Quando...

Quando te vejo
◔◡◔
Quando te vejo
Meu rosto sorri de alegria
Minha alma se ilumina
Meu coração transborda de amor

Quando te vejo
No sol dos teus carinhos me entrego
Flutuo junto às estrelas
Entro em um mundo de sonhos

Quando te vejo
Não quero estar longe de você
Não quero pensar em te perder
Só quero te amar
Te amar...

►.◄  

Quando não te vejo
ಥ_ಥ
Quando não te vejo
A quietude da noite 
Vazia de emoção
Faz companhia ao meu coração 
Que lamenta por tua ausência

Quando não te vejo
Nos ecos
Das palavras silenciosas
Minha voz grita 
Todo meu desespero

Quando não te vejo
Minha alma chora 
Rios de desencantos
Minhas lágrimas 
Fazem mar de dor

Quando não te vejo
Vem a saudade
Que faz meu coração sofrer
Por não poder te amar
Não poder te amar...
 ►.◄  
Imagens:Google
18, 19 e 20/Junho/2013

Comentários

  1. amar é sublime e não poder amar é triste ... muito triste ...

    ResponderExcluir
  2. A presença, aconchega. A ausência traz a saudade...
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Olá!!!, Deus seja contigo,amei o seu blog e post maravilhoso, estou te seguindo. CONVIDANDO VOCÊ PARA UM SORTEIO NO MEU BLOG, DE 1000 SEGUIDORES ERA A MINHA META COM 1000 SEGUIDORES EU FAZIA UM SORTEIO, E AGRADEÇO A DEUS E A VOCÊ QUE MIM SEGUE E AQUELES QUE VÃO MIM SEGUIR.
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nossa, essa diferença de quando eu te vejo e quando não te vejo ..é exatamente que eu sentia por alguém, muito semelhante suas palavras !!! beeijos se cuuida..

    ResponderExcluir
  5. Sem duvida eu prefiro a primeira parte amigo srsr abraçosss

    ResponderExcluir
  6. BOA NOITE MEU MENINO GRANDE !
    NAS INTERROGAÇÕES DO AMOR TEMOS A SAUDADE NOS DOMINANDO,ISSO NOS DEIXA SEM DEFINIÇÃO ...SAUDADE...SAUDADE...
    BJS DE BOA NOITE !!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Certamente, ter o amor por perto é melhor do que distante, Ju! beijos

    ResponderExcluir
  8. Dois momentos distintos, mas dois belos poemas.
    Bjux

    ResponderExcluir
  9. Caro Felisberto

    Belo poema, as duas faces da mesma moeda. A luz de um amor de confiança, a espera pode aproximar corações!
    Deixo um abraço

    ResponderExcluir
  10. A poesia inteira transpira sentimentos.

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  11. Boa noite Felis!!!
    Lindo poema.
    Parabéns!!!
    Mas sempre melhor continuar vendo...e ser feliz...
    Feliz semana!!!
    Abraços da Bia!!!

    ResponderExcluir
  12. Boa noite Felis.
    Sabe quando te vejo,
    leio teus poemas e fico feliz,
    gosto do seu jeito de escrever.
    As vezes, me pergunto, será real
    ou fictício?
    Sabe quando não te vejo, sinto que
    falta algo como, uma palavras, verso, poesia...sim, poesia é o que me falta quando não te vejo...
    Sempre fazendo gracinhas essa Simone ne? rsrs
    Beijos carinhosos sua sempre
    Amiganja!

    ResponderExcluir
  13. Belos poema Felis...
    Mas sem dúvida a parte mais triste é está...
    ''Quando não te vejo Vem a saudade Que faz meu coração sofrer Por não poder te amar
    Não poder te amar...''

    Viver longe de quem amamos certamente é como você descreveu.

    O primeiro poema intensifica a alegria de poder estar juntinho, agarradinho de quem se ama. Que é como costumo dizer... Estarmos nos braços de quem se amamos é umas das melhores coisas da vida.

    Desejo-te uma ótima noite ta...
    Beijos de sua amiga Fê!

    ResponderExcluir
  14. ...mi corazón se llena de alegría cuando puedo volver a leerte... la primera parte me gustó más.
    Te dejo un fuerte abrazo Junior, buen comienzo de semana!

    ResponderExcluir
  15. O lado brilhante e o nebuloso do amor , sempre a nos rondar .
    Você , bom poeta que é , sabe nos descrever tão sensivelmente .
    Parabéns , Felisberto .
    Beijos , meu amigo

    ResponderExcluir

  16. A presença ilumina; a ausência deixa o gosto amargo da saudade.
    Na alegria e na dor, os poemas ficaram lindos e românticos.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  17. Que ótima sacada de, posteriormente, inserir o "não" nesse lindo poema, Felis. Muito bom! Abraços!

    ResponderExcluir
  18. O amor requer envolvimento, presença, para que a convivência possa solidificar o sentimento mútuo. E qdo isso acontece, a falta de um provoca no outro todos os sentimento tão bem descrito em seu poema, Felisberto. Abçs.

    ResponderExcluir
  19. Bom dia meu poeta lindo!!!

    Que luxo fazer o antes e o depois
    e saber o que sente com ela ou sem ela é tudo de bom, eita menina romântico que aprendi a gostar como um irmão te adoro pela beleza que posta
    Deixo um abraço com carinho
    Bjuss
    Rita╭•⊰✿¸.•*ღ ღ¸╭•⊰✿

    ResponderExcluir
  20. Olá, Feliz.
    Bom dia.
    O quando, é quase sempre uma interrogação. Um momento de expectativa. Mas, o amor, é denso.
    Abraços, querido.

    ResponderExcluir
  21. Belos poemas,com amor sempre temos saudades por perto!
    ótima semana, beijos

    ResponderExcluir
  22. Luz, quando estás.
    Trevas, quando te vais...

    Muito belo, Felisberto!

    Boa semana
    Beijo

    ResponderExcluir
  23. Adorei a maneira que colocou os dois lados da moeda em quando te vejo e quando não te vejo, os opostos com um único sentimento de núcleo: quero ficar ao seu lado porque vc me faz bem! uii - amei.
    Um abraço carinhoso

    Paty Alves
    Ágape Amor Verdadeiro
    Patyiva
    Vou Conseguir

    ResponderExcluir
  24. Olá, Felisberto.
    Acredito que amar seja sentir a pessoa amada como se fosse parte de nós a todo o tempo e a falta dessa pessoa nos deixa incompletos, o que sempre será motivo de tristeza.
    Abraço, Felisberto.

    ResponderExcluir
  25. tão bom amar, é bem assim que acontece.. refletiu em mim suas palavras, me sinto bem assim ^^
    :*

    Coruja Essência

    ResponderExcluir
  26. Felisberto: A amor é a essência da vida!!!
    Por meio do amor, são produzidos todos os sentimentos benignos!

    Beijos amigo parceiro.

    ResponderExcluir
  27. Olá Felisberto,
    Sabe o que é isso? É quando estamos apaixonados...
    É bem assim...
    Adorei o poema. Quanta inspiração!!!
    Beijos mil

    ResponderExcluir
  28. Júnior,

    Discorreu bonito sobre esses dois lados que atormentam e confortam um coração que ama, ausência e presença. Gosto muito da beleza intensa da sua poesia. Gr. Bj.!

    ResponderExcluir
  29. OI FELIS!
    DA EUFORIA À TRISTEZA!
    COISAS DE QUEM AMA...
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Incrível como o amor nos faz bem, tudo fica mais tranquilo e calmo.Quando estamos longe é assim só apertos.
    Quando te vejo poetando fico feliz.
    Beijinhos amigo.

    ResponderExcluir
  31. Ver ou não ver, eis a questão!
    parodiando o 'ser ou não ser, eis a questão', porque muito do que sentimos está nos nossos olhos, como espelho e reflexo.

    Beijos, Felix!

    ResponderExcluir
  32. Explorando o blog então...
    Legal um poema retratando o sentimento da presença e outro para contrapor a ausência da pessoa amada.
    Esse amor se encontra em um patamar mais elevado ou inicial, pois com o tempo vamos percebendo na ausência também um momento para cuidar apenas de si... não que a pessoa não faça falta, mas a maturidade consegue encarar períodos separados com mais facilidade e compreensão.

    ResponderExcluir

Postar um comentário