Corpo ardente

Quando vejo seu corpo dourado,
Pedacinho de pecado,
Nem a brisa suave,
Esfria meus desejos.

Meu corpo ferve,
Teu corpo se acende,
Labaredas tantas,
Faíscas demais.

Faço seu jogo,
Transgrido minhas regras,
Loucuras de um  corpo aceso.

E no calor de tuas entranhas,
A erupção transbordada,
De meu corpo ardente.


(...) "e no silêncio da noite, só ouço o barulho do vento, as quatro paredes testemunhas do meu sofrimento!"...

...ouvi muitas histórias e relatos que me levaram a repensar a minha opinião sobre um homem gripado. 

Não vou aqui mencionar estes fatos, mas posso adiantar que não sou o único homem que faz um verdadeiro drama quando fica gripado ...aiaiai, hehehe!

WeBeijos e Abraços!

Comentários

  1. Poema ardente, nossa, é literalmente, as pessoas com febre ficam assim, delirando,rs!
    Abraços meu amigo, e se é você que está doente desejo-lhe boas melhoras!

    ResponderExcluir
  2. FELISBERTO:Que lindo, apetitoso, delicioso, envolvente e extremamente apaixonante o poema.Dar para ver a cena de tão romântica as palavras.Bjs e uma ótima e abençoada semana.
    Obs.:
    O seu irmão já melhorou?Torço para que sua saúde esteja excelente!

    ResponderExcluir
  3. Olá Felis, belo texto, uma paixão ardente, arrebatadora dessas inesquecíveis... mas os bastidores... aiaiaiai hehehehe... Espero que tenha melhorado da gripe.
    Beijos e ótima semana

    ResponderExcluir
  4. Esse é o verdadeiro amor,quando o calor ardente chega das entranhas.
    bjs amigo Felis e um ótimo inicio de semana.
    Carmen Lúcia

    ResponderExcluir
  5. Oi Felis, quando se ama parece que é assim, tudo se acende (rs)

    Uma excelente semana para ti.

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Poema, "incendiante", realmente!
    Agora, homem doente... é terrível! Ainda que uma simples gripe! Fico imaginando um homem em gestação e trabalho de parto normal... Realmente, Deus é sábio dando à Maria o dom de gestar Jesus... caso contrário acredito que não haveria tal população!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Olá, Amigo! Paz e luz!
    Uau...! O título e a imagem dizem tudo, rsrs.
    Poema lindo, envolvente e inspirador, arrasou, parabéns amigo!

    Ninguém merece ficar gripado, eu fico péssima, imagino o que vc está passando, rsrs.
    Melhoras!
    Bjs, ótima semana e sucessos sempre!

    ResponderExcluir
  8. Olá, Felisberto. Dizem que somos quase 80% água. Quem sabe, os outros 20 sejam fogo?
    Bonito poema!

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde amigo Felis!!!
    E no poema em si o momento relatado é sempre especial...
    Agora quanto a sua gripe lhe desejo melhoras e não pude deixar de rir com seu comentário, esposo também é um drama só...rsrsrs
    Melhoras e que Deus lhe abençoe sempre!!!
    Abraços da Bia!!!

    ResponderExcluir
  10. Meu querido amigo

    Um poema sensual e belo...ardente e apaixonado. Adorei esta nova faceta.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  11. Nem me fale em gripe, amigo!
    Depois de tanto tempo sem uma, de repente me vejo aqui amuada, desanimado, olhando para a tela sem qualquer disposição, fungando, olhos lacrimejantes e tudo o mais que um homem gripado já conhece-rsrs.
    Solidária contigo-rs.
    Que imagem caliente, hein?
    Não há brisa suave que apague esse fogo-rsrs.
    Adorei os empolgantes versos-rs

    Beijo... e melhoras.

    ResponderExcluir
  12. Mas um drama muito bem poetizado. Só fiquei sabendo que era gripe porque vc o disse.
    Beijos, Felis,
    Renata

    ResponderExcluir
  13. Poema sensual, ardente, e um certo despertar de Amor, a suspirar.
    A febre que tem, precisa de cuidados.Ops

    Beijos amigo Felis

    ResponderExcluir
  14. Esse calor é imune a qualquer ventilação. Faz com que se esqueça de tudo mais, pois o que é importante está a chamar, envolventemente. E a entrega é inevitável.
    Mudança de estação, clima seco, vento... gripe. Um presente do outono (rss). Cuide-se. Bjs.

    ResponderExcluir
  15. Amigo bom dia que poesia encantadora com forte sentimento vindo
    do fundo da alma.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderExcluir
  16. Oi, querido "Felizinho" (claro que, esse diminutivo, não existe, mas, façamos de conta, que sim, porque eu quero, e você está precisando)

    Já sei que, você não está bem. Tem gripe e se calhar, até febre. Verdade? Eu acertei. Oh, não queria! Que é que posso fazer por você, mesmo estando tão longe? Peça, que eu tento tudo para você se sentir melhor. Ai, os homens, quando estão doentes, pensam que vão logo "morrer", e necessitam imenso de mão feminina, sorriso feminino, aconchego feminino, Enfim, "somos" como vossas mães. Então, a febre está baixando? Deus queira que sim. Estou, mentalmente, soprando tua testa.

    Solidão, coisa nenhuma! Tanta mulher, por aqui, apaparicando você!

    Seu poema está febril, ardente, e está tudo, menos "doente". Que sensualidade! É nesse jogo gostoso, que as "peças" se encaixam, na perfeição. Não há vencidos, nem vencedores, nesse "tabuleiro", que pode ser cama. chão, mesa, sei lá mais o quê, mas MUITA AÇÃO!

    Bem, já se sente, um pouco melhor? Eu estou, sempre, por perto, espiritualmente falando.

    Te desejo um lindo dia, sem febre "biológica", mas com muita, da outra.

    Beijinhos da Luz, com redobrado carinho e zelo.

    ResponderExcluir
  17. Olha, querido!

    Adorei a imagem, que encima seu post.

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  18. Uau meu poeta lindo se com gripe teve
    uma boa ideia de fazer um poema ardente
    imagina estando bom rsrsr, mas é mesmo
    de arrepiar cheio de sensualidade como todas
    as vezes te elogio melhoras e continue com as
    ideias no lugar rsrsr

    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  19. Ah tem Blogagem cola aqui kkkkkkkkk

    Só eu mesmo bjusssss

    ResponderExcluir
  20. Melhoras da gripe, amei teu poema, na medida certa de uma paixão desmedida. Parabéns!

    ResponderExcluir
  21. Ai... Felix! Sei que não era para rir... mas ri haha...
    é bem assim mesmo a relação: homem e gripe!

    Quanto a teu poema, muito bom. Ardente no ponto certo! Incendeia sem queimar.
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  22. Poema intenso e ardente, Felis. Mt bom. E eu tb faço drama qd tô gripado. Aliás, nem é drama, fico mal mesmo. rs abçs

    ResponderExcluir
  23. Olá Felisberto.
    Poema com bastante paixão..
    Melhoras para você, essa gripe está vindo mesmo intensa,se cuida.
    Um final de semana com bastante saúde .
    Abraços.

    ResponderExcluir

Postar um comentário