Tempos


No final de tarde ,chega a saudade
Vem a lembrança, pueril liberdade
Tudo era felicidade, um sonhador
Corria pelos campinhos,  não conhecia a dor
Volta a esperança de revivê-lo, jubilosos momentos
O presente no passado, onde tudo era perfeito
Permeia a vontade de ali estar, sem parar de  brincar
Era meu mundo de paz, não esqueço jamais
Tudo isso assenta a minha esperança
De voltar a viver sem medos, receios ou fantasmas
De voltar  a ser criança, pura inocência
Tempos idos da minha infância

►.◄
 Tempos esses em que prevalece o politicamente correto. 
Tempos que  quando alguém escreve ou fala  abertamente o que pensa e  contraria o pensamento vigente, logo  vem críticas e ironias, como se o diferente pensar fosse o errado. 
 Tempos que temos que pensar muito  em toda e qualquer palavra que escrevemos ou proferimos para que não corramos o risco de sermos censurados ou ironizados.
É certo que em alguns momentos precisamos  medir as palavras antes de escrevê las ou falar e expô las  apenas quando se fizer necessário e sempre no sentido de evitar embaraços.
 Estas deveriam constituir exceções e não a regra. 
Como está, estanca a espontaneidade e priva o mundo da graça e da loucura que por vezes parecem tão necessárias.
►.◄   
Imagem:Google
07 à 12/Julho/2013

Comentários

  1. É bom voltar a ser criança
    Amar e brincar com amor
    Acreditar e ter esperança

    ResponderExcluir
  2. No vale la censura cuando se expresa un sentimiento

    Abrazos

    ResponderExcluir
  3. Caro Felisberto

    Pode até haver quem nunca tenha tido tempo de ser criança. E nunca tenha estado infeliz.
    Agradecido pela visita.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Amo e conservo em mim a irreverência, a espontaneidade da criança - o mais possível! A sinceridade infantil sempre foi meu norte!
    Abraço, Felisberto! Linda saudade a se curtir!!
    Célia.

    ResponderExcluir
  5. NOS DEJAS UNA MUY BUENA REFLEXIÓN.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  6. Feliz, fui uma criança muito madura, que cresceu antes do tempo, mas sinto falta da inocência e de poder brincar.
    Às vezes me pergunto se ser adulto é isso, é deixar de ser você mesmo para ser um espelho do que os outros querem que você seja, como se houvesse um modelo pronto e certo.
    Felicidade carece de liberdade de ser.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde amigo Felis!!!
    Lindo texto.
    Adorei o desenho da professora colocando todos os alunos a pensar de forma "quadrada".
    Bons professores ensinam os alunos a questionar e aprendem com seus próprios alunos. Sempre me surpreendo aprendendo algo novo com alunos. Gosto disso...Esses dias aprendi que fazia o número 8 de cabeça para baixo. Pode??? (risos) Agora aprendi, essas e outras me fazem ver que não sou perfeita e que jamais serei, pois amo aprender a cada momento, independente de quem for o professor.
    Feliz Semana!!!
    Abraços...da Bia!!!

    ResponderExcluir
  8. Bons tempos de criança quando a espontaneidade prevalecia. Hoje temos que censurar até pensamentos. O normal é ser diferente mas a sociedade insiste em nos enquadrar dentro de um padrão considerado aceitável. Mas ainda vamos conseguir esta tão sonhada liberdade.
    Um grande abraço
    Gracita

    ResponderExcluir
  9. ah! o tempo! sempre inexorável! mas eu não tenho tanta saudade do passado, prefiro os dias por vir tipo amanhã de manhã!

    ResponderExcluir
  10. Muito bom ser criança né?
    tenho saudades, beijos :)

    ResponderExcluir
  11. Olá, Felisberto. Acho que quando censuramos a nossa palavra, e deixamos de dizer algo com medo do que os outros vão pensar, nós nos afundamos dentro de nós mesmos, e tornamos o nosso espaço menor; nos sufocamos. É certo que devemos medir as palavras para que não ofendamos alguém gratuitamente, mas fora isso, o verbo deve ser livre! Um bom final de domingo pra você, e boa semana!

    ResponderExcluir
  12. Caro amigo, meu próximo post fala do tempo, o conto que estou escrevendo fala sobre a busca da juventude eterna, um conto surreal. Adoro o tema e se for buscar nos meus arquivos, tenho certeza que terei muitos texto. Bem dito isso, eu demorei para amadurecer, passar da infância pra a juventude, tenho essa fase como as melhores da minha vida, as melhores imagens do meu passado são desse período. Talvez isso explica pq eu adoro o tema. Abçs, Felisberto, e uma semana iluminada.

    ResponderExcluir
  13. Oi Felizão!
    Puxa que texto legal esse hein!
    Como é bom encarar a vida como uma criança né?
    Pena que as vezes somos adultos demais.

    Parabens meu amigo!
    Tenha uma linda semana.

    ResponderExcluir
  14. O amor é amor não importa a idade de quem o sente.
    Relatas um amor pueril, mas que tem a intensidade de um amor grande.
    Linda forma de expressão desse lado criança do amor e suas alegrias e virtudes.
    bjkas doces e boa semana Felis

    ResponderExcluir
  15. Olá meu poeta lindo, que coisa bonita
    eu tbém resolvi ser criança no meu poema, acho que todos nós temos um pouco dessa alegria dentro de nós e voltamos ao tempo....então que ele seja eterno e quando olharmos no espelho vamos ver sempre a criança que temos por dentro
    Um abraço de boa semana
    Bjuss
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  16. Esta semana eu estava escrevendo, sobre como sentia falta da menina feliz e despreocupada que eu era, da criança inocente, sem grandes preocupações...
    Saudade....

    Beijos e borboleteios no seu coração.

    ResponderExcluir
  17. Nostalgias infantis são sempre agradáveis, nessa época, tudo é festa e a gente nem se dava conta disso. Lindo texto, Ju! beijos

    ResponderExcluir
  18. Felisberto ,

    Não podemos deixar que a criança que mora dentro de nós envelheça .
    A irreverência dela e sua espontaneidade é que nos fazem ser o que somos .
    Belo texto , amigo .
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Bom dia!
    e bom lembrar que nossa linda infancia...
    Luz da estrela, estrela brilhante
    Desejo me permitem... gostaria de poder...
    Tantas vezes como crianca, eu olhava para as estrelas e dizer meus secretos. Meu desejo secreto.
    Con o paso de tempo vamos perdiendo a espontaneidade, censuramos nosso jeito por temor a censura... en fim. Lembrar e viver novamente :)
    Tenha um lunes abencoado, querido amigo!

    ResponderExcluir
  20. Se pudéssemos voltar ao tempo de criança seria uma maravilha, é muito bom quando me lembro que brincava muito na rua, são lembranças que guardo dentro de mim. Felisberto passando pra te desejar uma ótima semana beijos.
    Lucimar Estrela da Manhã

    Divulgue seu blog no Facebook

    Fan Page

    Faço Afiliação com Blogs

    ResponderExcluir
  21. Oh, eu só quero espontaneidade muitas vezes a perdemos nesta vida de adulto :)
    Tenha uma semana abençoada. Bjs

    ResponderExcluir
  22. Tempos bons, quando a gente não tinha medo de ser feliz.
    Bjux

    ResponderExcluir
  23. Oi, Feliz.
    Ser criança, é ser eterno no contentamento e na alegria.
    Adorei o seu poema.
    Parabéns.
    abraços.

    ResponderExcluir
  24. Oi Felis,
    Criança.bons tempos!
    Eu fui uma criança bem madura até pra minha idade,mas brinquei muito,imaginei tanto(isso permanece até hoje,imaginação fértil,rs)e foi muito bom.
    Aí a gente cresce e tem que medir palavras,jeito,gesto e o mundo adulto é estranho às vezes.
    abração =)

    ResponderExcluir
  25. Excelente texto, Felis. E, infelizmente, estamos em um período onde o politicamente correto reina e acaba com a liberdade de expressão das pessoas. E como é bom lembrar da infância! abraço!!

    ResponderExcluir
  26. Olá Felis,

    Tempo bom que não volta mais. Guardo dentro de mim meus melhores momento da minha infância como fosse um bem precioso.
    Ser adulto nos tempos de hoje é meio complicado. O que é normal pra uns, é diferente para outros.A sociedade é que nos transporta a isso.
    Liberdade e Esperança são dois sentimentos de que a criatura humana não pode abrir mão.
    Gostei da segunda imagem, me deixou a pensar...
    Deixo um grande beijo em teu coração!
    Desejo uma excelente semana!

    ResponderExcluir
  27. Muito obrigada pelas mensagens e carinho sobre minha cirurgia.

    Estou parcialmente de volta,pois ainda falta fazer outra.

    Veja meu último post.

    Beijos e linda semana

    Donetzka

    ResponderExcluir
  28. Holaaa!!
    ¿Que tal estas...?Hace ya un tiempo que no pasaba por tu bello rincón.
    Nos regalas bellas palabras, lenas de grandes verdades.

    Un gran beso

    ResponderExcluir
  29. A censura é desumana.
    Que tenha um dia feliz!

    ResponderExcluir
  30. Muitas coisas não tive como praticar pq com 9 anos de idade nasceram meus irmãos gêmeos e tive que ajudar minha mãe, outras tive a sorte de fazer sim....adorei o escrito

    ResponderExcluir
  31. ps: Felis gostaria muito de entrevistar vc no quadro Quem sou e o que penso, gosto de saber como os blogueiros que tenho contato pensam, se achar conveniente por gentileza me mande um e-mail para
    cafeentreamigos1@gmail.com que enviarei as perguntas desde já agradeço e fique a vontade caso não queira, mas para mim seria uma honra.

    ResponderExcluir

Postar um comentário