A volta

No vazio, quando tudo é silêncio, escutando o bater do coração, 
consigo ouvir , o que palavras não conseguem mais me dizer...

... chovia, não estava frio, mas mesmo assim vesti uma roupa quente e saí naquela hora, sem fazer alarde e, dessa vez, não precisei nem apagar  
a luz, apenas deixei  algumas lágrimas teimosas
 na gaveta e o quarto cheio do meu cheiro.
Fi-lo sem hesitar e segui com a esperança de abrir espaço para lembranças novas.

Em alguns momentos na reta , olhava para o céu sombrio e carrancudo,  e tentava decifrar a trajetória curva da vida. 

E a quilômetros do aguardado sorriso, 
a chuva suave refrescou o que estava sentindo. 

E resolvi contar a verdade só um pouco. 
Para mim mesmo. 
Nem precisei espalhar para o resto do mundo... 

۶"O tempo está passando, não deixe ela ir!"
minha mente sussurrava. 
Então eu fui, fui atrás e tudo o que eu fiz foi em vão.
O tempo tinha passado, já a tinha deixado ir e a distância que tanto provoquei , veio bater na minha porta e tornou-se minha companheira.
Mas a vida continua e só preciso acreditar que os erros nos fazem acertar. 
Se errei foi porque acreditei que nem só de amor se vive uma relação .۶

Respirei fundo , me senti feliz por dentro, pois consegui entender o que tinha ocorrido , então aumentei o ritmo de meus passos.
E quando a volta já era nítida, as lágrimas, disfarçadas pela chuva que escorria na minha face, eram cada vez menos, sendo, com o passar do tempo, mais nenhuma.

E de volta, corpo, mente e alma, para dar um passo de cada vez, para que se faça bem colorido e florido...

...há o que quero lembrar e há o que agora não quero recordar, mas que um dia, irei. 
Só não sei com que sentimentos...
   Repaginada
Quando se escreve, se pensa não só no que escrever, mas também nos sentimentos provocadores desta escrita e  para que e/ou para quem escrever. O que procurei experimentar  foi esta função catártica que a palavra favorece .- escrever para desabafar, pôr para fora as tensões ,  sublimar as frustrações etc etc. -
 E isso só veio comprovar que a minha alma, quando  escrevo ,  é  inexplicável , pois  se  existia um sentimento  desfilando na minha escrivaninha,  quando da edição dessa,    era somente a tristeza de estar Indo e Não Voltando...
Meu Computador, o Zé Grandão, pifou por completo!

Obrigado,
ℱelisberto Junior

Comentários

  1. Bom dia, Felisberto.
    O tempo todo enquanto lia, pensei na canção "Crying in the Rain" do A-ha. Acho que todo mundo a conhece... serviria de trilha sonora para este texto belíssimo.
    O que eu aprendi, é que algumas coisas não dependem da gente, elas vem e vão ao seu bel prazer ou necessidade.
    Um bom final de semana pra você e os seus!

    ResponderExcluir
  2. Ler seu texto-introspecção faz-me um retorno à minha catarse onde sempre buscamos... e talvez, por sermos exigentes, torna-se difícil encontramos... Usar das palavras e assim, abusar dos nossos sentimentos é um meio do bem estar conosco. Felizes somos nós que conseguimos extravasar, aceitar e ir em frente!
    Abração.

    ResponderExcluir
  3. Meu poeta lindo a busca é constante e a chuva
    no rosto faz lembrar bem do que quer, mas nem
    sempre essa busca é prazerosa
    Eu elogio como sempre

    Abraços de bom final de semana!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  4. O sujeito poético revela uma introspeção dos seus sentimentos. Gostei de ler.
    Desabafar não é só falar, também é escrever.

    Bem, quanto ao computador, que remédio, vai ter que arranjar outro.
    Felicidades!!!

    ResponderExcluir
  5. LA VIDA ES A VECES ASÍ, COMO UN VAIVEN.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  6. Este é o nosso vai e vem constante na vida ... Bom fim de semana amigo ...

    ResponderExcluir
  7. Olá, Felis

    Amanhã, é um novo tempo.
    Passei para lhe desejar Paz, Saúde e Alegria.
    Todo tempo, é de reflexão. E este, nos convida sempre á refletir, principalmente, sobre nós mesmo.
    Feliz tudo.

    ResponderExcluir
  8. Conheço bem o método de escrever como uma catarse, faço-o sempre nas minhas lembranças... Talvez seja esta a melhor forma de exorcizar os fantasmas que teimam em nos assombrar, em nos tolher o movimento para a frente, como a se alimentar dos nossos desejos insatisfeitos, dos nossos planos frustrados. Faz bem voltar os olhos para o passado, buscar nele os acertos, os desencontros, como forma de não cometer os mesmos erros ou até de não aceitar que os erros cometidos conosco sejam logo perdoados sem que os tenhamos passado em rede fina para entendê-los melhor. Enfim, meu querido amigo, soubeste bem nesse texto brilhante poetizar uma situação que na época provocou lágrimas, tristezas, e que com toda a certeza ao ser revisitada fez com que a chuva, mesmo se misturando às lágrimas, pudesse levar um pouco (ou muito!) das insatisfações vividas no passado.
    E que bela a foto que ilustraste o teu texto!
    Que possas logo voltar à companhia do Zé Grandão, para continuar a nos brindar com tuas excelentes postagens.
    Que te acompanhem os sorrisos que estão sempre a brincar entre as estrelas que habitam o interior daqueles que amam (ou já amaram) de forma tão intensa.
    Com carinho,
    Helena
    (http://helena.blogs.sapo.pt)

    ResponderExcluir
  9. Poema impecável, Felis. Muito bom mesmo e intenso como de costume. Isso de computador dar problema é um transtorno. Bom domingo e até a volta! abçsss

    ResponderExcluir
  10. Escrita introspectiva e intensa. Bela como sempre.
    Volte logo.
    Beijo*

    ResponderExcluir
  11. Boa noite querido Feliz! Paz e bem!
    Você escreve com a alma, a gente sente em cada texto que vc nos presenteia.
    A vida é um vai e vem, nada melhor que um dia após o outro.
    Adorei sua foto, vc tá lindo!
    Espero que o Zé Grandão volte logo, pois vc faz falta, rsrsrs...

    Tenha uma semana regada de boas notícias e muita paz!
    Fique com as bençãos de Deus!
    Bjs,
    Andréa

    ResponderExcluir
  12. Olá, Felis, como vai?
    É sempre interessante ler como a sua maneira de escrever faz com que experimente os sentimentos descritos. Me faz pensar como cada pessoa tem sua maneira de se expressar e sentir. Penso que ainda que os sentimentos não correspondam à realidade, eles vivem dentro de você, de alguma forma, talvez não dessa forma descrita, talvez refletindo-se em outro tipo de situação, que nem precisa ser amorosa... Será? rsrsrs
    Um amor que some por completo com o tempo não era um amor grande o suficiente para sobreviver. O amor tem uma força surpreendente. Abraços, tudo de bom.

    ResponderExcluir
  13. E acreditou certo, querido, pois também penso que nem só de amor vive uma relação. É preciso muito mais...
    Percebi que o texto foi repaginado, pois me lembrei de algumas passagens, principalmente do segundo parágrafo.
    Às vezes, cometemos alguns pecadilhos na arte de amar, o que nos leva a perder uma pessoa especial. Apesar de aprendermos com esses equívocos, creio que quando assim ocorre é porque não tinha que ser. O mais importante é seguir a intuição e tentar resgatar o amor. Pelo menos, fica a certeza de que não se deixou passar a oportunidade sem lutar.
    Que pena que o Zé Grandão pifou. Fico perdida quando o meu pczão, como você costuma dizer, sofre alguma pane. Não desenrolo em outros computadores, como no note ou mesmo no tablet, principalmente porque meus arquivos principais ficam apenas no 'grandão'. Espero que tudo se resolva breve. Quem sabe não chegou o momento de aposentar o Zé Grandão?

    Excelente semana!

    Beijo.

    PS: Como faço para sair da fase 210 do Candy? Há alguma dica? Afinei para ela-rs

    ResponderExcluir
  14. É isso mesmo, nenhuma relação vive apenas de amor e aprendemos com o erro. A dor de hoje, com certeza, será bem menor a cada dia. As recordações se tornam leves quando simplesmente deixamos ir...
    Espero que logo consiga arrumar seu computador.

    Abraços e ótima semana.

    ResponderExcluir
  15. OI AMIGAO QUERIDO
    Vc como sempre escrve com a alma. Hoje, o meu beijo vai para você, pessoa linda que mesmo tão distante, sempre se faz presente. Um feliz começo de semana.
    Boa tarde!
    Ana

    ResponderExcluir
  16. Olá Felis,
    Pois é meu caro, felizmente uma relação não é construída apenas com o amor, apesar de ser o principal. Muitas vezes ele pode inclusive ser minado! Bela escrita!

    Abraço,
    Flávio Ribeiro

    ResponderExcluir
  17. Pois é , Felisberto . Uma relação tem várias vertentes e não apenas o amor . Sua bela escrita nos explica . Obrigada . Beijos

    ResponderExcluir
  18. A Smile Is The Lighting System Of The Face,
    Cooling System Of Head And
    Healing System Of Heart.
    So Keep Smiling All Day.
    Have A Nice Day!!!
    Night Lady XXX

    ResponderExcluir
  19. Na vida aprendemos com os nosso erros, poema bem intenso e lindo, Felisberto beijos.
    Blog /Fan Page / Twitter /

    ResponderExcluir
  20. Boa noite.
    Parabéns! Pelos fantástcos textos.
    Hoje consegui . continuação de boa escrita ,gostei.
    Bom fim de semana
    Abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário