Meus pensamentos

Tem sido sempre o mesmo
Vem o silêncio
Nascem meus pensamentos...

 Eles seguem sozinhos
Onde perpassam 
Fragmentos de história
Que inventamos, aconteceu
Ou fingimos deixar acontecer
A via dupla do arrependimento
E do nunca se arrepender

E mesmo você não estando aqui
Você sabe o que eu não sei 
Não diz coisas que eu digo
Não precisa saber 
Coisas que eu não contei 

E eu não te contei
Que você passa a existir para mim
Quando sacrifico o silêncio da solidão
E lembro de sua voz,
Seu sorriso e de seus toques.

De alguma forma, eu existo também para você
Seu coração
É que não reconhece...
Imagem:Google
Up Postagem original 29 /Setembro/2012
16, 17 e 18/Setembro/2013

Comentários

Descer Página
  1. Pensamentos que balançam com o tempo e nos acordam bons e maus momentos

    ResponderExcluir
  2. Caro Felisberto

    Passar e existir para alguém e o seu coração não reconhecer, torna o amor inviável.
    Em suma, há que considerar o belo poema, um forma de queixume.
    Grato de apreço pelas tuas atenções.
    Abraço de fraterna amizade

    ResponderExcluir
  3. E é quando silenciamos que os pensamentos são todos para quem amamos. Boa semana.

    ResponderExcluir
  4. o nosso silêncio é, muitas vezes o selo q garante a nossa vida, as nossas emoções ... ele traduz, por vezes, com maior plenitude q mil palavras ...

    ResponderExcluir
  5. è no silêncio que nossos pensamentos, mas falam com a gente.

    ResponderExcluir
  6. Olá Felis!
    Colocamos tantas coisas em nossos pensamentos,alegrias e tristezas,mas as alegrias sempre superam.
    bjs amigo.
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. De vez em quando abrimos a caixa do silêncio só para dar uma repaginada, mas, eles permanecem calados para não conturbar a nossa trilha de vida.
    Não sou Expert no assunto poesia, porem alimentamos a alma.
    Abraço

    ResponderExcluir
  8. En ese silencio nuestros pensamientos se clarifican entre los contrastes que nos ofrece la Realidad.
    Muy buen Post.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Ah uma hora a sensibilidade faz com que o coraçao acabe reconhecendo!

    É doce te ler!

    Beijos e uma linda semana!

    ResponderExcluir
  10. OI FELIS!
    VIM TE PARABENIZAR PELO PRÊMIO RECEBIDO DO BLOG DA RITA, MERECES.
    TEU TEXTO,INSPIRADO,ONDE O CORAÇÃO NÃO RECONHECE OS ANSEIOS DA ALMA DE QUEM AMA, SÓ...
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá Felisberto!
    As vezes gosto de ficar sozinha e refletir os meus pensamentos, o silêncio ajuda muito.
    Como sempre vc arrasa com seus textos lindos e inspiradores!

    Bjs, feliz semana!

    ResponderExcluir
  12. Olá Felisberto!

    O pensamento que fica acorrentado no silêncio, em que o Amor traz as emoções a tona.

    Bela poesia amigo.

    Bjs e uma boa semana para você.Nati

    ResponderExcluir
  13. Será mesmo que não reconhece? Ou não conhece?
    Ou desconhece?

    beijo

    ResponderExcluir
  14. Oi Felis!Muito linda sua poesia e triste um amor que nos silencia a alma!Bjs e boa semana,

    ResponderExcluir
  15. Q lindo, amigo! Realmente o silêncio pode nos revelar muitas coisas, pensamento, emoções ...
    Parabéns pelo livro q ganhou no blog da Ritinha
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Belíssimo teu poema que tem silêncios, sacrifício e a incerteza de ser acolhido no outro coração. adorei!
    Boa semana.

    ResponderExcluir
  17. Olá, amigo Felis
    "Voz, sorriso e toques"... lembranças da alma que ama além do que deseja e cujo amor é inspirado pelo que sente o coração...
    Bjs fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir

  18. Olá Felis,

    É no silêncio que afloram pensamentos e lembranças. Parecem que eles possuem força de atração para aquilo que incomoda o coração. Triste quando o ser amado não reconhece nossos sentimentos. Acreditar que existimos para quem amamos conforta, mas não satisfaz e em nada altera nosso estado de solidão.

    Versos nostálgicos, mas com a beleza peculiar de seu estilo poético.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  19. Parece que é uma espécie de relação: quando o silêncio impera, os pensamentos surgem. Mais um lindo poema, Felis. abçs e boa semana.

    ResponderExcluir
  20. Felis
    Como sempre adoro te ler.
    Alegrias e tristezas fazem parte das nossas vidas.
    Divagar e sonhar quando se está só é um alento . Um momento de introspecção que sempre nos eleva.

    Uma boa noite para você.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo joia?!
    Está lindo seu blog, já estou te seguindo...
    Segue o meu tbm, eu iria adorar!!!
    http://manyelly.blogspot.com.br/
    http://www.pinterest.com/manyelly/
    Sucesso para você!!!
    Bjo

    ResponderExcluir
  22. Bom dia de chuva por aqui ,meu poeta lindo....estou imensamente feliz por tanto carinho deixado no meu Blog por mim e por você, agradeço a Deus pelas mensagens gratificantes.
    Sobre esse poema quando a gente ama, com certeza estamos um dentro do outro com muito amor, mais uma vez parabenizo pelo belo post que agrada a mim e aos meus olhos!!!

    Abraços com carinho

    └──●► ¸.·*Rita!!

    ResponderExcluir
  23. Olá Felisberto! Tudo bem?
    É, mas vale ficar em silêncio do que manisfestar os nossos sentimentos a quem não compreende-los.
    Bj

    ResponderExcluir
  24. Feliz,

    Não reconhece porque não mais se interessa. E assim acontece com muitos relacionamentos. Tornam-se lembranças ou nada.

    Bjs

    ResponderExcluir
  25. Boa tarde, Felisberto! Lindos pensamentos...acho que diante do silêncio, certas coisas ficam bem mais óbvias. Tudo de bom pra você!

    ResponderExcluir
  26. Quem disse que o coração não reconhece, se enganou.Ele carrega em cada filamento memórias sensitivas indeléveis, que até podem ser negadas, mas nunca esquecidas.
    O poeta sacrifica seu silêncio em desalento, mas saiba ele que há ecos, embora ocultos.

    Um abração,Felis.
    Calu

    ResponderExcluir
  27. Oi Felizão!
    Mais um belo poema. Triste porque o silêncio não deveria existir, principalmente entre pessoas que se amam, mas belo, porque esse silêncio é tratado com singeleza de sua parte.

    Um abração meu amigo poeta!

    ResponderExcluir
  28. Oi Felis!

    Pois é,existe algumas lembranças que até queremos deixar guardado já que recordar trás uma certa tristeza, mas no silêncio da alma é inevitável os pensamento.


    Fica bem!

    ResponderExcluir
  29. Uma vez deixado no silêncio mantenha o silêncio e sua importância.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  30. Felix,
    os pensamentos da gente são quase como uma outra dimensão, como se tivessem vida própria. Por vezes, reflete o silêncio e tudo o que precisamos para termos concentração na vida, foco para as ações; por outro lado, pode representar um quase desequilíbrio de forças se ficarmos pensando em bobagens... :)
    Beijos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Subir Página