O asfalto

O asfalto estende-se ...
Aceito o convite, e eu o sigo...
Seguirei em frente e não pensarei mais nisso.
Se olhar muito para trás, lembro de meus indeléveis desejos , e volto. 

 É como se, toda vez que eu tentasse desistir, você me desse motivos para continuar.

Só vou dar uma última olhada para ficar na lembrança.
Não vejo ninguém.
Você não veio atrás de mim, não veio me proibir de ir embora, não veio me convidar para ficar.
Morre assim minha esperança.
A verdade é que não se importou, não entendeu, não sentiu.
E assim, nossos passos, outrora, cadenciados
perdem-se, agora, por caminhos bifurcados.

Amanhã estarei em outro lugar. Você me deixou ir.
Sobrou apenas essa dor latente no peito.
E um coração dilacerado onde ainda vive o amor.


Esse amor que me faz vencer tudo, me fará esquecer toda tristeza, toda angústia, porque pode vir tudo, pode se levantar a luta, o choro, mas seguirá de pé e vou superar, vou esperar... 

 Vou sempre te amar.


Triste demais? Visite ➚ Be Happy
Imagem:Google
Up Postagem original 25/Janeiro/2013
13, 14 e 15/Setembro/2013

Comentários

  1. Caro Felisberto

    Que beleza de prosa poética, retratar um anseio, que no fundo, bem no fundo, seria mais um apelo à concretização de um desejo de superação. Confesso que gostei!
    Agradeço atenções.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  2. e seguimos o nosso caminho ... seja de asfalto, seja de pedra, seja de terra ...

    beijão e bom fim de semana ...

    ResponderExcluir
  3. UFFFFFFF, LETRAS QUE DUELEN MUCHO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  4. Sempre seguirmos o caminho que nos foi determinado e sabermos pisar no lugar certo.
    Lindo poetar.


    bjs Felis
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. É isso aí!!!!
    Perfeito!
    Seguir em frente, ir até onde as pernas puderem aguentar, não desistir, enfrentar até seus medos, subir e descer ruas, ladeiras, montanhas e vales... Ir em frente, sabendo que lá no final (que NÃO SERÁ O FINAL), haverá suas compensações.
    E se não tiver?
    Oras, viveu, aprendeu e conheceu outros rumos desta vida, que é um eterno aprendizado.

    Bjs
    Excelente final de semana
    Ritinha

    ResponderExcluir
  6. E como é bom, Felisberto, termos um asfalto assim, que nos leve a muitos lugares e que em cada um deles haja uma paragem a nos receber... Bela descrição de uma estrada!
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir
  8. Siguiendo el camino seguro llegarás a donde alguien te espera y te pedirá que no te vayas.

    Un abrazo Felisberto

    ResponderExcluir
  9. Olá amigo como vão as coisas, estou retornando de viagem e matando as saudades dos amigos, o tempo já não é mais o mesmo mas a gente vai tentando fazer milagres rsrs saudades de ler suas poesias, esta em particular reflete bem a necessidade que temos de seguir em frente independente da dificuldade de deixar certos lugares e pessoas! Adorei! Abraçosss

    ResponderExcluir
  10. Querido Feliz,

    Eu vim desejar um otimo final de semana. Voltarei logo que possível para ler seu texto e comentar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Una belleza de Poesía llena de Nostalgia y de reproches...de Aliento y de determinación a seguir avanzando sin cansancio y donde encontraremos siempre un lugar donde albergarnos en los tramos que deseemos parar.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Felisberto, olá poeta e amigo querido!
    O Poema de hoje, mesmo que tenha um pouquinho de padecimento por tanto esperar algo que não veio no fim do asfalto, possuiu uma grande virtude: a adoção do caminhar, de seguir em frente, de enfrentar o que vem a seguir! :)

    Gosto disso, pois de nada adianta ficar se debulhando em lágrimas.. O melhor a fazer é ir adiante, SEMPRE,mesmo que machuque... mesmo que doendo...

    Assim é a vida, muito bem retratada por você!
    Beijos e um fim de semana maravilhoso!

    ResponderExcluir
  13. Que maravilha,Felis.

    Triste,lindo,digno de um coração apaixonado e de um belo poeta.

    O importante é seguir em frente mesmo.

    Qdo e se quiser,envie um dos seus para meu email e terei prazer de postar com os devidos direitos e divulgando seu espaço.

    É só me avisar caso envie,pois abro os emails 2 vezes por semana.


    Beijinhos e lindo fim de semana

    Adriana (Dryka)



    http://www.suasenossas.blogspot.com.br


    Face Book: Adriana Paz

    ResponderExcluir

  14. Oi Felis,

    Estava aqui lendo e pensei que estava em uma publicação antiga. Aí voltei a página para o início. Daí percebi a conexão de textos distintos. Bacana.

    Quantas vezes não damos uma olhadinha para trás com esperança de que tudo mude antes de seguirmos em frente? Mas às vezes é preciso. O futuro é um incógnita e as estradas podem se cruzar novamente. Aí, persistindo o amor, é só partir para o abraço.

    Achei a imagem muito interessante.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  15. Felisberto .

    Temos que seguir , machucados mas esperançosos em novas rotas .
    Gostei do texto , muito .
    Beijos , obrigada pela visita ao meu blog e ótimo final de semana, amigo .

    ResponderExcluir
  16. Olá amigo Felizão!
    Mais um belo texto esse aqui!

    Temos mesmo que seguir em frente, mesmo que algumas coisas teimem em querer nos segurar!
    E mesmo seguindo em frente, não tem nada de errado manter um espacinho em nosso coração para as pessoas que já passaram!

    Muito bom, poeta!

    Um lindo final de semana pra vc!

    ResponderExcluir
  17. Bom dia meu poeta lindo e vamos seguindo nosso caminho sempre.

    Hoje o brinde do top comentarista é seu por mérito, pq não pode mais fazer sorteios e concursos, então passe por la e seja feliz com o brinde que amo de paixão
    Abraços de um final de semana alegre
    bjusss

    └──●► ¸.·*´¨) ¸.·*Rita!!

    ResponderExcluir
  18. Olá Felisberto!
    Tudo bem?
    Mais um belo escrito, a vida é assim mesmo antes só do que mal acompanhado, as vezes eu prefiro brincar com esse tipo de coisa pra não chorar.
    Bj

    ResponderExcluir
  19. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir
  20. Felis.

    Como consentido por vc em comentário,copei esse lindo poema seu e vou publicar hoje,sábado,no meu espaço.

    A imagem também será a mesma e todos os direitos reservados.

    Seu blog será divulgado no final do texto.

    Em uns 30 minutos estará no meu blog.

    Obrigada por me ceder seu escrito.

    Feliz estou ,pois atinjo os objetivos aos quais me propus:

    Compartilhar e divulgar blogs amigos!

    Assim que puder,visite_me para ver.

    Beijinhos e ótimo fim de semana.


    Adriana (Dryka)

    http://www.suasenossas.blogspot.com.br

    Face Book: Adriana Paz

    ResponderExcluir
  21. Ai,que triste!Lindo,Felis! A tristeza tb pode ser linda!Amor que se vai e nem olha pra trás dói demais!Bjs,

    ResponderExcluir
  22. PARABÉNS PELA MATURIDADE SEMPRE EM ANDAMENTO POR AQUI...

    ResponderExcluir
  23. Por vezes por muito que nos doa o coração há que seguir em frente.
    Maravilhoso poema.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  24. Dolorido texto, amigo Felisberto. Os caminhos, apesar de posto a nós, ele é construído por nós mesmos, com suas retas e curvas, então, seguimos. Boa semana.

    ResponderExcluir
  25. A verdade é que sempre que dizemos adeus queremos um argumento que nos faça mudar de ideia... Por mais cruel que seja olhar pra trás, às vezes é a única forma de alimentar a nossa alma. As lembranças sempre suprem a nossa solidão... Amei o poema... Tanto tempo que eu não venho aqui... Muita novidade... Estou amando! Bjs e sucesso!

    ResponderExcluir
  26. Virar a página, quando se encerra um capítulo, por melhor que seja, é importante e necessário, mesmo que seja doloroso.
    E nunca sabemos se nos caprichos do destino não nos cairá nas mãos novamente o mesmo livro para ser lido...de um novo jeito.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  27. Bom dia amigo Felis!!!
    E seguir em frente em determinados momentos da vida é o que devemos fazer...pois não adianta ficarmos em lugares em que não nos sentimos bem, não somos bem vindos...
    Adorei!!!
    Feliz e Abençoada Terça-Feira!!!
    Obrigada por sua amizade!!!
    Abraços da Bia!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário