Saudades do amor que se foi

Olhando o céu celeste
Com o sol dourado
Percebo que a natureza fala
A sua linguagem mais delicada...

Meus olhos tentam
Ver o seu lindo rosto em todo lugar
Meus lábios ainda sentem
O ardor de seus beijos...

Com meus olhos 
Nublados pelas lágrimas
A alma dolorida 
De saudades do amor que se foi...
Tenho receio dos ventos
Que me mostram sinais...
As vezes vem devagar
Em outras, rajadas...
Que varrem meu coração

Apenas recordações
Que amenizam
Saudades
Imagem: Google
Up
19, 20 e 21/Junho/2013

Comentários

  1. No solo la naturaleza tiene un lenguaje especial y delicado, también el corazón tiene su propio lenguaje y muchas veces lo invade un profunda tristeza o se llena de euforia.
    Siempre es un placer pasar por tu sitio Junior, te dejo un fuerte abrazo.
    Bella noche, bellos sueños.

    ResponderExcluir
  2. Cantar o amor na forma de saudade de um tempo passado será uma arte que nos ajudará a ser felizes mesmo sofrendo

    ResponderExcluir
  3. Belo poema, Felis. Os últimos poemas estão mais tristes, mas continuam tocantes. Boa quarta. abraços!

    ResponderExcluir
  4. Linda poesia recheada desse sentimento... abraços,chica

    ResponderExcluir
  5. Memórias que consolam, ainda que a saudade doa...

    Muito belo!

    Beijinhos

    Sónia

    ResponderExcluir
  6. Hala Filisberto,Sólo paso a decirte que si me extrañas es que me he tomado unas largas vacaciones
    Con ternura
    Sor.Cecilia

    ResponderExcluir
  7. Saudades é fogo viu.... comparo-a a ao amor, nas palavras de camões: é fogo que arde sem é ferida que doi e não se sente...

    Lindissimo poema

    ResponderExcluir
  8. "A alma dolorida De saudades do amor que se foi..." Isso também me corrói alma e coração!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  9. Senti grande emoção ao ler esse post pelos meus grandes amores que se foram e não voltam mais, e quanta falata me fazem, minhas duas mãezinhas que estão agora em outra dimensão, senti cada palavra como se fosse meu proprio coração falando...
    http://carlacristinaecrochet.blogspot.com.br/2013/06/caixa-acoplada-flores-vermelha.html

    ResponderExcluir
  10. Olá, querido Felis!

    Boa tarde, como tem passado?

    Quando um amor termina, ficam sempre lembranças, umas más, outras boas.

    Liricamente, e segundo os poetas, qualquer elemento atmosférico, qualquer lugar, qualquer cheiro, pode desencadear as lembranças do tal amor perdido.

    Na vida real, também pode acontecer a mesma coisa. Parece que fica algo no ar, que em tudo faz lembrar o amor acabado.

    Eu não sou dada a esse tipo de situação. Pode ficar uma ou outra recordação, mas viver pensando no que já terminou, decididamente, não. O melhor amor, para mim, é sempre o último.

    O seu poema está muito rico de conteúdo morfológico e sintático. Gosto de adjetivos abundantes nos textos, porque os enriquecem.

    Dia feliz, com amor.

    Beijos da Luz, carinhosamente.

    ResponderExcluir
  11. Ola meu querido amigo,meus cumprimentos por tão lindos poemas de amor.Batem fundo em nossos corações.Beijusss.SU

    ResponderExcluir
  12. Mais uma linda postagem, Felisberto! parabéns! Um abraço.

    ResponderExcluir
  13. ''Saudades do amor que se foi...''
    Realmente quem teve outras experiências, vivências legais... Em algum momento deve lembrar-se e sentir saudade...
    Legal seu poema Felis...
    Boa tarde, beijos de sua amiga Fê!

    ResponderExcluir
  14. Quando sentimos saudades significa que valeu, que ficou algo bom ou que ainda existe algo.
    Tenha uma linda quarta. Bjs

    ResponderExcluir
  15. Quando sentimos saudades significa que valeu, que ficou algo bom ou que ainda existe algo.
    Tenha uma linda quarta. Bjs

    ResponderExcluir
  16. As recordações são boas, mas algumas saudades doem. beijos

    ResponderExcluir
  17. Recordar é viver amigo, o que não podemos é ficar presos nas lembranças e não permitir viver novos sentimentos! Abraçossss

    ResponderExcluir
  18. Quando um amor se vai, a saudade vem e ocupa seu espaço. Acho que deve ser para não nos esquecermos daqueles momentos que por instantes experimentamos a felicidade.

    Belo poema,
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Olá Júnior,

    recordar é viver, um triste viver, mas ainda assim é. Bj!

    ResponderExcluir
  20. Felisberto ,

    Todos sabemos a dor da saudade.
    No entanto , para nosso consolo ,
    dela extraímos boas lembranças que jamais nos abandonam.
    Gostei do seu poema , como sempre .
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Sempre sinto saudades de um amor, seja qual for. Mas saio com Edu Krieger: "a gente ri, a gente chora, e comemora um novo amor". Abraços Felisberto, obrigado pela presença.

    ResponderExcluir
  22. SIEMPRE EL AMOR, TU TEMA PREFERIDO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  23. Ola Poeta, que tal, boa noite!
    Um poema tao delicioso que amo. lembrar bons momentos e viver novamente, voce escreve com tal sentimento... e impossivel nao ler a usted e sua pluma sensivel.
    Fique com Deus, eu serei bastante na net, porque temos um longo feriado por aqui.
    Abraco.

    ResponderExcluir
  24. Hi Felisberto ...
    Thanks for visiting nice to see you ..
    Tomorrow we have a big weekend in Svergie it's called Midsummer and which celebrates the start of summer .. So now I wish you a nice weekend .. Lots of hugs from Nicki

    ResponderExcluir
  25. Caro Felisberto

    Falando bem claro, as recordações amenizam saudades, porque são mesmo que sustentam as saudades. Recordar as más, nem fazem sentido. Elas não enriquecem vida e ela merece vivida sempre em busca da felicidade-
    Um abraço

    ResponderExcluir
  26. Caro Felisberto

    Falando bem claro, as recordações amenizam saudades, porque são mesmo que sustentam as saudades. Recordar as más, nem fazem sentido. Elas não enriquecem vida e ela merece vivida sempre em busca da felicidade-
    Um abraço

    ResponderExcluir
  27. Que belo poema, acho que tem alguém apaixonado,rs
    Lembranças realmente ajudam a curar a saudade!
    beijos e uma ótima quinta!

    ResponderExcluir
  28. Olá! Belo poema sobre o amor e a saudade.
    Boa continuação!

    ResponderExcluir
  29. Felix!
    Muito belo!

    Sempre tenho comigo que as saudades são a presença; e não a ausência. pois que sejam leves e boas, que nos resgatem sem amarguras, e que nos leve ao entendimento que se nada é para sempre, que pelo menos seja 'bom enquanto dure'.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  30. muito bom este texto colega!
    sustenta uma eterna esperança no amor...

    ResponderExcluir

Postar um comentário