A ilusão do amor

Abro a cortina de forma breve e  com o sol brilhante  que me aquece numa ardência leve, deixo os olhos vagamente sentir que se abrem.

Com o coração dormente, continuo deitado mas consciente e o meu corpo cansado diz-me que é muito cedo ainda.

Num torpor entre o sono e o despertar, num sonho que é uma sombra de sonhar, desconheço o conhecimento,  não sei onde estou, nem o que sonho.

Depois dessa viagem através de sonhos, uma grande dúvida  manuseia-me a alma por dentro, eu e a mulher que comigo dorme.

Se existe mundo onde seríamos dois, seria para além da linha tênue , onde se confundem o sonho e a realidade.

E se além dessa não há nada, é apenas o meu querer , em realizar em real, a ilusão do amor.

E o dois soa estranho como um e  o  um  soa estranho como dois...

Comentários

  1. Olá Felis!
    Nesta linha tênue que mora o amor, a realização plena do desejo e do amor, eles se completam e transcendem o infinito.
    Lindo demais meu querido amigo, parabéns pelo poetar maravilhoso, um abraço.

    ResponderExcluir
  2. interessante e forte esta reflexão sobre o amor ... sobre o duo e o uno ... pensando ... pensando ...

    bom fds querido ...

    ResponderExcluir
  3. Na maior parte do tempo, o amor não passa de ilusão. Lindo pensamento, linda poesia, como sempre.
    XX
    Bom fim de semana
    Renata,

    ResponderExcluir
  4. SIEMPRE MUY DELICADA TU POESÌA.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  5. Porque que no amor vem a ilusão, muitos tem ilusão sobre o amor, Felisberto uma linda reflexão, passando pra desejar um ótimo final de semana beijos.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Que lindo isso, amei ler, amor, ah, dois e um ao mesmo tempo, isso é profundo!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Caro Felisberto
    Certo, que o amor tende a começar sempre por ilusão, mas poderá ser bastas vezes o início de pura paixão. A prosa poética, a tua especialidade, está deveras bem conseguida, no meu ver, eu que gostei, como gosto de ver o mundo poético em várias versões.
    Obrigado pela

    ResponderExcluir
  8. Oi Felis!
    Fiquei encantada... é um SONHO, em todos os sentidos!

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  9. Se não cultivarmos a ilusão do amor, viver tornar-se-á impossível...
    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Voltando para deixar meus
    Parabéns
    meus
    Elogios pq achei simplesmente divino
    Um verdadeiro sonho em todas as formas
    Abraços meu poeta lindo
    Bjuss de bom final de tarde

    Bom final de semana

    ____Rita!!

    ResponderExcluir
  11. Oi querida amigo Felisberto, não é bom viver em ilusões, é melhor ter certeza de coisas que são reais, principalmente no amor.
    Abraços e bom final de semana!!

    ResponderExcluir
  12. A ilusão do amor é a melhor de todas... até nos dececionarmos, mas depois voltamos a essa ilusão.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. O amor ainda é um dos sentimentos
    quando verdadeiro o mais belos do mundo.
    Um abraço feliz semana beijos,Evanir

    ResponderExcluir
  14. Olá kirido,

    Embora a felicidade somente exista efetivamente na realidade, a ilusão é um grande combustível na vida, principalmente no campo do amor, quando nos proporciona deliciosos sonhos e voos.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  15. Seus poemas são sempre muito bonitos, mas você escreve muito bem sobre o amor. São sempre os melhores textos. Boa semana, Felis. abç

    ResponderExcluir
  16. Seremos sempre dois nas relações afetivas. E aí reside a beleza do amor. A ilusão alimentada tem ligação com a sensação de felicidade, que não deve ser abraçada como infinita. Belas colocações. Bjs.

    ResponderExcluir
  17. Olá Felis, mais um belíssimo texto que nos faz viajar pelos nossos sentimentos... essa "ilusão do amor" talvez seja a melhor parte dele... ou não...
    beijos

    ResponderExcluir
  18. Felix, belo texto, e o tanto que há de beleza no amor e na melancolia e você captou com enorme sensibilidade.

    Nem sempre se consegue ser dois no ambiente real, há dimensões e dimensões... e tudo nos habita.

    Beijos e melhora, tá bom?

    Desculpe as brincadeiras, mas você é sempre tão divertido que pensei que a cefaleia fosse de mentirinha.

    ResponderExcluir

Postar um comentário