É importante se manter na linha

(...) ergueu levemente o lindo rosto. 
Cabelos pretos e encaracolados.
A pele morena realçada pelo azul dos olhos. 
Maquiagem impecável. Bochechas rosadas. 
Pele de cetim. Batom de carmim.

Observou os indivíduos com almas desiludidas e muita carência. 
Expirou profundamente ,como quem não quer soltar o ar por medo de se sentir vazia.
É importante se manter na linha.
Ajeitou sua saia de cintura alta e desabotoou alguns botões de sua camisa.

Luz na avenida. Virou passarela. Lá vem ela. 
Ave maria. Cheia de graça. Ritmo cadenciado. 
Cheia de dengo.Sem parar.
Cintura fina. Afinado violão.
Harmônico conjunto que a deixa no centro dos olhares. 
Tanto no ir como no vir.

Sem dar conta e sem saber bem como.
De passagem. Alegre e feliz. Sorrindo. 
Sentiu-se num prazer furtivo. 
 Ser parte do todo aos olhares à flor da pele,  enquanto gozava sozinha a nostalgia...
Imagem:Google
06, 07 e 08/Outubro/2013

Comentários

Descer Página
  1. Interesante poética.
    Nos leemos.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  2. Vou te dizer que o título da postagem me lembrou uma música do Johnny Cash: "I walk the line"...hehehe!
    Belo texto, Felisberto... é sempre bom poder tirar um tempinho para vir aqui ler tuas inspirações. Um abraço!
    http://duasepocas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oh!! que coisa mais cheia de graça meu poeta lindo....mais uma conquista sua ......Por mais bela ela sente a nostalgia..faz parte da vida, caminhar e ser observada por olhares cheios de interesse.......Arrasou mais uma vez.....bjãooo

    Abraços de bom final de semana!!

    └──●► ¸.·*Rita!!

    ResponderExcluir
  4. ..."Olha que coisa mais linda... mais cheia de graça... é essa menina que vem e que passa..."
    São essas doces lembranças que nos transportam a eternos momentos! Lindo poetar, Felis Jr.
    [ ] Célia.

    ResponderExcluir
  5. Belo demais,Felis.

    Creio que você só visita quando se comenta.

    Deixo sempre respostas abaixo dos comentários de meu blog.

    Tem para você também.

    Vi meu selinho e amei.

    Cliquei no selinho da Donetzka (foto dela),mas o blog foi removido.
    Era o antigo,ela já me falou disso.

    O novo é: http://www.magiadedonetzka.blogspot.br

    Pode ser que vc consiga mdar e coloque o nome dela.Eu a conheço,mas outros não.


    Coloquei um selinho seu na minha categoria mimos.É só clicar que se chega aqui.


    Beijinhos e ótimo fim de semana


    Dryka

    ResponderExcluir
  6. Lindo poema, mas ficou em mim a pergunta... estaria ela vivendo uma vida plena ou vazia, de aparência sobre o que não é? Instigante, Felis. Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. É importante se manter na linha
    Mas não na linha por onde o comboio circula
    Com uma boa alimentação levezinha
    Para manter no seu corpo delicada cintura.

    Não incomoda a elegância
    Cuide bem do seu corpinho
    Viva com fé e esperança
    Em paz, com amor e carinho!

    Boa noite e bom fim de semana
    para você amigo Felisberto Júnior.
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  8. BOA NOITE MEU MENINO GRANDE !
    POR UM MOMENTO SENTI QUE ESSA MENINA TEM A GINGA DAS DOCES LEMBRANÇAS...
    TRAGO UM CONVITE ESPECIAL:
    O BLOG MILAGRE DO POETA DANIEL ESTÁ COM UM LINDO POEMA NOMINAL DEDICADO A NOSSA AMIGA BLOGUEIRA CHICA .CONVIDO PARA UMA FORÇA E APOIO COMENTANDO.
    http://danielmilagre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Felis!
    Esses versos revelam a sensação prazerosa de sentir-se românticamente bonita.
    Muito bom!

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  10. Oi Felis!
    Esses versos revelam a sensação prazerosa de sentir-se românticamente bonita.
    Muito bom!

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  11. Olá Felisberto!
    Tudo bem?
    Há quem goste de ser desejado, admirado, já outros se sentem incomodados com isso.
    belo texto.
    Bj

    ResponderExcluir
  12. É a sensualidade da mulher ,mesmo estando nostálgica, quer sentir-se admirada e desejada...lembra-me trecho do livro A Mulher Só. Captaste bem este sentimento. Bom domingo!

    ResponderExcluir
  13. Beleza comentada em prosa e verso com maestria e temática irrefutável.Gosto do efeito e da abordagem inteligente.Beijo do amigo e leitor.:-BYJOTAN.

    ResponderExcluir
  14. Ola poeta, como esta?!
    Inspirado texto, espiritual sobre todo...
    Ego ego, tudo é EGO nesta vida, nao?
    Nostalgia nao tem fim mas manter a linha nos otorga um pouco de ilusao... é como uma fantasia, uma bolha, ou uma amostra gratis da felicidade autentica; sao como pequenos fuegos artificiais que nos ajudam a viver.
    Jaja, seus tema sao sempre instigantes, etereos, eles levam aos leitores para outro lugar e desafiando-nos a pensar :)
    Tenha um domingo maravilhoso!

    ResponderExcluir
  15. Um certo sabor a nostaligia nesse poema...mas muito bom, como sempre! ^^

    Gostas do nome "Kojiro", Felis? Tem a ver com algo que falamos à uns tempos atrás por email! ;P

    Abração grande!

    P.S. - Apesar de eu andar mais desmotivado e ausente do blog, nunca me esqueço de ti! ;)

    ResponderExcluir
  16. e assim caminhamos e seguimos nossos ritmos ...


    bom domingo querido ...

    ResponderExcluir
  17. FELISBERTO:Gostei do poema e muito também, do tema.É importante nos mantermos na linha, mas as vezes é tão difícil...rsss!Amigo, passando para desejar-lhe um abençoado domingo e início de semana.Beijos, parceirinho amigo.

    ResponderExcluir
  18. Olá, Fèliz. Bom fim de tarde! Menino vc como ningúem retrata a beleza com elegância e sensualidade... simplesmente adorei seu texto!! Adorável inspiração. Bjos e obrigada sempre!!

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde, Junior. Uma mulher que para mim vive a ilusão da beleza passageira, acreditando que os olhares de homens sozinhos fará com que a tristeza da sua alma diminua.
    Certamente ela usa máscaras, pois não quer revelar a grande agonia em que vive o seu interior!
    Beijos na alma e linda semana de paz!

    ResponderExcluir
  20. Será que a imagem que temos de nós é a mesma que os outros têm e quanto disso é real. Um texto inovador. Abçs.

    ResponderExcluir
  21. Lindo... Gostei de ler "...Gozava sozinha a nostalgia..."

    Passando pra te desejar boa semana.

    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Lindo poema e também um pouco misterioso, por que não? Gostei, Felis. Abraços!

    ResponderExcluir

  23. Olá Felis,

    Eu adorei.
    Uma parte aí até daria um bom sambinha-rsrs("Luz na avenida. Virou passarela. Lá vem ela. Ave maria. Cheia de graça. Ritmo cadenciado. Cheia de dengo.Sem parar. Cintura fina. Afinado violão. Harmônico conjunto que a deixa no centro dos olhares. Tanto no ir como no vir").
    Sempre consola sentir olhares de admiração, mesmo com o coração solitário e nostálgico. Pelo menos a autoestima fica lá em cima-rsrs.

    Beijo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Subir Página