Dia dos Pais

Parecia ser fácil criar um Poema , inédito, dedicado aos Pais - segundo domingo de agosto (no Brasil) , o Dia dos Pais - porém, enquanto uns acreditam na criação extraída unicamente do trabalho, outros creem na inspiração , plena e livre, sem nada pré e dentre esses, eu faço parte. 
Não consegui, mas, não poderia deixar de escrever que
o meu pai já não está entre nós, e foi, por meio dessa ausência, do vazio da presença física , que compreendi que ele está perto de mim, no nível do coração.

E a conexão pelo coração é eterna.
Hoje, sinto-o presente, dentro de mim, feliz...

Feliz dia dos Pais!

"Feliz Dia dos Pais!
Tenha um domingo maravilhoso!
E uma feliz semana!"

"Vale a pena ler"
(de novo)
O pai solteiro de Bianca
( postagem original 10/11/2013)

-Pai! Quer ver a foto de meu namorado?

Difícil estudar, difícil trabalhar e os filhos , por mais que se tente, fogem do controle. 
E por mais que eu me esforce , ainda tenho uma filha que entende que receber conselhos parece algo ultrapassado. 
E não deixo de dar razão à ela , porque isso só poderia acontecer, dar conselhos , se todas as nossas experiências fossem mais compartilhadas.

-Como assim? Você só tem treze anos e já está namorando?Não sabia disso!

Voltei então a me sentar e trabalhei até a manhã, preparando meu próximo relatório de trabalho.
Nenhuma dúvida em relação à Bianca.
Não e não! -eu pensava.

O café da manhã foi silencioso. 
Parecia que tinha dado a ordem para ela ignorar e esquecer aquilo que parecia um princípio de diálogo, ainda que certamente nenhum de nós dois pudesse pensar em outra coisa.

Comecei a me lembrar de quando Bianca nasceu. 
Estava prestando serviços militares quando recebi a notícia. 
Casei logo à seguir. 
Não estávamos preparados e as dificuldades foram muitas. 
Quando tudo começou a melhorar, acabamos nos separando, cada um para um lado, e me vi , também, longe de Bianca, então com 8 anos, que passou a morar com a mãe em São Paulo. 
Por outro lado, as alegrias também foram imensas nos reencontros quinzenais .
Repletos de cumplicidade e confiança. 

Mas há dois anos, a mãe resolveu trabalhar no Canadá e Bianca não pode ir . 
Apoiei a decisão, claro, pois ela estava no meio de um período escolar.
Confesso que me assustei no início. 
Imaginei o que poderia fazer um pai solteiro, cumprindo tarefa de dois.
Tive muitos problemas para seguir a educação básica para o desenvolvimento dela. 
Aos poucos, porém , eu e Bianca, tentamos adaptar à vida nova. 

Ainda estamos tentando...

Fiquei emocionado quando, vi minha Bianca abrir a porta, avançar, de pijama e descalça, e se atirar então a meu pescoço, e me abraçar, murmurando: 
- Boa-noite, te amo muito, papai!
Depois, baixinho, dizendo:
-Pai, promete conversar mais comigo? Tenho tantas novidades boas para te contar!

A minha resposta foi um sim, rápido , ao invés de dar a velha desculpa de sempre, que estou ocupado demais. 
Foi mais pela minha força de vontade em querer isso do que ter algo planejado para poder me dedicar mais à educação de Bianca. 
Para cuidar do bem mais precioso que Deus me deu - minha filha.
Força de vontade e determinação eu sei que tenho, agora é controlar e fazer tudo ao seu tempo e de forma correta.

Meus pensamentos foram interrompidos pela voz suave e amorosa da Bianca:
-Posso trazer meu namorado aqui e te apresentar? 

Obrigado,

Comentários

  1. Olá Felis.
    Também compartilho contigo a ausência de meu pai. Ele se foi a quase 20 anos mas parece que foi ontem. Mesmo assim, a saudade sempre aperta o meu coração. Uns dias mais, outros menos....
    A vida continua, essa é a lei, mas com as partidas, sejam de quem forem, sempre deixarão saudades e tristezas que precisaremos trabalhar dentro de nós.
    Se fores pai, ou, pai de gatos (rsrs) que você tenha um alegre dia. Um beijo grande!!

    ResponderExcluir
  2. Não sabia que hoje era o dia dos Pais.
    Já não tenho os meus, mas hoje sinto-lhes a falta e revejo mais claramente os seus conselhos.
    Se eles estivessem ainda vivos que lhes diria hoje?
    Será que estarão satisfeitos por tudo o que fiz depois que me deixaram de apoiar?....

    ResponderExcluir
  3. Gostei da relação de Bianca e seu pai. Para quem não ia escrver nada, vc escreveu muito, Felis, e bem, como sempre.
    Bom domingo e boa semana.
    Beijo*
    Renata

    ResponderExcluir
  4. Bom dia!!
    Linda sua homenagem a seu pai!
    Esse texto ficou ótimo a relação de Bianca com o pai, parece a relação de minhas filhas com meu marido.
    Adoro isso, um pai amigo dos filhos, um pai presente.
    E quanto aos pais que aqui passaram desejo um feliz dia dos pais a todos!

    Bjss.

    ResponderExcluir
  5. Sua homenagem ao seu pai estende-se a muitos de nós na mesma situação! Ainda que ausente, deixou sua marca! E, feliz é aquele que transforma a sua missão de "criar", em amizade plena e cumplice com seus filhos e agregados.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Não curto estas datas mas, de qualquer forma, feliz dia dos Pais ...

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde Felisberto.
    Com certeza quando o nosso pai se vai o amor eternamente nós une, linda palavras ao seu pai, mas o que me encantou muito foi a sua relação com a sua filha, meus parabéns pelo seu dia, pois com certeza é um ótimo pai,nem imagino rsrs, meu falecido marido cuidando sozinha da minha filha com a idade que assumiste sozinho com essa responsabilidade.Que essa data se renove por muitos anos e que seja de puro amor e prazer pela dadiva da paternidade.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Olá querido Felis,
    Meu pai também já se foi há muito tempo e, como você, sinto-o presente em meu coração, onde ele e minha mãe haverão de permanecer eternamente.
    Adorei a espontaneidade da homenagem.
    Tenho certeza de que Bianca tem um ótimo pai e que este exerce seu mister com muito amor e responsabilidade.
    Que seu dia seja cheio de mimos e carinhos por parte da filhota e que seu pai receba suas vibrações de amor.
    FELIZ DIA!

    Beijossssssss.

    ResponderExcluir
  9. Oi amigo Felisberto,
    não sei se você é pai ou não, mas vim lhe desejar um feliz dia dos pais1
    Abraços e boa semana, fique com Deus!

    ResponderExcluir
  10. Boa noite meu poeta lindo apesar de já
    ser noite desejo que seu dia seja bem especial
    eu como já não tenho pai fiquei um pouco triste hj
    mas desejei toda felicidades aos pais vivos

    Bjussss
    Rita!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Felis!! Emoção em que cada fase dos filhos :) Feliz dia dos pais!Bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá, amigo Felis
    A conexão do coração é mesmo eterna... eu sei de experiência própria, como vc...
    Bjs fraterno e parabéns pela Bianca!!!

    ResponderExcluir
  13. Felis, uma postagem ótima em homenagem a esse dia. Não curto mt essa data desde 2004, mas faz parte. Tb não tenho mais meu comigo, assim como vc. E gostei dos textos, principalmente da conversa do pai com a filha e sua memória afetiva. abçs

    ResponderExcluir
  14. Felis,
    meu abraço não iniciou-se ontem, mas creia que perdurará por cada dia de tuas vivências paternas, desejando que sejam sempre de alegrias repetidas.
    \0/ Abração.
    Calu

    ResponderExcluir
  15. Há sentimentos que são eles próprios um poema que vive, em silêncio, dentro de nós...

    Boa semana.
    Meu beijo!

    ResponderExcluir
  16. Felisberto, o meu pai também já se foi há muitos anos, mas como vc mesmo diz, ele pode estar dentro da gente, bem no coração.Muito boa a escrita.Beijos e um feliz dia dos pais, apesar que foi ontem.

    ResponderExcluir
  17. Olá meu amigo querido, saudade de ti e do seu cantinho!
    Linda homenagem ao seu pai, com certeza as boas lembranças ficam p/ sempre!
    A Bianca é privilegiada por ter um pai jovem, amigo e compreensivo como vc!

    Perdão por não ter passado por aqui antes, voltei hoje ao mundo virtual e o meu
    dia foi super corrido só deu tempo de colocar a postagem e tive que sair.

    FELIZ DIA DOS PAIS!
    Que Deus lhe abençoe muito!
    Bjs, ótima semana ♥

    ResponderExcluir
  18. Verdade, a conexão pelo coração é eterna. E feliz dia dos pais (atrasado) pra vc! Fico imaginando se a história dessa garotinha é da sua filha ^^
    Grande Abraço

    ResponderExcluir
  19. Felisberto , também não tenho meu pai comigo há dois anos e a saudade dói demais nestas datas comemorativas .
    O que me conforta é acreditar que ele está bem e , que um dia nos reencontraremos .
    É muito bonita sua relação com a Bianca e aproveite bastante a companhia dela .
    Mesmo chegando um dia atrasada ainda é tempo de lhe desejar muita saúde e alegria para um pai tão sensível e generoso como você , amigo .
    Beijos e boa semana .

    ResponderExcluir
  20. Boa tarde amigo Felis!
    Seu pai ficou muito feliz com a homenagem, pode acreditar.
    E a Bianca...daqui uns anos Tainá. ..rsrsrs lindo texto também.
    Feliz Semana!
    Abraços da Bia!

    ResponderExcluir
  21. Felis, meu querido amigo, não imaginas o quanto de lembranças esta tua postagem suscitou em mim. Transportei-me à idade da Bianca e recordei a cumplicidade que existia entre mim e meu querido pai, nossas conversas, confidências, troca de idéias, e confesso que muitas vezes me senti também adulta quando ele me pedia opinião sobre algum assunto e eu podia de alguma forma ajudá-lo. E quando era eu a precisar de sua orientação, a paciência com que me ouvia, me aconselhava, eu sentia que todos os meus caminhos seriam sempre coroados com as bênçãos que ele, nessas horas, colocava na voz e nos gestos. Éramos tão amigos! Já o perdi há muitos anos, mas a sua presença ainda é uma constante na minha vida.
    Por isso, meu amigo, gostei tanto da tua postagem, da tua homenagem, da expressão do teu amor. Tens razão ao dizer que a conexão pelo coração é eterna. Quanto à tua filhota Bianca, tenho absoluta certeza de que os dois se tornarão cada vez mais os melhores amigos do mundo. Saberás, em todos os momentos, a palavra certa a dizer, a compreensão a ter em cada situação, pois posso adivinhar em ti um "paizão", desses que sabem dar a liberdade de expressão para uma filha que ainda está tateando pela vida à procura de se firmar como adulta. Além de muito carinho e amor, que também sei são sentimentos que moram de verdade no teu bondoso coração.
    Mais à frente, com certeza a Bianca há de olhar para trás e ver que muito do seu caminho foi pautado segurando a mão do pai, seguindo seus conselhos e orientações, e seu coração há de se inundar de orgulho e de amor pelo pai cuja conexão de afetividade se formou para muito além dos laços familiares.
    Como a lembrança que hoje tenho do meu Pai!
    Deixo-te os sorrisos, porque as estrelas quero deixar para a Bianca, para iluminar ainda mais esse olhar que já divisa os caminhos lá à frente, muito além do que a vista pode alcançar.
    Para os dois, meu carinho,
    Helena
    (http://helena.blogs.sapo.pt)

    ResponderExcluir
  22. O importante é sair do coração como saiu.
    Grande abraço;

    ResponderExcluir

Postar um comentário