Bastidores de um teclado

Quase outono, a luz da lua entrando pela janela do quarto aberta, deitado sobre o joelho da Amanda, a conversa rolava solta... 

Na verdade, sou altamente idiossincrático quando quero escrever. 
Começo com silêncio absoluto e uma boa xícara de café com leite e termino deitado fazendo rabiscos. 
Amanda sempre soube disso . 

- Amanda, preciso de silêncio para me concentrar e escrever algo inédito para postar no blog. Só me ocorre fantasia acerca do sofrimento ou o eu- lírico está situado frente à uma perda ou saudade e percebi , pelos comentários, que alguns leitores estão começando a imaginar que tenho uma vivência ou essência muito triste e carente. Tem alguma ideia? 

- Fe, pior que é o contrário, né? Você não consegue escrever quando está triste . Aliás, uma vez que você está feliz da vida, rindo à toa, achando graça e fazendo piada em e de tudo, o ideal é você fazer uma crônica sobre..."hoje é o momento de viver a vida intensamente e feliz". Ahahaha!

- Puxa vida, grande ajuda, né? 

Não sei se foi a conjunção da lua com algum planeta ou outra coisa, mas Amanda quis continuar a conversa.

- Você já percebeu como vive o casal que mora aí em frente? Sabia que ele é blogueiro também?
Todos os dias, quando chega em casa , ele traz flores para ela, abraça-a e ficam se beijando apaixonadamente. 
Por que você não faz o mesmo?

- Mas Amanda, eu mal conheço a mulher!

(̾●̮̮̃ ̾•̃̾)

Obrigado,

Comentários

  1. kkkkkkkkkkk só rindo meu poeta
    lindo e que a lua seja sua eterna amiga
    e não esqueça manda flores pra ela, saudade
    de vc viu mocinho
    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  2. Excelente!!!! Ah ah ah!!!
    Bom fim de semana

    ResponderExcluir
  3. rsrsrsrs...
    Você é por demais espirituoso. kerido. Adoroooo!
    Inspirações melancólicas podem levar alguns leitores a interpretarem os escritos como sendo vivência de sentimentos de seus respectivos Autores. Às vezes, até podem ser, não é? Porém, de tudo que leio de você, não consigo vê-lo com uma essência carente. Certo é que a maioria das poesias retratam melancolia, dor e saudade, envolvendo sobremaneira os leitores, posto que estes, em alguns casos, se identificam com o que é poetizado.
    Penso que sei porque o blogueiro mencionado chega em casa levando flores para a mulher-rsrsrs.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. kkkkkkkkkkkkk
    Essa foi realmente muito boa Felisberto!!!
    Que bom o bom humor!!!
    Bjus mil e tenhas uma linda noite, seguida de um abençoado fim de semana!!!

    ResponderExcluir
  5. Olá, amigo Felis
    rs... foi boa!!!
    Saiu um belo escrito...
    Bjs quresmais

    ResponderExcluir
  6. ___ ░██████░_ ░██████░
    __░██▓░░▓██__██▓░░▓██░
    _░██▓░░░░▓███▓░░░░▓██░
    _░██▓░░░░░░█░░░░░▓██░
    __ ░██▓░░░░░░░░░▓██░
    ____░██▓███░░░███▓██░
    __ ░██▓░░▓██░██▓░░▓██░
    _░██▓░░░░▓███▓░░░░▓██░
    __ ░██▓░░░░░░░░░░░▓██░
    ____░██▓░░░░░░██░▓██░
    ______ ░██▓░░░░██▓██░
    ______ ███ _██▓███▌██▌
    ______███______████▐██▌
    _____████___████▐████▐██
    ___██████████▐████▐███▌
    __███████████████▐███▌
    █▐██████████████▐███
    ██████▐█████████
    ███████.............................★MaRiBeL★

    ResponderExcluir
  7. kkkkkkk bom humor e tudo! Mas bem que a Amanda deveria te "matar" kkkkkkk
    Bom fim de semana! Abraços

    ResponderExcluir
  8. hahahahahaha O final foi o melhor, Felis. Adorei. Abçs e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  9. Muito bem escrito, bem criativo.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, querido Felis!

    Como vai? Espero que muito bem, porque querer é poder.

    Por aqui, a primavera já está espreitando, e como ela vem sorrindo, trazendo flores multicolores em suas mãos. Como é boa a vida! Adoro o renascimento da natureza.

    "Humorístico" e inteligente texto, em forma de diálogo. Mulher, sempre dá um jeito, sempre ajuda a mente, e não só, do homem. Precisam-se muitas "Amandas". O homem, creio que não de propósito, vira criança, fica meio "bobo", como vocês falam aí, de vez em quando.

    Bom fim de semana.

    Dias felizes, com brisas leves.

    Beijos, com amizade e carinho

    ResponderExcluir
  11. Os bastidores sempre têm ótimas histórias! Às vezes mais intensas que as contadas nos palcos...E a sua flui com uma naturalidade e um humor cativantes.
    Cada um tem seu jeito de escrever...mas acho difícil criar apenas defronte a um teclado...é tão frio, profissional...acho que muitas pessoas acabam saindo e, numa voltinha pelo jardim, num beijinho roubado a(o) companheiro(a), num papinho com um amigo, ou sozinho olhando pela janela, encontram a rima que faltou ou a frase pra começar o texto.
    Um abraço!
    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  12. kkkkkkkk Eu ri, tu riste! E a Amanda riu? :)
    Adorei!! Tenha uma linda semana! Bjs

    ResponderExcluir
  13. Meu querido amigo poeta,
    fiquei séria lendo seu poema e no fim dei gargalhadas, só um poeta de sua extirpe para fazer isso.Belíssima postagem, escrita que nos prende e ainda nos leva a leveza à alma.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  14. É mesmo Felis, as pessoas ficam imaginado milhões de coisas sobre quem escreve. Mas adorei o seu poema e a forma como o descreves. É bem hilário...rsrsrs.
    Beijão amigo!!

    ResponderExcluir
  15. Palavras soltas na vida leve.
    Muito bom.
    beijos no coração Felis(z)
    Mary

    ResponderExcluir
  16. kkkkkkkkk, não esperava esse final!
    Ótimo, pegou a todos de surpresa...
    bjus!

    ResponderExcluir
  17. Olá Felisberto.
    Que bom que vim ler a postagem anterior, porque ao ler a postagem acima pensei que tinha perdido a amor da sua vida rsrsrs, Que alivio rsrs, agora sair daqui despreocupada que deve estar em seus melhores dias. Amanda merece lindas flores, pense nisso rsrs.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário