Quem verdadeiramente teve

Quando me vi diante do fim
 Perdi um pedaço de mim
 Perdi a vontade de viver
Perdi minha alegria
Perdi você...

Só não consigo 
Perder esse amor que sinto
Ele ainda existe
Resiste,  subsiste
Persiste em viver
Insiste a cada dia...

 É triste ver que acabou
 A vida quis assim...

Mesmo com caminhos  diferentes
 Presença não  tão constante
Palavras sejam esquecidas...

Quem verdadeiramente teve...
O amor é sempre inesquecível...

(...) a dor do término é avassaladora. Sei que vou sobreviver, mas, ainda assim, esperar o tempo de curar é difícil. ...A dor parece não ter fim.
O coração bate mais forte, vem a palpitação, as ideias vagueiam entre os complexos derivados dos sonhos e realidades... Me sinto alternando sentimentos de perda e de ganho e fico paralisado pelo receio de algo que poderá destruir tudo que construí.
Mesmo assim não consigo libertar a minha mente e coração, estando sempre ansioso para gerir essa minha incapacidade, que me torna marionete , onde as decisões são nada.
De um jeito ou de outro, o que tiver de acontecer, sempre acontecerá.
O que me vale são alguns dos sonhos...

Imagem:Google
06, 07 e 08/Agosto/2013

Comentários

  1. Oi meu amigo Felis, boa tarde! A dor da perda de um grande amor é realmente dolorosa e nos faz ficar prostrados durante um bom tempo, mas tudo nessa vida passa,o importante é ter fé e bom animo e guardar as lembranças de tudo de bom que foi vivido a dois.
    Beijos com carinho
    Marilene

    ResponderExcluir
  2. Meu amigo já passei por isso descreveste muito bem como doí perder alguém que amamos sofri por três anos, me isolei e achei que nunca amaria ninguém assim, e graças a Deus estava errada, encontrei meu maridon e com certeza não amei do jeito que pensei e sim muito mais, nunca esquecemos quem passa por nossa vida, mas a forma de amar é diferente, uma nos fazem bem e outras nos corroí.

    ResponderExcluir

  3. Olá Felis,

    A perda de um amor é sempre dolorosa. Os dias perdem o brilho e o coração chora. Mas o tempo é amigo fiel nestas horas e ajuda a suavizar a dor. Há finais que são ditados pela vida e que acontecem para que a pessoa certa entre em nossa vida. Ficam as doces lembranças. Estas não se perdem nunca.

    Muito sensível o texto poético.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Olá amigo, qto tempo, só hoje estou voltando ao blog depois de algumas semanas em pausa! Lindo poema, viver é muito bom mas perder alguém que amamos é uma das coisas mais tristes da vida! Amigo adorei a mudança do nome do Blog, achei bem bacana esta nova era rsrrs Abraçosssss

    ResponderExcluir
  5. A perda de um amor é sempre dolorosa, mas o tempo com sua sabedoria sempre faz a dor passar.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Caro Felisberto

    Do poema gostei, mas o texto a seguir, como têm aparecido várias manifestações do género, mais a oferta do blog começo ter outra visão. Em todo o caso desejo o melhor para ti.
    Fraterno abraço

    ResponderExcluir
  7. Oi, as vezes a dor da perda é tão grande que a passamos para o papel na esperança que ela diminua né? Mas ela não passa, e, esta sempre dolorida até que sem nem ao menos perceber ela se vai...e quando agente lembra do que foi capaz de fazer agente ri. Eu espero que muito em breve vc venha sorrir novamente.

    Bjsss

    ResponderExcluir
  8. Ese Amor que subsiste y persiste que es agobio y que es dulzura, que derrama lágrimas y esboza sonrisas...Añoranzas y Recuerdos de momentos que tuvimos la suerte de disfrutar...Precioso.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Puxaaa!! Só mesmo a poesia nos permite isso fazer rimas com Amor e dor... belo poema!!

    Bjos

    E quando puderes vá lá em

    www.minhasinspiracoes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá Felisberto,quando perdemos alguém à quem nos dedicamos muito é difícil esquecer,mas o tempo consegue apagar a tristeza e deixa somente saudades.
    Perdão,mas acho que você ainda não é meu amigo seguidor e por aqui vejo muitos queridos.
    Se quiser,venha me visitar que será muito bem vindo.

    Abraços
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olá Felis
    Um grande amor a gente nunca esquece.
    Abraço

    ResponderExcluir
  12. Ola Felis!! e tao facil quebrar um coracao, as vezes a vida se torna caotica por um dor de amor.
    Esta reflexao me causou profunda emocao em mim, mensagens como estes causam estragos dentro de mim...
    Abraco grande.

    ResponderExcluir
  13. Boa noite amigo Felis!
    Tudo bem com você?
    Que novidade incrível quando aqui cheguei: o Blog está diferente, o nome está lindo! Adorei amigo! Felis Junior combinou muito mais com o Blog! São os seus sentimentos, as suas vivências aqui depositadas! Parabéns, mudar é bom demais!! :)))

    Em relação ao poema, meus sentimentos pela perda de um amor tão grande assim...
    Meu coração ficou apertadinho ao ler esses versos tão doídos, tão sofridos!

    A dor é grande, mas é possível reverter, o tempo é um grande aliado para curar o sofrimento da perda!

    Lindo amigo! Obrigada mais uma vez por nos transportar nesta carruagem de sentimentos!!
    Tenha uma ótima semana!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  14. É difícil esquecer um amor que marca.
    Na verdade, muitas vezes acredito ser impossível.

    Abraços e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  15. Tiempo al tiempo y después de eso, más tiempo, los instantes vividos son únicos y en algún momento el dolor mitigará y quedará justo ese instante bello.

    Un beso

    ResponderExcluir
  16. Caetano Veloso canta: ..."Agora, que faço eu da vida sem você?
    Você não me ensinou a te esquecer
    Você só me ensinou a te querer
    e te querendo eu vou tentando me encontrar..."
    Finalizações são sofridas por demais... Mas temos que encontrar forças para sobrevivermos!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Essa dor é quase física, como é ruim.. e como, por mais que a gente saiba que precisa passar por ela, e que ela VAI passar, a mente vagueia mesmo entre sentimentos de culpa, perda, autoconsolo,imaginando como poderia ter sido, o que teria acontecido se... O tempo cura, mas como demora!
    Retratas muito bem essa situação em seu poema.
    Abraços e boa semana!

    ResponderExcluir
  18. É, o tempo nos dá oportuidade de que as nossas dificuldades sejam trabalhadas e de que as coisas voltem para o seu lugar.
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Amigo Felizão! Belo texto... Não tão feliz; mas belo!

    O importante é não pararmos diante de uma perda! Temos que levantar a cabeça e seguir em frente.

    Um abração!

    ResponderExcluir
  20. Obrigada Feliberto,pela visita,cometário e por me seguir.

    Também ficarei por aqui.

    bjs
    Camen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Bom dia meu lindo poeta....não vou falar de coisas ruins não.......

    Gostei do que escreveu com sentimentos

    Mas vamos falar de coisas boas....estou feliz por mim e por vc em ser sorteados no blog de VV....e passe no meu fala sua inscrição tbém vou fazer um sorteio...

    Espero vc la..que tenha um bom dia, e que Deus continue a te abençoar, pelo carinho que tenho por vc e por todos desse mundo virtual bjussss
    ________Rita!!!

    ResponderExcluir
  22. Nossa amigo estou na mesma :(
    Só o tempo mesmo... é o que espero, pelo menos um dia abrir os olhos e não ser a primeira coisa que eu pense... ou quando deito pra dormir não seja a última coisa que me venha a mente. tento preencher ao máximo meus dias pra não pensar, mas sempre em todos os momentos mais furtivos... ele está sempre lá. Esse amor.

    Abraço
    força e fé.

    ResponderExcluir
  23. Realmente o amor é um sentimento inesquecível demais!!!
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir
  24. A perda é avassaladora, contudo, o tempo é o lenitivo para ela. Abçs, Felisberto.

    ResponderExcluir
  25. Um pouco de sonho para acalentar a realidade... Seus textos são sempre muito inspirados.

    ResponderExcluir
  26. Felisberto ,

    Gostei muito .
    Vou me socorrer do Caio Fernando quando diz :" A perda do amor é igual à perda da morte .
    Só que dói mais ."
    Creio que o tempo nos ajuda com outros encantamentos .
    Beijos , amigo

    ResponderExcluir
  27. Oi, Felis! Já passei por essa dor e não desejo passar de novo, assim como deveria ser proibido por lei que pessoas perdessem quem amam...
    Acredite e repito, acredito perfeitamente em tudo o que falou, e o que mais me saltou e que merece atenção, é o medo velado de se perder de si.
    Percebo o quanto está tentando se superar e superar tudo isso, resista, se fortaleça, tem uma alma linda demais para continuar nesse turbilhão emocional que por vezes é desgastante.
    Um abraço bem grande pra ti.

    ResponderExcluir
  28. Oieeeee...Passei para alimentar seus peixinhos la embaixo e te ler.
    Ah, poeta sensível...e tao bom sonhar...Então, sonhe com tudo que valer a pena e deixe se influenciar pelos sonhos, se tornando feliz por alguns instantes,
    mas não esqueça de acordar viu?
    Beijos sonhadores de sua AMIGANJA

    ResponderExcluir
  29. Feliz,

    eu tive uma ruptura conjugal muito traumatica, quando a tempestade passou, entao percebi que por pior que tenha vivido ao lado dele tambem existiam algumas boas lembranças. Sendo assim, as marcas ficam como cicatrizes, as grosseiras são marcas de sofrimento, as finas, de experiencia.

    Bjs

    ResponderExcluir
  30. Frase que vi num filme; mais ou menos assim: "Tudo tem um fim. Mas na vida, todo final é um recomeço." Abraços!

    ResponderExcluir
  31. Poema que mistura tristeza, dor e palavras tocantes. Muito bom, Felis. Abçssss

    ResponderExcluir

Postar um comentário