Solidão

No horizonte se misturam o azul do mar com o céu negro e na Lua o reflexo de minha solidão.

Solidão que invade o ar leve da paz do meu coração.
Coração transbordante de emoção.
Emoção que estremece minha alma.
Alma calada pelo adeus.
Adeus que derramaram lágrimas.
Lágrimas de algo que não é mais meu.
Não é mais meu quando aparece a saudade.
Saudade calada ante o fim.
Fim que se torna angústia.
Angústia que faz meu coração sangrar.
Sangrar e dilacerar em tristeza.
Tristeza presente na minha solidão.

Solidão e você.
Sem cor. Sem cheiro. Sem toque.

Não importa.
Secarei minhas lágrimas.
Lágrimas que me impediam de ver claramente o horizonte.

Horizonte onde se misturam o azul do mar com o Sol salpicado de ouro e o reflexo de um novo dia...

      
Obrigado,

Comentários

  1. Quando as dores se adensam e as nuvens nos pesam no olhar então vai haver temporal.
    Vai cair borrasca. Vai destruir a nossa cultura de amor . Vai transformar a vida num lamaçal.

    ResponderExcluir
  2. Poema repleto de sentimentos, Felis, e tocante também. Solidão é cruel, mas muitas vezes é nossa principal companhia. Bom fim de semana. abçs

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, Felisberto.
    Na solidão, uma coisa leva à outra, igualzinho você escreveu aqui. Quando estamos sozinhos, temos tempo para pensar e refletir (e também para criar muitos fantasmas). Mas tudo depende do nosso estado de espírito quando estamos sós.
    Eu amo a solidão.

    Abraços, e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, Júnior.
    Achei lindo o teu poema.
    Esse tipo de solidão, aos poucos vai nos cegando, acabando com a pouca paz que temos se não colocarmos um basta, se não reagirmos.
    O importante é seguirmos em frente mesmo em dias de dor, mas com a esperança de que algo novo surgirá e toda a solidão de outrora, sumirá.
    Tenha um excelente fim de semana de paz,

    Beijos na alma.

    http://refugio-origens.blogspot.com.br/2014/08/saudade.html(blog onde escrevo nos dias 09 e 23 de cada mês).

    O Refúgio Das Origens

    Redescobrindo a Alma

    ResponderExcluir
  5. Solidão ... algo tenso de se pensar e mais ainda de se viver ...

    ResponderExcluir
  6. Muito lindo, querido Felis.
    A pior saudade é mesmo aquela resultante de um sentimento de perda definitiva. Creio que a saudade do que é triste leva a uma solidão que machuca, pois é difícil preencher uma solidão quando nos afastamos de nós mesmos para viver a tristeza. A paz não reina em um coração angustiado. Solidão somente é boa de ser curtida em momentos que a escolhemos para companhia. O sentimento de solidão tira todo brilho de um cenário que nos encanta quando estamos em estado de graça e felizes. Porém, quando encontramos forças para secar as lágrimas nossos olhos voltam a enxergar o brilho da esperança e do recomeço.
    Prosa poética bem intensa no quesito emoção e muito bem inspirada.

    Final de semana maravilhoso para você.

    Beijosssssssssssss.

    ResponderExcluir
  7. Sinto miséria pelo tempo perdido! Ah, solidão...
    Belo!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Felis, como vai? O interessante é que conseguiu transformar a dor desses momentos de fim, que são sempre tristes, em algo bonito.
    Ningém começa um relacionamento pensando em terminá-lo, mas o fim é necessário quando não há mais amor porque a ausência dele sempre acarreta dor e uma solidão maior ainda.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. Olá meu poeta lindo senti o corpo
    todo dolorido por esse poema cheio de
    tristeza..mas que ficou bonito colocando as palavras
    finais de cada verso o começo de outra
    Um encanto mesmo doreiiiii
    Bom final de semana!!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  10. Boa noite querido amigo! Paz e bem!
    A solidão é angustiante mas também traz paz.
    Poema lindo, tocante que nos leva a refletir.

    Solidão e você.
    Sem cor. Sem cheiro. Sem toque.
    Parabéns amigo, vc é 10!

    Beijinhos e ótimo final se semana!
    Andréa

    ResponderExcluir
  11. Encontrar-se diante e na solidão, traz-nos a paz que, muitas vezes, nos distanciamos em prol do outro que nem sempre valoriza nossa presença. Seu poema mostra o real da solidão.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Sem nenhuma dúvida, um dos teus mais belos poemas, amigo querido! Este encadeamento de solidão, emoção, adeus, lágrimas, angústia e tristeza, vai nos levando em suspense até que se descortina um "horizonte onde se misturam o azul do mar com o sol salpicado de ouro e o reflexo de um novo dia..."
    E aí nos vem (para aqueles que conhecem bem o peso da solidão e a doçura da esperança) a vontade de ter escrito tão belo poema. Gosto de estar aqui, de ler-te, de ver sentimentos e emoções tão bem estruturados em versos, gosto verdadeiramente do teu espaço, meu amigo!
    Que o teu domingo chegue com muitos sorrisos e um punhado de estrelas para iluminar o teu olhar.
    Com carinho,
    Helena
    (http://helena.blogs.sapo.pt)

    ResponderExcluir
  13. Olá, amigo Felis
    Vi um ponto positivo em 'sua' solidão poética...
    Se ela não é inodora... incolor e intocável... não é de todo ruim...
    Tem solidão cheira amarga feito fel...
    Seja feliz e abençoado!!!
    Bjs fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
  14. UFFFFFFFF, EXCELENTÍSIMO POEMA!!!!!!!
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  15. Bom dia Felisberto! Que poema lindo...sentido! Mas, em determinados momentos, eu acredito que esse tempo de "solidão" nos faz bem! Momento de refletir e aproveitar para ver tudo de bom que vivemos, fechar um ciclo e começar outro! Um feliz domingo. Abraços...

    ResponderExcluir
  16. Muito bonito meu amigo.
    Escrito com o coração.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  17. FELISBERTO:Boa noite!Como está você?Amigo, muito bonito o poema.Fala da solidão com menos pesar.Vejo na solidão um momento necessário para que possamos organizar nossos pensamentos e colocá-los em prática.É um retiro que precisamos para organizar nossos projetos.Beijos e um início de semana de paz,harmonia e muito amor.

    ResponderExcluir
  18. Boa Noite Amigo Felis!
    Amigo a solidão se faz presente quando estamos até acompanhados, já li sobre isto, existe pessoas que estão rodeadas de amigos, família, etc, mesmo assim sentem solidão, mas do meu ponto de vista as vezes é bom a solidão, faz repensar nos valores e fazer uma reflexão. Seu poema está lindo e melancólico, faz parte da alma de um poeta, vem da alma que nos faz ver e sentir este estado de solidão ou de um amor que se foi, ou que retrata a vida de outrem.

    Eu fiquei afastada devido a cirurgia, estou voltando aos poucos e sempre.

    Tenha uma excelente semana. Ah, vou linkar seu blog lá no me. Fiz outro blog. Começar do Zero.Beijos

    ResponderExcluir
  19. Boa noite Felisberto.
    Um dos poemas mais lindo que eu li seu, descreve a solidão com exatidão.
    Uma linda semana.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  20. Como sempre venho aqui para ler coisas lindas Felisberto. Como boa Leonina que sou tenho problemas com a solidão, mas as vezes ela é inevitável e necessária...
    Bjins amigo
    Tenhas um lindo dia

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi Felisberto, sei que não é facil perder um ente querido, mesmo eu não saber como é esse sentimento amargo de perda, mas Deus está ai para aliviar nosso coração.
    Felisberto, eu fiz um blog novo sobre conhecendo a verdade na Bíblia, é meu testemunho e divulgando o que consta na bíblia, que as vezes não são ensinadas para nós.
    Espero que você goste ou só da uma passada para olhar :D bjs fica com Deus

    Blog: http://conhecendoaverdadenabiblia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oiii

    A solidão por vezes quer se tornar nossa amiga.
    Eu to fora desta amizade rs...
    Grande sensibilidade em suas palavras.

    uma linda noite pra vc =)

    ResponderExcluir

  23. Olá, Felisberto

    Um texto maravilhoso. Amei.
    Um abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário