓▓▓▓▓▓█▄█▄▄▄▓▓▓▄▄▄▓
    . ★MaRiBeL★ .

    ResponderExcluir
  3. Um céu sem estrelas é muito triste!
    Gostei especialmente da ultima estrofe.
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Felis, como anda o meu amigo carismático e simpático?
    Além de ser detentor dessas qualidades ainda é poeta para poder arrasar os corações apaixonados! :)

    Lindo o trabalho de hoje, um pouco triste, meio cinzento, mais LINDO!
    Se existe um coração ele está batendo de saudades de alguém e é isso que faz que o coração prossiga sonhando, na doce ilusão de reencontrar quem tanto lhe faz bater descompassado!

    Estava com saudades de vir aqui!
    Um grande abraço amigo!
    Tenha uma linda semana!

    ResponderExcluir
  5. Oi Felis
    Aqui tudo bem e você?
    Lindo o que escreveu :)
    Olha só, recebi um texto hoje que desconheço a autoria ... Procurei mas não encontrei, talvez você saiba!? Tem tudo a ver com o teu post ...
    _Podemos carregar a inquietação
    levá-la pela estrada até ao centro
    das praças onde gritam.
    ninguém vai notar
    e o que fizermos é apenas nosso
    confirma-nos rostos entristecidos
    isso não faz sentido, dizem
    porém, os que assim falam
    não sabem que o presente
    é passado e futuro
    e que todo esse tempo nos completa
    se o levarmos conosco,
    tentando ser alguém nas praças esquecidas.

    Abraço pra ti!!



    ResponderExcluir
  6. Seu poema ficou muito bonito. Adorei!
    Tem intensidade e tudo que demonstra sentimentos e entrega eu gosto!

    Beijos
    Pâmela Rodrigues
    Blog: Liste & Realize
    Página no Facebook

    ResponderExcluir
  7. Amores eternos e verdadeiros são um encanto, Ju... adorei! beijos

    ResponderExcluir
  8. As estrelas estão lá sempre, podem é estar ofuscadas pelo brilho de algo ainda mais belo ou estarem escondidas por detrás de alguma noite tempestuosa! ^^


    Gostei muito das tuas palavras lá no blog e concordo plenamente! ^^

    Abraço amigo :3

    ResponderExcluir
  9. Há que lindo menino! Tão romântico... mas esse céu, sem estrela agora, voltará a ser iluminado, quando sua estrela maior voltar e ofuscar seus triste olhos. Bjinho doce.

    ResponderExcluir
  10. BELA MADRUGADA MEU MENINO GRANDE !
    EU VIM SÓ ME DELEITAR EM CIMA DESSES VERSOS POÉTICOS.O BRILHO DA POESIA RETIRA AS ESTRELAS...
    BJSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  11. A semana ainda não acabou, mas irei me precipitar e considerarei esse poema o melhor da semana. Muito bonito. Abraço

    ResponderExcluir
  12. Every day is the start of something beautiful. Good Morning

    ResponderExcluir
  13. Júnior,
    todo cinza dissipa com alegria do encontro e a expectativa dele implanta no coração esperanças. Lindo poema como sempre! Adorei! Gr. Bj.!

    ResponderExcluir
  14. A solidão misturada com a escuridão da noite nos remete a muitos caminhos reflexivos...de dor...de sentimentos perdidos,,,da falta que faz de ter a lua e essas estrelas brilhando em nosso céu...abraços de bom dia meu amigo.

    ResponderExcluir
  15. Maravilhoso blog! Que lindos poemas. Permita-se segui-lo por favor. Deixo um beijo. Obrigado

    ResponderExcluir
  16. Um poema profundo, verdadeiro.
    Parabéns!!
    Tenha uma abençoada semana. Bjs

    ResponderExcluir
  17. Olá parceiro.
    Estive (meio) offline porque minha conexão anda um inferno, purgatório, umbral... seja qual crença for, na linguagem popular, anda uma merda!
    E o máximo que tenho conseguido fazer é postar e comentar em alguns blogues, alguns não tem dado certo. O.o
    Foi bom ter deletado o Facebook, porque até o Twitter está se tornando Santuário Virtual.
    Sobre o seu poema, vejo que ao escrever sobre ausência na blogosfera, muitos blogueiros o fazem de modo ímpar.
    Agora a pouco estive no blogue da Jaqueline (blogueira que conheci através do seu extinto grupo de blogueiros do Facebook) e o título do poema dela, tal como o contexto, se encaixa perfeitamente ao poema aqui.
    É um grito silencioso.
    E os gritos silenciosos costumam ser os mais honestos e dolorosos.
    Meus muitos parabéns, o modo com que expressa reflete muito no modo com que as pessoas se sentem. E é isto que admiro em certos poetas. Você não é um poeta que fala somente de si ou para si, mas de uma forma que abrange o coletivo.
    Isto é digno de admiração.

    => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

    ResponderExcluir
  18. uau, lindo demais!

    http://lookando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Eu preferia ver-te em outros braços encontrar um amor maior que esse, para que pudesse saber que em cada amanhecer a vida nos oferece novas e tão intensas experiências e que lá na frente um amor mais gostoso e mais cheio de vida pode esperar-te em cada lugar. Quantas vezes deixamos passar, por olharmos para trás e nas lembranças se derramar. Queria ver-te poetizar num amor novo, intenso e profundo e também com as palavras brincar. Trazendo sempre para nós leitores o conteúdo do que é a palavra AMAR.

    Lindo poema, amei.

    ResponderExcluir
  20. Boa Tarde Felisberto! Bem dito lá no meu blog! Como canta uma música: "mas eu sinto que eu to viva a cada banho de chuva que eu sinto molhando meu rosto." (Pitty)

    Eu não consigo olhar para a imensidão da existência e não enxergar o meu ilustríssimo ser amado. Mesmo sabendo que ele ainda não olhe por mim. Ao menos eu não sei se olha. Quem sabe ele não olha e um sia a gente não se vê olhando um para o outro. risos.
    Lindo texto como sempre.

    Um grande abraço!
    Abraços!

    ResponderExcluir

  21. Parabéns, Felis!
    Muito lindo e com um final bem romântico.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  22. Que a solidão seja passageira, e apenas o amor seja eterno!

    Bjo de boa noite, querido Felis!

    ResponderExcluir
  23. Felix!
    Um céu sem estrelas... me veio a ideia de um caminhar ás escuras, mas que mesmo sem ver o caminho ainda podemos ter esperanças.
    Assim espero :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Nossa! Tão lindo e profundo!
    Bjinhos emocionados!

    ResponderExcluir
  25. Um céu sem estrelas me deixa tão triste... Muito lindo como seus amigos o chama, Felis... E que o z possa sempre te acompanhar, te deixando sempre Feliz!
    Obrigada por sua feliz presença lá no meu blog.

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir

Postar um comentário