Fazer compras

Amanda não é de impor condições nem de fazer cobranças, mas meu maior pesadelo era quando insistia que eu a acompanhasse  quando  das  compras no hipermercado. 
Tudo bem, talvez eu esteja exagerando. 
Na verdade, não me importo de fazer compras.
Desde que seja na minha velocidade e  Amanda fica horas nisso, então nada mais justo do que eu ficar inventando formas de passar o tempo…

Infelizmente, acho que minhas invenções não deram muito certo, pois, minha linda Amanda recebeu a seguinte carta do hipermercado:
Prezada Sra. Nagata,
Durante os últimos dias, seu marido tem causado grandes transtornos em nossa loja.
Nossas queixas contra seu marido estão listadas abaixo e documentadas através de nossas câmeras do circuito interno.
1.  Fez uma trilha de molho de tomate pelo chão da loja indo até o banheiro feminino.
2. Moveu o aviso de “Cuidado – Piso Molhado” para a seção de carpetes.
3. Disse para as crianças que acompanhavam os clientes que elas poderiam brincar nas barracas da seção de camping se trouxessem travesseiros e cobertores da seção de cama, mesa e banho.
4. Quando um funcionário perguntou se ele precisava de alguma ajuda, ele começou a chorar e gritar: “Porque vocês não me deixam em paz?” O resgate foi chamado.
5. Enquanto examinava armas no departamento de caça, perguntava insistentemente à atendente onde ficavam os antidepressivos.
6. Escondeu-se atrás de um rack de roupas e quando as pessoas procuravam algum artigo, gritava: “Você me achou, você me achou!”
E, por fim:
7. Foi a um dos provadores, fechou a porta, esperou um momento e então gritou: “Ei, não tem papel higiênico aqui.” Uma de nossas atendentes desmaiou.
Atenciosamente,

Bem, eu tentei, eu me importei, eu quis muito, mas não era pra ser.
Nunca mais Amanda me chamou para fazer compras .
(ړײ
[Não sou o autor da "ideia" da piada.] 
O direito autoral defende a expressão de uma ideia, mas não a ideia.
Obrigado

Comentários

  1. Oi Felis, voltei e encontrei mais um artigo de tirar o fôlego de tanto rir!!!
    Li e reli cinco vezes e a cada leitura me divertia ainda mais ........hahahahaha
    Menino, você tem talento demais para a comédia e seus contos são muito cômicos!!
    AMO!!!
    Um alento para esquecer as amarguras da vida e deixar tudo azul!
    Menino, o protagonista aprontava demais no hipermercado...kkkkkkkkk
    Cada uma do arco da velha e creio que sua mente deveria ser estudada.....rssr
    Só sei que é bom demais!!!

    Querido amigo, agora espero que você consiga entrar no meu blog, pois o deixei mais leve. Tive que transformá-lo em responsivo, como aqui no seu, pois ele já estava pesando mais do que um elefante...hihihihihi Demorei demais da conta, pois para quem não manja muito destas coisas, é um dificuldade danada entender aqueles códigos...

    Um grande beijo amigo e um final de semana maravilhoso!!!

    ResponderExcluir
  2. É duro acompanhar as mulheres nas compras viu? a gente quer discutir se aquele ou o outro é melhor, experimentar, brincar,sentar, retornar, coitados dos atendentes
    Amei teu texto cheio de humor

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, amigo Felis!
    Muito legal e ri muito... me imaginei avistando um louco no supermercado me fazendo tudo isso que descreveu no texto bem escrito... eu, hein?
    Bjm muito fraternal

    ResponderExcluir
  4. Que sujeito genial! Um mito, praticamente. hahahahaha Adorei, Felis. abçs

    ResponderExcluir
  5. kkk, gostei a pior parte é guardar esse é meu pesadelo rs...

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. Ahahah!!! Escapou com muita inocência...
    Cá em casa, o marido tem que ir. Que remédio!!! Eheheheh.
    Um fim de semana abençoado.

    ResponderExcluir
  7. Oi Felis,hahaha, se não vai mais acompanhada às compras,pelo menos a mulher não morre de tédio,o marido é muito inventivo e criativo,hahaha,amei.
    ps: você fica bem de preto,hahaha,Feliz final de semana Felis my idolo, beijinho,xauzinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,Fá...como vc adivinhou,foi pelos olhos? hehehe,bom finde, my idola, beijos!

      Excluir
  8. Ahaha.... adorei o texto, ótimo para arrancar umas risadas! Marido esperto esse, escapou direitinho da tarefa.
    Abraços e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  9. kkk meu poeta lindo que gracinha vc é mesmo
    um ator, e pobre da Amanda acho que nunca mais
    quer levar o maridon ns compras, fazer caminho
    com molho de tomate é demais kkk bjuss de boa noite
    com bons sonhos e uma semana de muitaaaaa luz....
    Rita

    ResponderExcluir
  10. rsrsrs...
    Ô louco!!!
    Sensacional quanto às peripécias aprontadas pelo marido da Sra. Nagata! Não seria de estranhar se tais peripécias tivessem sido forjadas para que ele não mais fosse "convidado" a ir ao hipermercado com ela-rsrs.
    Muito criativa e bem narrada. Adorei ler!
    Feliz semana!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  11. rsssss, espero que meu marido não faça isso!!!!!
    Vou liberá-lo... cruzes!
    bjs - que criatividade!

    ResponderExcluir
  12. Olá! Que conto engraçado!Acho bem enfadonho fazer compras! Amigo, belo escrito. Alivia mais a gente. Belos dias, querido. Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Kkkkkkkkkkk, Ai, Felis!!!
    Mesmo não sendo autor da piada, sempre traz seu toque pessoal aos contos... e Amanda, claro, kkkk!
    Eu não sou muito de me enrolar com compras, não, compro muito pela internet (já que não gosto de ficar zanzando horas atrás de algo) e costumo ser muito objetiva nas compras físicas. Ou seja, uma mulher beeem atípica! KKKKKK
    Seu texto me lembrou meu pai, minha mãe é daquelas que se perde na hora e em vitrines - só vendo, porque raramente tem grana para comprar, kkkk - e ele que é ativo como eu, nunca está parado no mesmo lugar esperando.
    Acho que levarei essa listinha de sugestões de passatempo para ele, kkkkkkkk!!!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  14. Boa tarde Felisberto.
    Coitada da esposa. Pelo visto é melhor fazer compras sozinha do que o risco de terminar na delegacia rsrs. Ou pior aconpanhar o marido ao manicômio rsrs. Escelente piada meu amigo. Impossível não rir rsrs. Abraços.

    ResponderExcluir

Postar um comentário