Contidamente, aguardarei!

 
(...)  não sei como fomos nos perder no tempo. 
Não sei! 
Não sei o que fazer para o céu mudar de cor.
Não sei o que fazer   para te encontrar no silêncio da noite, nas melodias do amor. 
Não sei o que fazer para que   ouça a singela sinfonia  que o vento carrega, e perceba que é  o meu amor revelado em vários tons. 
 Os meus sonhos, que ficaram esquecidos pelo tempo...

...e como não tenho nem ideia de como fazer para voltar no tempo, atravessei a rua ao som da vida que passava em velocidade, tirei os chinelos e deixei minhas pegadas na areia branca e quente. 
Na minha frente, a imensidão do mar.
Meu olhar tentando chegar até o horizonte onde o mar encontra-se com o céu. 
Tudo ali!
 Os encontros e desencontros, mas sobretudo a intersecção.
E confessei-me ao mar, ao som das ondas a tocar dentro de meu coração.
-Se não fosse amor,desistiria! 

Contidamente, aguardarei! 
E sei lá, é o tempo todo, o tempo inteiro. 
Quem sabe.De partir ficando ali.
Quem sabe.Vou te esperar aqui. 
Quem sabe.Um dia...

...para ficar ao meu lado, cúmplice, dividindo a percepção da terra, do ar, do fogo, da água, nesta minha vontade intensa de viver e... te amar! 

Notas de Rodapé
       Repaginada
      
     ℱelisberto Junior

Comentários

  1. Simplesmente lindo! Isso é amor. Voltou em grande forma, Felis.
    Beijos e bom fim de semana,
    Renata

    ResponderExcluir
  2. Felisberto:Boa tarde! Um poema de extremo romantismo!Lindo!Acredito no amor, apesar que....é bem difícil encontramos!Amigo, passando para desejar-lhe um bom fim de semana.Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Olá Felisberto.
    Li a sua postagem anterior e concordo plenamente,quando amamos realmente vale a pena fazer tudo de novo, mesmo que o fim não tem sido como esperado,amar é algo magico e inesquecível, quanto a esperar a vida toda rsrs, acho que nunca amei com tanta intensidade.
    Um lindo sábado.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Oi Felisberto, que lindo!
    Parabéns!
    Bjsssss e um FDS maravilhoso e abençoado p/vcs
    E com muito amor...

    ResponderExcluir
  5. Esse é o lenitivo de um grande amor: saber esperar e fazer tudo novamente... quantas vezes for preciso.
    Tocante poema!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Olá amigo Felisberto!

    Fiquei ausente por um período, foi preciso.

    O Amor é como uma flor, caso não for regada ele perece, mas te digo, nada como ter um novo amor, não ter medo de Amar. A palavra Amar é sagrada quando duas pessoas tem o mesmo sentimento um pelo outro, caso não, a vida nos oferece sempre um novo Amor.
    Bom final de semana. Bjs

    ResponderExcluir
  7. Todo mundo espero por esse tal de amor.
    Bj

    ResponderExcluir
  8. SIEMPRE MUY DELICADOS TUS PENSAMIENTOS.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  9. Oi Felis, amo seus textos, são um pouquinho tristes mas eu gosto, me identifico muito com eles.
    Não que eu esteja a espera de alguém hein! Mas no fundo agente sempre espera por algo mesmo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Estou passando para semear amor
    é tudo que sei fazer ,
    e tudo que posso fazer de melhor na minha vida.
    È semeando amor que cultivo amizade ..
    È semeando amor que encontraremos
    a paz tão sonhada
    Deus abençoe seu Domingo
    beijos e meu eterno carinho.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  11. As dúvidas trazidas no tempo, não vivem dentro das certezas contidas no amor declarado; aquele que permanece apesar da passagem dos dias.
    Toada romântica e muito linda, Junior.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  12. Uma espera paciente, cheia de amor.
    Bom domingo

    ResponderExcluir
  13. Olá, amigo. Belissimo!! Eu concordo com todos essa forma linda de amar. Amor é isso, paciência e espera. Bjos e obrigada pelo carinho! Uma linda semana.

    ResponderExcluir
  14. UNA ESPERA LLENA TERNURA. MUY BONITO POEMA.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  15. Amar também é esperar. Tenha uma abençoada semana.Bjs

    ResponderExcluir
  16. O sentimento é uma espera constante muitas vezes, Felis. Bonito texto. Boa semana. abçs

    ResponderExcluir
  17. Olá Felisberto!
    Lindo poema. Amor simplesmente. Amor puro e verdadeiro. O mundo está precisando disso, as pessoas...
    Bjs
    Marli
    Blog da Marli

    ResponderExcluir
  18. Olá Felisberto! Que lindo!!! Não conhecia seu blog, e fiquei conhecendo através de amigos em comum no google plus e já fiquei por aqui!!!
    Bjus

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde meu amigo! Paz e bem!
    Poema lindo e tocante, parabéns!
    Acreditar no amor sempre, desistir jamais!

    Ótima semana e sucessos sempre!
    Beijão ♥

    ResponderExcluir
  20. Bom dia, Felis!
    Muitas vezes é preciso somente isso: esperar.
    Gostei muito dessa parte: "Não sei o que fazer para que ouça a singela sinfonia que o vento carrega, e perceba que é o meu amor revelado em vários tons."

    Linda semana pra vc, abração.

    ResponderExcluir
  21. UUuuuuuuy Bello ! Bello! meu amor revelado em vários tons." Muchas gracias amigo por pasar y quedarte en mi blog.Muchos besos.

    ResponderExcluir
  22. Seus poemas são lindos e inspiradores .
    Bom voltar aqui.
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Pois é meu poeta lindo nada melhor
    do que dizer


    Quem sabe um dia.............

    Bonita inspiração
    Bjusss
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  24. Ahhh o amor se não fosse ele desistiríamos de muitas coisa...ficou muito emocionate e belo ess poema. Bjs e abraços

    ResponderExcluir
  25. There are so many beautyful reasons to bee happy..
    Have a great summer hugs kisses Night Lady

    ResponderExcluir
  26. Summer:
    Hair gets Lighter..
    Skin gets Darker..
    Water gets warmer..
    Drinks get Colder..
    Music gets Louder..
    Nights get Longer..
    Life gets Better..
    Have a great summer
    Hugs kisses Snow White

    ResponderExcluir
  27. Olá amigo,

    A espera se justifica quando é embalada pela esperança. Mas apenas por um tempo, hein?-rs
    Uma prosa muito romântica e plena de poesia.

    Beijo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário