Postagem anterior

Na postagem anterior: Vale a pena?
 ...fiz considerações sobre a intenção de um blogueiro, sobre o comentário e até mesmo sobre um dos objetivos  de um blog Público - o alcance de maiores leitores possível, o contrário,  faríamos Privado, limitando o acesso de leitores  - porém, contudo, entretanto, em nenhum momento, escrevi em primeira pessoa, ou seja, quis  referir que "Eu sou assim", no  máximo " Eu penso assim"de uma forma genérica.
Quem já leu a minha FAQ ou me acompanha atentamente, sabe que o "Quase " , início do texto,   não foi escrito casualmente. Pois, não sou incoerente. Essa fase de alcançar o maior número possível de leitores, há muito deixou de ser prioridade desse Blog. 
Cada Blogueiro  sabe qual o seu limite quantitativo para uma boa interação, quando não ,  a  qualidade dos Leitores.
Podem crer, do máximo, para além,  um limite de crescimento, não há como sustentá-lo.
Já não  faço divulgação de meu Blog, não participo de Grupos e Comunidades, não tenho Páginas em Redes Sociais, somente Perfil Pessoal e as Subscrições não estão em gadgets próprios.
Somente explorei a temática das Blogagens, onde quis  abordar a leveza de blogar e o blogar por prazer, muito diferente de personalizar um debate  ,  buscar caráter dialógico, pois, é natural que cada um sempre irá procurar os pontos melhores para si e para seu Blog e o consensual sempre ficará muito distante .  
Eu, e aqui  digo por mim,  volto a repetir, sou do tempo , não que seja velho, em que tudo era espontâneo - visita, leitura e comentário e até mesmo , pasmem, a reciprocidade, pois, nós, não probloggers,  sempre tivemos  muitas atribuições e sempre foi  necessário   saber identificar o que realmente era prioridade para cada momento. 

Há de se  procurar  resistir às pressões dos acordos sociais e fazer o que interessa a nós , e não apenas o que interessa ao outro e  sem ficar  preocupado com o que os outros pensam. 
E eu , realmente, não fico preocupado , mas gosto de deixar à todos informados de igual maneira.

Quem sofre  com essa ideia de ser julgado e tomam suas decisões baseado nos outros  , deixa de ser autônomo ...e esse Blog e Blogueiro, prima pela autonomia e respeita a autonomia de cada um...cada um à seu modo, tempo e jeito!
Somente com o cuidado de "Não faça com os outros o que você não gostaria que fizessem com você".

Pela  leveza e prazer no blogar. 

Não fosse assim, deixaríamos de lado, com o pensamento de que não vale a pena qualquer esforço...

Obrigado,

Comentários

  1. Sinta-se aplaudido, Felisberto! Compactuo 100% com sua postagem. Também para mim, o blog é um momento prazeroso, sem responsabilidade em agradar ou ser agradada. O número de seguidores, os comentários, respeito, claro, mas não são essenciais para mim. Até porque "um milhão de amigos"... só mesmo o RC como marketing para vender suas músicas. Enfim, respeito opiniões diversas, mas até para isso é necessário ter-se a dignidade de saber ler, opinar, postar ou deletar o que foge "da leveza no blogar", cf suas palavras! Ser responsável acima de tudo! Meu blog não é o sanitário da minha casa; ao contrário é minha sala onde recebo amigos mais ou menos queridos, mas a todos com muita educação que a tenho desde o berço. Parabéns, Felisberto!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Felis, como vai?
    Pelo jeito chego aqui após burburinhos, rsrsrs. Ler seu escrito me fez lembrar o tempo em que eu blogava com certa expectativa, não tanto pela questão dos números, mas de agradar aos leitores, até perceber que a blogagem havia se tornado mais uma responsabilidade que eu mesma desenvolvi do que um meio de entretenimento.
    Hoje gosto sim de trazer temas legais, porém que sobretudo ilustrem algo que penso ou que se passa por dentro. Gosto sim quando comentam nos meus artigos, quando percebo que houve envolvimento do leitor e não obrigatoriedade ou interesse. Gosto sim de visitar os colegas e gostaria muito de ter um pouco mais de tempo para manter a assiduidade, mas não para angariar visitas, e sim porque gosto do que vejo e leio, aprendo, cresço, interajo... por isso mesmo as visitas acabaram sendo reduzidas, porque gosto de me demorar mais e prestar mais atenção ao que vejo e leio - gasta-se mais tempo e aprende-se mais.
    Assim como para você minhas prioridades mudaram e se a blogagem não for por prazer, perde seu sentido, o cunho "hobbie" da coisa.
    Mas não esquente, há pessoas que por mais que se tente explicar, não compreendem que um ponto de vista é um ponto de vista e não uma verdade pronta, acabada e imposta.
    Abraços, ótimo domingo

    ResponderExcluir
  3. Com razão Felis,nós temos que fazer o que nos dá prazer,assim faço do meu blog,posto o que mais gosto e deixo livre para àqueles que desejarem intervir,sem responsabilidade,mas com vontade de estar visitando o blog.
    E assim o faço com o seu,visito por gostar de ler o que posta,sempre com muita lisura.
    Bjs amigo e um lindo Domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  4. Concordo plenamente!
    Quem gosta dos nossos blogues gosta, quem não gosta não gosta! Assim, respeitamos a nossa autonomia.
    Bom domingo, Felis.

    ResponderExcluir
  5. Concordo plenamente com você Felis!
    Sempre fui dessa opinião de deixar os outros livres, os leitores fazerem suas próprias escolhas, sem pressões...

    Beijos meus!

    ResponderExcluir
  6. Oi Felisberto!
    Essa tua postagem me remeteu aos tempos da Coluna da Mi em que eu tinha que criar um post para explicar outro post. Meio tenso issoae. rs.
    Eu compreendi perfeitamente teu intuito na postagem anterior, ressaltou de forma clara que o prazer de blogar é o mais importante e não estava em momento algum fazendo reclamações de falta de comentários, seguidores, visualizações, o que quer que seja.
    Desculpe a burrice mas... o que seria um problogger?
    Tem toda razão quanto ao blog público, eu tenho um privado porque escrevo textos que não quero, pelo menos ainda, que sejam lidos, por não ser o momento. Todos que expõem seus textos querem ser lidos e só podem ter certeza absoluta de que a mensagem foi passada se comentarem. Visualizações não contam. Quantas vezes entramos em algum blog, ficou registrada ali nossa visualização, mas algo não nos atraiu e não chegamos sequer ao segundo parágrafo do texto, saindo? Comigo já aconteceu diversas vezes do autor não me prender, mas minha visualização ficou lá.
    Confesso que algumas vezes me preocupo com meu jeito muito espontâneo e acabar de repente ofendendo alguém, ser mal interpretada. Inclusive aconteceu algo inusitado no meu Google + essa semana. Por eu ser avessa à teoria de Grigori Grabovoi, uma pessoa invadiu meu perfil não ofendendo o meu texto, as minhas ideias, mas a mim. Fui chamada de drogada por tabela por precisar de Rivotril para baixo, huahuahuaha! Não ofendi, apenas observei que a pessoa estava sendo hostil comigo e não com minhas ideias, e ela continuou, então simplesmente bloqueei. Há batalhas que não valem a pena. E após essa ofensa as visualizações do texto sobre o Grabovoi triplicaram, rs. Mas ninguém ousou me ofender mais, seja no Google +, seja no Blogger. Não vai adiantar mesmo.
    Percebo que como eu, tu é muito sincero e espontâneo e acredito que este "mal" de termos que algumas vezes desenhar o que emitimos vamos ter que levar para a vida inteira.
    Beijos e um belo domingo para ti amigo.

    Nota: Eu também uso o "porém, contudo, entretanto" quando quero ironizar ou explicar alguma coisa óbvia, não pense que estou te plagiando quando ler isso em algum texto meu. Já escrevia antes de conhecer teu blog. rsrsrs.

    Rivotril com Coca-Cola

    ResponderExcluir
  7. Eu já fiz parte desses grupos de blogueiros no facebook e me arrependo, você visita o blog da pessoa le o texto de cabo a rabo, tenta comentar algo relevante, mas sinceramente quando há algo relevante para se comentar, pois alguns posts parecem modelos prontos, que não te acrescentam nada, essa foi uma das razões pela qual desanimei da blogosfera, mas são blogs como o seu que me animam a continuar.
    Bj

    ResponderExcluir
  8. Felisberto,
    O respeito é fundamental...tanto de quem publica um texto, quanto de quem comenta a postagem.
    O prazer de blogar não alimenta expectativas, não aguarda reciprocidade ou espera alcançar sempre resultados numéricos satisfatórios...
    Acho que você está absolutamente certo! Todo blogueiro deveria fazer essa reflexão.
    Beijos e uma linda noite.

    ResponderExcluir
  9. Oi felis !Que bom que voltou , e com esse mega texto ! Perfeita reflexão no que diz respeito ao respeito por todos ...Tenho um blog publico como sabe . Em curvas , retas e esquinas , escrevo para todos , e isso causa um imenso prazer em escrever ...Gosto muito da sua sinceridade e transparência ... Por isso o prazer de aqui estar novamente comentando . Um grande abraço , e ótima semana !

    ResponderExcluir
  10. Olá kirido,

    Li, inclusive os comentários daqui e da postagem anterior, para buscar um sentido para este seu esclarecimento. Para mim, você não precisa desenhar (termo usado pela Mi), pois entendi muito bem a mensagem que você desejou passar com sua postagem anterior. Todavia, pelo grau de afinidade que existe entre nós, inclusive em termos de carinho e amizade, fui um pouco além. Por isso, chego a pensar que meu comentário foi a causa desta sua nova postagem. Se foi ou se dei causa a algum aborrecimento para você, peço-lhe desculpas. Blogar há de ser, sim, uma atividade prazerosa ou apenas um lazer. Você é um dos pouco amigos que visito antes de receber a sua visita. Há muitos blogs que eu gosto muito, mas meu tempo não me tem permitido visitá-los como gostaria. Somente por isso tenho ficado praticamente na retribuição, mas você não pode imaginar a satisfação que fico quando abro a minha página e já vejo meus amigos por lá. Faço de tudo para retribuir com a maior rapidez possível, não por receio de julgamentos, mas porque sinto a necessidade de retribuir a gentileza. Na época em que eu tive que me afastar, preferi fechar a barra de comentários para não correr o risco de não conseguir retribuir à altura. Isso é coisa minha, que não consigo modificar. É certo, como sugere a Mi, que as visualizações de páginas não são um termômetro fiel de quem lê as postagens anonimamente, já que alguém pode entrar e sair sem ler, mas dão uma ideia do fluxo, pois não seria possível que a maioria entrasse e saísse sem ler. Todavia, vale registrar que este é um quesito que interessa a mim, em particular, devido à natureza do meu blog. Não crio textos, não escrevo o que penso; portanto, não preciso de reconhecimento ou de elogios. Apenas seleciono textos que julgo possa aproveitar a alguém em algum momento de sua vida. Se não houvesse um indicativo de que o blog é lido, eu estaria perdendo um tempo precioso. Aí, com certeza, não valeria a pena deixá-lo no ar, concorda? Respeito seu ponto de vista e concordo em parte com suas considerações.Afinal, cada um conduz a sua casa (blog) conforme deseja e lhe dá prazer. Não estou polemizando, mas apenas procurando deixar claro o meu ponto de vista. Fique à vontade para não publicar meu comentário, se assim o desejar.
    Tenho imenso carinho por você e espero, sinceramente, não ter aborrecido você com as minhas considerações.

    Feliz semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá kirido,

      Obrigada pela gentileza dos esclarecimentos.
      Com certeza, a obrigatoriedade, no caso, transforma o prazer em ônus. E de ônus já estamos repletos, né não?

      Semana de paz e com muitas alegrias.

      Beijo.

      Excluir
  11. Respeito acima de tudo sempre né?
    Ninguém pensa igual, então vamos respeitar o outro nas suas particularidades e singularidades.
    Blogar é uma arte, eu não busco dinheiro nem sucesso com ela, faço pelo prazer.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  12. Gostei disto e assino em baixo:

    "Pela leveza e prazer no blogar"

    Beijão

    ResponderExcluir
  13. Pois eu entendi perfeitamente, Felis. E entendi essa nova postagem também, que acabou complementando a outra. abçs

    ResponderExcluir
  14. Assim deveríamos agir, certamente, blogar é algo pessoal, lugar comum de expor nossas capacidades e inspirações, não e uma vitrine em que deveriam desfilar os adornos do ego, mas uma exposição de nossos sentimentos e talentos, muitas vezes inacessíveis ao conteúdo social no qual estamos enquadrados. Parabéns pelo texto, amigo!

    Ghost e Bindi

    ResponderExcluir
  15. Olá, Junior, essa sua postagem é ótima, uma vez que esclarece coisas básicas para um bom relacionamento entre os blogueiros e no andamento de nossas vidas na WEB. Não são os comentários que dão o número de acessos ao blog. O número é irrelevante. Tem gente que pode ter 6 comentários e o blog com muitas visitas, como blogs de pesquisa, ensaios etc. Entro muitas vezes num blog e não deixo comentário, ou por estar apressada ou porque a matéria não fez minha cabeça. Simplesmente saio, não sou de criar polêmica no blog dos outros. Tenho aversão a isso como também não gosto de anônimos. Também blogo por prazer, se não for assim pego meu chapéu e vou embora. Também não faço divulgação, não tenho face, twitter, Google +. Mas tenho a gentileza e o gosto de visitar alguns blogs que gosto. Têm blogs de qualidade, gente muito boa e que leva seus textos a sério. Porém, não estou de acordo com aquele blogueiro que se isola, que não segue ninguém, que não é no mínimo gentil e que diz que pouco importa os outros. Mentira! Todos nós queremos ser lidos, caso contrário não gastaríamos tempo. A WEB tem regras, e a primeira deve ser a não agressão. Caso contrário o blogueiro se queima. Como é um condutor ótimo para quem gosta de manifestar suas ideias, também pode ser bastante hostil.
    Beijo, amigo, feliz retorno!

    ResponderExcluir
  16. Muito bom seu texto, mais uma vez Felisberto!
    Eu te compreendo muito bem, e realmente concordo que se for para ser algo obrigatório, não vale realmente a pena...
    Já tive um blog, e quando ele estava com quase 3000 seguidores, e tinhas parceria e tudo mais eu desisti dele.E foi exatamente por essas coisas...
    Os parceiro me cobravam tantos seguidores...
    E eu não gosto disso.
    Ter uma certa quantidade de leitores que vão ao teu blog por gostar de você, de te ler é algo maravilhoso.Porém que só fiquem mesmo os que forem lá por prazer e amizade.Por isso eu te entendo bem, e devemos nos respeitar sempre!
    Beijos e boa noite!!!

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Felis, você está movimentando a blogosfera de uma forma incrível com os seus dois últimos posts!
    Ainda mais para mim, que estava um pouco afastada deste meio, tanto no sentido de novas postagens, quanto às visitas aos amigos. Por isso que os seus dois últimos artigos caíram como uma luva! :))))

    Sim, digo isso porque estava mesmo pensando em desistir do "ofício" de blogar muitas vezes..rsrs Seja por problemas particulares na família, falta de tempo ou outra coisa...etc...etc... Mas aconteceu algo inusitado comigo: já havia até tomado a decisão de parar, mas realmente não consegui...rsrs Verdade, digo isso porque manter-se afastada dos amigos foi um tempo cruel. Notei que é ótimo visitá-los, interagir e ainda ter a presença dos mesmos em meu cantinho. Tudo é altamente recompensador.
    Cada comentário é comemorado com muita alegria, pois nota-se a consideração da pessoa para conosco.
    Realmente, o sentido de tudo é ter prazer com o que está fazendo e quando se perde isso, realmente tudo fica sem graça e descolorido! Fazer as coisas por fazer, de forma robótica, não agrada a ninguém e muito menos a nós. Gostamos de calor humano, de interação genuína e sobretudo, do companheirismo na arte de blogar!

    Concordo com você: a blogosfera tem que ter leveza, pois caso contrário, se trazer aborrecimentos desnecessários, não vale a pena mesmo!

    Compactuo contigo e também opto pela leveza e pelo prazer de blogar amigo!!!
    Valeu mesmo, mais uma lição, mais um aprendizado!
    Assim seguimos em frente né?
    Aliás, o seu blog está prestes a completar 4 aninhos de vida? Falta pouco ou estou enganada?Nossa, é uma longa vida na blogosfera!!

    Beijão Felis!
    Tenha uma semana mais do que maravilhosa, sem estresse, só na paz e na harmonia! :)))) E se cuida!

    ResponderExcluir
  18. O que houve meu amigo? Seja o que for filtra... Têm coisas que não valem à pena. Beijo grande no teu coração.

    ResponderExcluir