Encontros casuais

Morena, ao te ver por aí, na rua, na praia, na balada, sorrindo à minha frente, 
me peguei imaginando qual seria a sensação de um beijo em ti. 

Às vezes fico pensando em nossos encontros casuais e como parece que há uma disposição para encaixar tudo em seu devido lugar.
Um mistério intrigante, que a razão não explica.
Chega a ser engraçado tudo isso, e acabo elevando as esperanças que deve ser algo para ser.

Tantos encontros casuais assim, não podem ser mera coincidência ou de se perder por impossibilidade. 
Foram tantos e tantos, tão, tão, sei lá, só sei que eu adoro! 

E se for algo para ser, não sei se primeiro vou querer o seu abraço me apertando por inteiro ou o seu beijo que tanto desejo. 

Os dois ao mesmo tempo?
[repaginada ▸ ficção "qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência"ou não!]

Obrigado,

Comentários

  1. Lindo querer provindo desses encontros "casuais",rs.. abraços, chica

    ResponderExcluir
  2. Oi amigo Felisberto, que saudades !!!! E que dúvida ein rsrsrs adorei !! Bela escolha de imagem, me lembrou a Esmeralda do Corcunda de Notre Dame haha
    Vim lhe desejar um excelente começo de semana, abraços e fique com Deu!!!

    ResponderExcluir
  3. Ola,
    Nada é por acaso, a alma reconhece
    qualquer tipo de encontro.
    Simples e criativo seu conto.
    Um encontro que vem cheio de desejos.
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Oi Felis que lindo, ah com certeza deve ser algo para ser e eu escolheria os dois, feliz semana Felis,beijinho my idolo,xauzinho

    ResponderExcluir
  5. Vai no abraço primeiro... certeza de que depois de um abraço apertado e aconchegante, cheio de desejo, o beijo será estonteante.

    Adorei.

    Abraços querido =*

    ResponderExcluir
  6. Aqui diz-se "Não há coincidências". Aplica-se bem ao seu texto bonito de se ler.
    Um grande abraço.
    Felicidades!!

    ResponderExcluir
  7. Definitivamente não é uma mera coincidência ...

    Beijão

    ResponderExcluir
  8. Olá, Felis, como vai? Os dois ao mesmo tempo seria o ideal, nesse caso, rsrsrs. Eu acredito na escrita do destino... se os personagens do conto se encontram inesperadamente tantas vezes, é algo a se pensar, se não para ficarem juntos, talvez para aprenderem algo um com o outro. Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Que bonita e inspiradora postagem, Felis. Muito bom. Tenha uma ótima semana! abçs

    ResponderExcluir
  10. Bela postagem! Amigo não é coincidência....
    Tenha uma excelente semana.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Legal o texto.
    Bom viver esses momentos gostosos e poder escrever sobre eles.
    Ana Vi
    filhadejose.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Sei não... Encontro casual? Está me parecendo mais uma artimanha do destino tentando unir duas almas que, ao que parece, já possuem uma certa afinidade.
    E como já dizia o mestre Artur da Távola:
    "Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto no exato ponto em que foi interrompido".
    E acredito que seja isto a acontecer, meu querido amigo, estes encontros casuais estão sendo encaminhados para algo maior, um momento em que tu nem vai perceber o que aconteceu primeiro, se um abraço apertado ou um beijo, porque a vontade, a necessidade, o sentimento e a emoção estarão tão entrelaçados que quando deres conta já estarás enredado nos chamegos dessa morena que te fez escrever um texto tão bonito e tão gostoso de se ler.
    São ternos os sorrisos que te deixo, meu querido, assim como são mimosas as estrelas que enfeixo no meu carinho para te dizer o tanto que gosto de te ler.
    Helena

    ResponderExcluir
  13. Olá Kirido,

    Não acredito em coincidências. Penso que o Universo conspira a favor daquilo que já está escrito para acontecer. Tantos encontros casuais, com reciprocidade de vibrações, com certeza não pode ser fruto de mera casualidade. Impossível não fantasiar a respeito da mágica do encontro que os colocarão nos braços um do outro. Nem importa o que virá primeiro, se o abraço ou o beijo, ou os dois. Neste momento, é difícil prever a ordem das coisas-rsrs.

    Sempre romântico!!!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  14. Nada é por acaso, portanto este encontro não é mais casula só acreditar e terá o encontro almejado. rs,rs,.

    ResponderExcluir
  15. Bom dia Felisberto.
    Acho que quando desejamos algo, o destino da uma mãozinha. E nesse caso acho que está mostrando claramente que devem ter algo mais do que casual rsrs. Um feliz dia. Abraços.

    ResponderExcluir

Postar um comentário