Entre o meu coração e o teu

Entre o meu coração e o teu
Brilha a estrela
Que nos guia um para o outro

A brisa suave como uma oração. 
Ave maria. Cheia de graça. Cheia de dengo. 
Luz na avenida. Lá vem ela.Virou passarela.
 Irrompe espontânea.  Alma alegre e feliz. 
Pele de cetim. Batom de carmim.  
 Cintura fina. Afinado violão. Ritmo cadenciado.Harmônico conjunto. 
Magnetismo   em todo seu esplendor.
 A combinação deixa a no centro dos olhares. 
Tanto no ir como no vir. 

No silencio do meu pensamento 
 Mais nada que não seja ter você nos meus braços

Sentidos à flor da pele.A inspiração flui de forma inusitada.
É importante eu me manter na linha.  
Mix
Imagem:Google 
09, 10, 11 e 12/Março/2013      

Comentários

  1. As sensações são mesmo assim...
    Nos arrebata o pensamento,
    Nos toma por inteiro.
    Os pensamentos voam para o lugar aonde queríamos estar.
    Acredito que umas das maiores alegrias de um coração,é estar nos braços de quem se ama.

    Olá meu poeta apaixonado, lindo seu poema, cada palavra, cada frase...
    Tudo muito belo!!! Beijos com meu carinho. Fernanda Oliveira

    ResponderExcluir
  2. E assim se buscam os que encontraram luz na reciprocidade do olhar. Caminham, um ao encontro do outro, mesmo na distância, onde os pensamentos propiciam essa união. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto de amor.

    Realmente não existe nada melhor do que estar apaixonado e o sentimento ser recíproco...

    Um beijo,

    Naty

    http://borderline-girl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde amigo Felis!!!
    E sempre venho ler seus poemas e me apaixono cada vez mais...
    Adoro a forma gostosa e romântica que posta.
    Parabéns!!!
    Obrigada por fazer minha tarde mais feliz!!!
    Tenha um final de semana feliz e uma semana abençoada!!!
    Abraços da Bia!!!

    ResponderExcluir
  5. Olá amigo. Bela poesia, amei. Parabéns

    wwwmyblogpinturaarte.blogspot.com
    e aproveito para te convidar a vir conhecer meu novo blog, que ainda é um bebê rsrsrsrs
    myblogpinturaarte.blogspot.com
    Obrigada

    ResponderExcluir
  6. Felisberto, não sei pq, os dois últimos posts seu eu os sinto musicais. Ainda há tempo de aprender a tocar violão... rssss. Abçs.

    ResponderExcluir
  7. Que hermosa es la compañía de la persona que despierta emociones en nosotros, bellas letras Junior!
    Te dejo un fuerte abrazo, bonita noche!

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito.
    Passando para desejar um domingo"contente" ...e deixar um abç bemmm apertado. Obgda por ter sua amizade.

    ResponderExcluir
  9. Lindo texto, Felis. Fala sobre o amor de uma forma pura. Muito bom. Abraços e bom domingo.

    ResponderExcluir
  10. Você é bem romântico, né?! rs.
    Acho legal seus textos, parece que é tão fácil pra você escrevê-los, colocar os pensamentos no papel e tal... Dá uma "leveza" na hora de ler. Gosto disso. :)
    Parabéns!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Felisberto ,

    Como sempre , bonito texto .
    Ternura explícita .
    Parabéns .
    Grata por partilhar .
    Beijos e ótimo domingo para você .

    ResponderExcluir
  12. Felis, te indiquei dois memes lá no blog. Link: http://t.co/r6ygxPUsGW
    espero que goste. :)

    ResponderExcluir
  13. Para que se manter na linha. O inusitado vem sempre carregado de sentimentos! Deixa fluir.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  14. Olá, Felis!

    Como é gostoso e terno o amor quando não revoltado por não ter o amado por perto.

    Boa semana.
    Bjoks

    ResponderExcluir
  15. "No silêncio do meu pensamento/Mais nada que não seja ter você nos meus braços..."

    Adorei esse pormenor!

    Que lindo!

    Estás inspirado Felis! :D

    Abraço grande carinho!

    Votos de um bom início de semana! ^^

    ResponderExcluir
  16. Olá, Felis!
    É muito bom estar aqui no seu cantinho!
    Amei o poema!Cheio de graça e de muito amor!
    Uma semana super abençoada e feliz!
    beijos da amiga,Soninha.

    ResponderExcluir
  17. Meu amigo querido,sua palavras me emocionaram muito.

    De coração te agradeço.

    Um bjo, fica com Deus!

    ResponderExcluir
  18. Um amor recíproco e tão bonito!
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi Felisberto! Há tempo que não o visito (começaram as aulas).
    Ser poeta não depende da vontade (corpórea) e nem do querer (racional) porque é algo inato, é verve. Seu poema concretista se faz como uma interposição de dados, fatos concretos que se sobrepõem numa beleza arquitetônica ímpar. Não precisa dos parabéns porque já é privilegiado. Abraço!

    ResponderExcluir
  20. "Entre o meu coração e o seu há um enorme abismo, intransponível..."

    Oi Felis(z)
    Peço que me perdoe quando invento algo com suas poesias... é o que me vem a cabeça quando estou lendo-as. O que acaba refletindo algum momento ou sentimento que vivi...
    Abraços meus
    Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir

Postar um comentário