Vento cinza

A madrugada cinza envolve a minha alma e o meu coração fica apertado, chorando a tua ausência, gritando a distância dos teus beijos e deixando escorrer uma lágrima de tanta saudade.

Tomado fui por súbitos ventos
Que passaram por mim
Sussurrando em meus ouvidos
Que o amor há de renascer das cinzas.

Além da linha imaginária eu avanço
Busco inspiração na saudade
Embalada no berço da névoa
Para pintar o cinza com as cores do amor.

Eu quero o teu beijo
Tua boca na minha inteira
Tua língua enroscada na minha
Eu quero teu hálito invadindo meu gosto
Eu quero engolir o teu desejo
Colar teu corpo no meu
Numa busca com muito carinho.

Contenho-me com o silêncio
Resumo a concordância com o vento
Decisão é saber esperar.

►.◄

Provavelmente me atrasarei para as visitas e retribuições...
Obrigado pelo carinho !
Imagem:Google
10 , 11, 12 e 13/Fevereiro/2013

Comentários

  1. Felisberto,

    Tão lindo este poema,
    que o vento cinza de saudade ,
    se transforme num sol radioso
    de felicidade.

    Beijinhos

    Ana

    ResponderExcluir
  2. Visitando, lendo, gostando. "Vento Cinza"


    Vou volto.

    abração!

    ResponderExcluir
  3. Caro Felisberto,
    Versos bons de se ler nesse domingo de carnaval.
    Feliz Carnaval!

    ResponderExcluir
  4. Vento Cinza que profundo!

    Divirta-se onde estiver e volte
    mais feliz com novos e belos poemas
    Bjuss de bom domingo
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  5. Olá Felis,
    Parece que a solidão virou tema nesse carnaval, rsrsrsrsrs.... acabei de vir de dois blogs com essa temática! No entanto você a descreve suavemente em sua poesia!

    Um grande abraço,
    Flávio (telinha)

    ResponderExcluir
  6. Oi Felis
    Lindos e intensos versos! Grande sensibilidade meu amigo. Sempre um prazer te ler. Um domingo abençoado.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  7. Amei a ardência, a intensidade das palavras e sentimentos... adoro! Bjinhos menino!!!!

    ResponderExcluir
  8. Se o amor for verdadeiro e deixa saudades, com certeza, renasce das cinzas, Ju! "-" Linda poesia... um encanto. beijos e lindo carnaval!

    ResponderExcluir
  9. Os ventos, a inspiração, a saudade, o desejo... tudo se ajeita, tudo perpassa na composição poética de emoção e amor...

    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Passando para nutrir do seu poema e lhe desejar um carnaval de paz. Abcs

    ResponderExcluir
  11. Quem nunca foi subitamente tomado por um vento saudoso que nos faz desejar intensamente a pessoa amada? Bonito poema meu rapaz. Um abraço.

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde Felis.
    A saudade, a distancia,
    a ausencia do Amor, deixa
    o poeta assim, melancolico,
    sensivel, mas a flor da pele!

    "Quero engolir teu halito,
    teu gosto, teus desejos..."

    Bjinhos Carnavalescos...

    ResponderExcluir
  13. Oi, Felis, como vai? Lindo poema...Quem decide esperar, provavelmente é porque ama pra valer. E quem espera tem por direito as cores que deseja pintar o cinza que se instala na saudade. Um abraço!

    ResponderExcluir
  14. Leerte fue como sentir un beso apasionado e impregnado de nostalgia... muy sentido!
    Bellísimo pensamiento, me encanto leerte mi querido Junior.
    te dejo un fuerte abrazo, feliz carnaval!

    ResponderExcluir
  15. Olá Felis!

    Adorei esse poema! Quanta semelhança com aquilo que sinto neste momento...

    Adorei! **

    Um abraço grande :3

    ResponderExcluir
  16. Delicadamente triste, mas esperançoso...

    Boa semana, Felis!

    Bjoks

    ResponderExcluir
  17. Um poema bonito apesar de triste mas vi uma ponta de esperança que é o principio de tudo.

    ResponderExcluir
  18. Bom dia de segunda feira, vim deixar
    um abraço desejar uma bela semana
    E que seu feriado seja cheio de alegrias
    Agradeço sempre sua amizade que adoro
    Bjusss com carinho meu poeta lindo
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  19. Bom dia, Felisberto. O amor é uma Fênix!

    ResponderExcluir
  20. Muito lindo o poema! Mas as vezes é preciso enterrar o luto, não somente sobreviver mas renascer. Viver uma nova vida, um novo amanhã, deixar o passado e se dar novas oportunidades, ainda que a dor possa ser eterna, com o tempo se torna uma lembrança, e olhar para frente é preciso pra receber as benção que ainda estão por vir e que seja tão intensas quanto merecidas. bjim migo.

    ResponderExcluir
  21. Oi Felisberto, adorei o post, muito bonito.
    Tenha uma linda semana e bom feriado, beijos!

    ResponderExcluir
  22. Felis,mas que linda sua poesia!Um vento que traz muita inspiração!bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  23. Os ventos que hoje são cinza amanhã poderão apropriarem-se de todas as cores.
    Sempre belo o seu poemar...
    Um abraço

    ResponderExcluir
  24. Olá Felis!
    Nem sempre tudo brilha, o vento cinza da saudade pode transformar numa brisa suave. Belo Poema amigo ! Bjs

    ResponderExcluir

  25. Oi Felisberto!
    Ah eu estou naquela vida de sempre..ano novo entrou e nada parece que mudou kkkk.
    Mas enfim..eu demorei e finalmente coloquei a tal surpresa do blog...em breve ela terá mais novidades!
    Valeu por curtir os cosplays da Asuka!
    Espero tornar a contar com seus comments para trocarmos idéias!
    bjs

    ResponderExcluir
  26. Eu curto o cinza de um dia nublado ou chuvoso. Mas desde ontem eu estou em estado acinzentado, visto que minha filha e uma outra menininha foram atacadas por um cachorro sem vacinação em dia. Um horror....

    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Olá amigo querido.
    Que lindo poema, sensibilidade a flor da pele.
    "pintar o cinza com as cores do amor" Amei demais esta frase.
    Deixando meu carinho e desejando um alegre feriado. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  28. Hello Felisberto ..
    Thanks for your visit and your comment ..
    Sorry that you have to wait long for an answer but I do not have much time for my blogspot because I'm mostly on my wordpress .. But yes try to update my page as soon as I have time ..
    Now I wish you a lovely Valentine .. Hugs Night Lady

    ResponderExcluir
  29. Junior,

    Certamente que esperar é uma boa decisão, mas sabe de uma coisa? Eu odeio esperar!!! Eis a velha questão, "é melhor viver dez anos a mil ou mil anos a dez?" rsr Gr. Bj.!

    ResponderExcluir
  30. Oi Felis!

    A saudade muitas vezes sufoca.
    Mas cada um lida com ELA a sua maneira.
    Uns olham o grande vazio que ela trás, e choram,sofrem
    Não só as madrugadas se tornam cinzas, mas todo o seu viver.

    Já outros, fazem dela sua fonte de inspiração.

    Muito lindo!!!

    ResponderExcluir
  31. Olá Felisberto!
    Que lindo poema! Estava precisando de uma inspiração para escrever um pouco e consegui o que estava precisando lendo seu texto. Vai ser uma linda cena romântica para meu livro. ^^

    Quanto ao meu último poema, ele foi feito um pouco no desespero romântico, mas eu também acredito que não dê para haver amor sem retribuição e ação.

    Grande abraço.
    Bjs

    ResponderExcluir
  32. Uau que poeta mais romântico!Versos que brotam a flor da pele!

    Lindo como voce! Parabens, querido amigo.

    Beijocas.



    ResponderExcluir
  33. Felis meu lindo, saber esperar é a essência da alma. Quando aprendemos que tudo tem seu tempo aí sim seremos felizes.
    Bjo no coração.

    ResponderExcluir
  34. os ventos sempre são cantados em versos e vc colocou mt bem a cor do vento com os tons do amor. muito lindo! bjs

    http://eubipolarbuscandoapaz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  35. Oi Felis
    Que poema lindo! E vc além de um grande poeta, sabe como usar uma metáfora, fiquei pensando como a madrugada triste poderia envolver o coração, é realmente muita inspiração para uma pessoa só!
    Bjão fofinho. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  36. Felisberto ,

    Belo poema .
    A cor , a espera , a esperança e ,sobretudo , o amor .
    Parabéns .
    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário