Pequeno mundo

 Carrego parte da minha vida nas costas...  na mochila. 
Dentro dela, tenho tudo. 
 O meu pequeno mundo sem pesar mais que folhas de papel.
Nos meus textos diversos , tênues lembranças que se esfumam com o passar do tempo.
Sentimentos no papel que  sustenta, ainda, uma alma enevoadas de lágrimas.
 Frases engasgadas que  não puderam ser ditas.
Escritas ao longo de uma vida,  quando já não acreditava mais que  poderia ser possível.
Nostalgia sutil  que me impede de  deixar de escrever. 

Dos pesadelos aos sonhos, tenho tudo dentro...
Na mochila... o  pequeno mundo que julgava ser perfeito...

Imagem:Google
25 ,26 e 27/Fevereiro/2013

Comentários

  1. É verdade, Felisberto.
    Dentro de nossa "mochila", trazemos o nosso mundo...mas não precisa ser perfeito, basta que seja verdadeiro!

    Bom inicio de semana.
    Deixo um beijo e meu carinho

    Sónia

    ResponderExcluir
  2. Cada marca registrada nos versos de quem sofre, de quem ama, de quem vive. Um mundo inteiro dentro da mochila, utópico, com os choques de realidade. Cada qual com o incentivo de um novo verso.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  3. UN TEXTO QUE DESCRIBE CERTEZAS.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  4. Oi, Felisberto, com certeza, cabe mtos mundos, pois, pela tua escrita, vejo vários. Abçs.

    ResponderExcluir
  5. Dentro da mochila, cabem os sonhos e as ilusões...toda uma vida!
    E nada é perfeito meu amigo.

    Beijinhos

    Ana

    ResponderExcluir
  6. olá amigo, eu só não gosto de carregar as frases estaladas na garganta, o resto tá valendo rsrs Abraçossss

    ResponderExcluir
  7. Carregamos assim a nossa vida e junto as alegrias e decepções que nos pertencem. Boa semana meu amigo, beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi Felis
    Um texto um pouco diferente do que vc está acostumado escrever, mas gostei muito! Sua mochila tá pesada einh amigo?!
    Bjos. Fique com Deus!
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. É verdade, Ju, devemos ter considerar o bom (sonhos) e o ruim (pesadelos)... mas seria tão bom se a vida fosse feita só de sonhos, né? beijos e linda semana.

    ResponderExcluir
  10. Pelo menos nesse mundo, estamos seguros e ditamos as regras, é a fuga dessa realidade que nos esmaga. Somos mochileiros da vida meu amigo.

    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Adorei, nossa bagagem que juntamos e carregamos conosco sempre, algumas ninguem mais pode carregar por nós, outras precisamos abandonar do meio caminho e liberar espaço para coisas novas. Parabéns
    Paty Alves
    www.agape-amorverdadeiro.blogspot.com
    www.patyiva.blogspot.com
    www.tentardecoacao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Mundo perfeito,eu não ler essa palavra,na verdade sempre procuramos encontrar o mundo perfeito ou a felicide eterna por assim dizer! Mas pra mim meu querido amigo,exestem momentos felizes que estão nas coisas simples da vida!Esses momentos que passamos são mágicos e só sabermos aproveitar!Fe beijos.....A.GILL.

    ResponderExcluir
  13. Oi Felisão meu amigo poeta!
    Rapaz, a gente que gosta de escrever tem muuuuuitas mochilas dessas, e a gente as carega dentro de nossas cacholas e de vez em quando tira algo de dentro delas e passa para algum texto!

    Muito bom esse aqui por sinal!
    Valeu meu amigo!

    ResponderExcluir
  14. Cada cual carga su propio mundo... pero sería hermoso poder llevar todo lo bueno que la vida puede ofrecernos y descartar lo que no sirve para el alma.
    Preciosas letras mi querido Junior, te dejo un fuerte abrazo, bonita noche!

    ResponderExcluir
  15. Felisberto ,

    A metáfora é perfeita .
    Mochila carregando o mundo ...
    Quando ela pesa demasiadamente , faz bem deixar pelo caminho peças que não nos fazem bem e talvez já nem nos sirvam mais .
    Boa semana , amigo
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Felis, perfeito texto. A mochila muitas vezes carrega o mundo e em várias situações não conseguimos carregá-la direito. Pra isso é preciso nos desfazer de muitas coisas. Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Oi,querido amigo Feliz.

    Que bom que comentou no meu blog.Estou com problemas para abrir os de amigos,mas clicando no comentário,chego.Errinhos do Blogspot.

    Nessa mochila vc lebva seu mundo que deve ser sempre bonito e feliz.

    Quanto a meu texto sobre ser "Amanhã pode ser muito tarde" é clichê,mas muito verdadeiro,não acha?

    Beijos e linda semana

    Donetzka

    ResponderExcluir
  18. É como o viajante que carrega em seus pertences tudo o que tem. Lindo texto poético, fascinado com tua sapiência. Parabéns rapaz, abraços fraternos.

    ResponderExcluir
  19. Ora, vamos ler "O Grande Mundo na Pequena Mochila do Querido e ENORME Felis"!

    Todo o mundo com atenção?

    Era uma vez um "minino" muito inteligente e sonhador.
    Guardava em sua pequena mochila, um montão de coisas boas, tais como: guloseimas, sonhos, alegria, amor, bondade, fraternidade e liberdade consciente.

    Vivia muito feliz, com sua família, mas era ambicioso. Queria, sempre, mais.

    Desejava um amor inteiro e um mundo perfeito e verdadeiro.

    Todas essas suas aspirações, ele guardava na sua mochila, até que fosse crescido.

    O menino Felis cresceu e tudo isso aconteceu.

    Oi, querido Felis!

    Tudo bem?

    Hoje, uma pequena variação. Sempre, do mesmo jeito, enjoa.

    Beijos da Luz, com carinho e estima.

    ResponderExcluir
  20. Eu intuir um mundo requintado... oh, esa mochila: um tesouro a resguardar! :)
    Beijos.

    ResponderExcluir

  21. Olá Felis,

    Gostei muito do texto.
    Ainda bem que na mochila cabe esta nostalgia que o impede de abandonar a escrita, pois a cada dia ela fica mais criativa e inspirada.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  22. Oi, Felisberto. Também tenho a minha mochila e às vzs preciso fazer uma limpeza,retirar algumas coisas que fazem um peso desnecessário.
    Muitas vzs esvaziá-la é necessário para enchê-la novamente de novas coisas.

    Amei o texto.
    Bjss

    ResponderExcluir
  23. Felis, bom dia!

    Muito lindo,mesmo sendo tão tristinho.

    Um bjo pra vc meu ídolo.

    ResponderExcluir
  24. O peso da bagagem depende de nossa capacidade de só guardar o que nos faz bem. Sabemos que durante a vida ela nos acompanhará, nos altos e baixos. E um caminhar tranquilo estará alicerçado na constante faxina. Muito belo seu texto. Bjs.

    ResponderExcluir
  25. Pensei que essa era sua última postagem. Entrei aqui, diretamente, ao ver o compartilhamento da Ana. Bjs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário