Pedro, pedreiro

Pedro, pedreiro , pé e mão para toda obra.
Aposentado , continua trabalhando a fim de complementar sua renda.
Trabalho, casa, casas , muito trabalho.

Avesso às novas tecnologias.
Tinha suas convicções.

- Orgut, Feicebuk, Tuiter.
Rede Social.
Invenção de americano.
 Todas essas coisas somente são possíveis com computadores. Que é uma máquina inventada para resolver problemas que antes dele não existiam.

- Bom dia, sr.Pedro.Em que posso ajudar?
- Bom dia,sr Antonio. O senhor me pediu, e estou escrevendo o meu primeiro e-mail, autorizando que o banco me mande o saldo da minha conta.
- Certo, qual é o problema?
- Já fiz a letra "a". Como é que se faz o circulo em volta dela pra fazer o tal arroba @?

Não entendendo nada, resolveu ir ao Banco para falar com o gerente pessoalmente.
Para ler as manchetes de jornais e revistas parou na Banca do Seu Clemente. 
Esfregava os olhos e coçava o queixo  para ler  sobre Redes Sociais .
- É para vender mais. Para que mais serve isso.
Invenção de americano.

Paradinha habitual no Bar do Tenente.
-Dá mais uma dose da branquinha. Coloca na conta. Estou indo até o Banco, retirar a minha aposentadoria e falar com o gerente.

Chegou ao Banco e foi falar com o gerente. 
E a fila dos aposentados estava com muita gente.
Na outra fila, Rosinha.

Rosinha. Adolescente. 16 anos. Corpo desenvolvido. Celular na mão.
Olhando para Pedro.
Falando ao celular. 

Pedro.Aposentado. Mais de 16 anos.Corpo envolvido. Cartão na mão. 
Olhando para Rosinha.
Pensando em namorar.
- Isso sim. A moça já está caindo na minha Rede. Para que vou querer namorar virtual. Melhor é o namoro real.

Na saída do Banco, Pedro teve que dar todo o seu dinheiro da aposentadoria para os dois amigos de Rosinha.
Era o famoso assalto de " saidinha " do Banco.
- Invenção de brasileiro.

"Cada um inventa o que pode, sabe e precisa!"


 As "invenções" podem ter sido aqui, lá ou acolá ... da pesquisa  do fato pela ideia da ficção.
Imagem:Google
 01, 02 e 03 /Outubro/2013

Comentários

  1. Oi!!Hoje as invenções são passageiras, rápidas, inconstantes.Inventa-se não o que é necessário, mas o que poderá dar mais dinheiro.As grandes invenções foram feitas há séculos atrás, sem toda a tecnologia que temos e se os inventores de séculos atrás soubessem como explorar o que inventaram teriam sido bilionários.Mas, que venham novas invenções e que tenhamos sabedoria de utilizá-las com sabedoria. Tenha uma linda semana.Bjs

    ResponderExcluir
  2. Todo es evolución, todo son inventos y en ocasiones nos sobrepasan.
    Siento si mi comentario no es el más apropiado, pero la traducción en este texto ha sido muy fallida.

    Un saludo Felisberto

    ResponderExcluir
  3. É...
    As invenções que abraçam a maioria nem sempre alcançam a todos.
    Isto não é ruim. O difícil é que todos entendam isso.

    Conheço gente que diz _ "não tenho facebook e nunca terei, não preciso dele".
    Simples assim.

    Eu mesma excluí minha conta no twitter porque não via funcionalidade dele em minha vida.

    Beijos,
    Pâmela Rodrigues
    http://listerealize.com

    ResponderExcluir
  4. Felisberto Thanks for your nice comment in my blog .. Wishing you a lovely week and sending you lots of hugs from Sweden .. / / Nicki

    ResponderExcluir
  5. Uma descrição real de nosso cotidiano com mto humor
    valeu, Felisberto. Abçs

    ResponderExcluir
  6. Oi Felizão!

    Rapaz, que texto bom esse!
    Primeira vez que vejo você alterar tanto o tema de seus escritos, e confesso-te que fiquei surpreso positivamente!

    Faça isso mais vezes!

    Um abraço e linda teça pra você!

    ResponderExcluir
  7. Bom dia amigo Felis!!!
    Tadinho do seu Pedro...
    Já estive meio confusa no início estilo ele...nem sabia o que era o tal do underline. (risos)
    Deixei de enviar email para uma amiga por uns dois anos até descobrir o que era de fato. kkkkkkkk
    Mas o texto serve de alerta para todos em todos os sentidos...
    Gostei por demais.
    Feliz e Abençoada Semana!!!
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
  8. Bom dia meu poeta lindo....

    Aqui vc retratou bem a vida de pessoas que não evoluiu ainda, tantas invenções, e vendo o Sr Pedro tão simples, imaginando coisas boas, não percebe que ao lado dele tem gente tão esperta, que aproveita da situação......
    Muito bem escrito e bem colocado
    Deixo um abraço
    com todo meu carinho
    └──●► ¸.·*Rita!!

    ResponderExcluir
  9. Oi amigo Felis essa história de Pedro é a de muitos que vemos e convivemos em nosso dia a dia.

    bjs amigo
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Hoje postei um texto meu queria
    muito ver seu comentário,
    pois de vez em quando
    rasgo aquilo,
    que esta dentro do meu coração gritando.
    A minha felicidade é saber a opinião
    de pessoas como você.
    Com longos anos com blog procurei levar paz e muito amor
    costumo também falar do amor de Deus por todos nós.
    Eu passei e paço por momentos graves mais nada
    nesse mundo tira minha alegria e vontade de viver.
    Foi fácil querer bem você sua simplicidade
    com seus comentários tão carinhosos
    acariciando meu coração.
    Tenho um lindo dia abraços , Evanir.

    ResponderExcluir
  11. Invenção nada meu amigo..tudo que escreveu acontece e muito. Coitado do Pedro pedreiro...

    ResponderExcluir
  12. Existem muitos Pedros por aí eles só precisam de uma oportunidade, Felisberto passando pra desejar uma ótima terça-feira pra você fique com Deus beijos.

    Blog/Grupo Amigos/FanPage/ Pinterest/NetworkedBlogs/Bloglovin

    ResponderExcluir
  13. Ah! Que texto delicioso de se ler e projetar paralelos com o nosso dia a dia... Há muitos Pedros / Josés / Marias pelo mundo do faz de conta... Inventou-se o virtual e a tecnologia avançada para medir capacidades... esquecendo-se da principal - a humana de todos nós! Enfim... é o que temos, nem sempre o que queremos!
    Abraço,
    Célia.

    ResponderExcluir

  14. Olá Felis,

    Coitado do Pedro! Na sua simplicidade não ficou antenado para o golpe da saidinha de banco. Hoje não se sabe o que é mais perigoso, se namorar virtualmente ou na vida real-rsrs.
    A tecnologia é maravilhosa, mas infelizmente não alcança a todos. As invenções são sempre úteis, mas precisamos ter discernimento para utilizá-las. É sempre bom ficar informado sobre o que há na modernidade para usufruirmos do que pode ser útil, descartando o que nada acrescenta e apenas 'engole' um tempo precioso que poderia ser empregado de maneira mais produtiva.

    Adorei. Fugiu ao habitual estilo, mas ficou bem interessante.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  15. MUY BIEN GESTADO TU RELATO. ME GUSTA.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  16. Gostei. Bem pensado e escrito...
    Abraços

    ResponderExcluir
  17. Caro Felisberto

    O mudo evoluiu e o pedreiro Pedro caiu, na armadilha. Salvou-se a prosa poética, que descreveu o episódio à maravilha. Sim porque essa realidade existe. Os avanços da ciência e da tecnologia, se visam o nosso bem. A maldade acentuaram.
    Agradecido pelas atenções.
    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Esse é o grande tabu da sociedade moderna enquanto os jovens são engolidos pela tecnologia os mais velhos a desprezam, acredito que deveria manter um equilíbrio no quesito tecnologia e vida social, ambos são importantes para a nossa vida.
    Ótimo texto.
    Bj

    ResponderExcluir
  19. Feliz,

    Muito bom.
    Otima crítica.
    Triste realidade.

    Está crescendo, novamente, no Rio de Janeiro, os sequestros relampagos. Qualquer um pode ser a proxima vitima, mesmo que seja para tomar 10 reais.

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oi Felis

    As grandes invenções tem sempre os dois lados da moeda.
    Adorei esse outro lado criativo.

    Dias iluminados para você.
    bjs.

    ResponderExcluir
  21. Oi Felis

    As grandes invenções tem sempre os dois lados da moeda.
    Adorei esse outro lado criativo.

    Dias iluminados para você.
    bjs.

    ResponderExcluir
  22. Texto que fez uma bela analogia atraves do humor e da sensibilidade, e também causando reflexão da gente. Muito bom, Felis. Abraços.

    ResponderExcluir
  23. Olá Felis!
    Cheguei super atrasada,ñ estive muito bem esse dias aí!

    Olha,em alguma coisa estamos a frente dos gringos né mesmo?
    Talvez só nisso mesmo, que é uma triste realidade.

    Sobrou pro coitado do Pedro, que ñ entendeu nada dessa tal tecnologia, e, teve que continuar indo ao banco, e consequentemente, vitima da famosa saidinha de banco...
    Invenção de brasileiro.

    Humor 10...

    Bjo meu querido poeta!

    ResponderExcluir
  24. Olá Felisberto!
    Com tantas evoluções, e ainda existe pessoas inocentes como o Sr Pedro.
    Dizem que o mundo é dos espertos, eu digo que o mundo é de quem anda na linha e com Deus, pois ele nos dar a direção certa e os livramentos dos maus!
    O mundo precisa evoluir p/ acabar com o desemprego, corrupção, e dar uma vida digna p/ os cidadãos de bem!

    Abs,
    Andréa

    ResponderExcluir
  25. Boa noite Felis
    Não consigo te imaginar escrevendo
    assim, mas gostei...interessante.
    Adorei mesmo...e to rindo muito!
    TRiste mas real!

    Bjos sorridentes sua sempre Amiganja

    ResponderExcluir
  26. Puxa li com a maior empolgação kkkk ...e no final , o famoso golpe. Mas esses caras não aprendem mesmo, qlqr piradinha eles caem como mosca pra lagartixa kkk
    Abção, amigo

    ResponderExcluir
  27. E aí Felisberto, tudo bom? Sei que eu to sumidaço...

    Mas enfim, muito bacada o texto! "Como é que se faz o circulo em volta dela pra fazer o tal arroba @? " foi sensacional!

    Cada um inventa o que pode né? Quem tem mais inteligência, investe na tecnologia. Quem tem esperteza demais e caráter de menos, investe na "saidinha". É assim que, infelizmente, as coisas funcionam...

    Abraço.

    ResponderExcluir
  28. Pois é, bem por aí!!!
    A evolução...
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir

Postar um comentário