Minha vida não foi só poesia, parte 2

[parte 1]...tinha todo um processo para criar novos laços , de se enturmar em um ambiente novo e diferenciado...
e a verdadeira amizade não se obriga, brota espontânea no coração, por isso 
é preciso ter cuidado com alguns fatores e não querer acelerar nada... 

...crianças e adolescentes já têm muita curiosidade e uma vontade enorme de explorar e sentir até onde vão suas forças e seus limites. E se perdem quando insistem em satisfazer os outros por baixa autoestima   ou têm necessidade de se sentirem mais maduros ou procuram meios  para  impressionar...
... e foi nesta fase que vi muitos fazendo o primeiro contato com álcool ou drogas ... 
recordo-me que, após uma reunião de trabalho escolar , todos na sala conversando, e um colega veio com diversas bebidas e um pacote...insistia para beber e experimentar drogas e eu fingindo que não era comigo. 

Sabe , há alturas na vida em que nos deparamos com determinadas situações que nos abrem os olhos e nos mudam a forma de ver a realidade à nossa volta. 
Situações que não fazem parte do nosso universo. 
Claro que  podemos escolher qualquer caminho e depois querer sair, apenas que , por vezes, a saída é muito difícil e isso não quer dizer que não há saída; somente que há a necessidade de ajuda ou ...

dentro desse mesmo cenário, 
nunca pensei em como teria sido a minha vida, se tivesse experimentado e ou bebido. 
Acredito que perdemos muito tempo imaginando como poderia ter sido... tempo perdido, tempo que têm que ser usado para valorizar mais o que fizemos e o que iremos fazer para a obtenção de nossos sonhos e objetivos... 
[continua...] 

Obrigado,

Comentários

  1. E isso se dá naquela idade da autoafirmação, em que quase tudo é insegurança. Mas existem àqueles que tiveram uma boa educação quanto a essas coisas, foram muito alertados às amizades erradas, e mesmo atravessando tempestades não aceitam. Muito pertinente essa sua postagem, Junior!
    Beijo, amigo.

    ResponderExcluir
  2. É bem verdade, não vale a pena pensar em "E se...". O que interessa é o que está a acontecer no momento.
    O álcool e a droga são uma praga para os adolescentes (eu que o diga que sou professora). Felizmente há muitos como o Felis, mas também há aqueles sem capacidade ou maturidade para recusarem.
    Obrigada por partilhar a sua experiência.
    Bom domingo.

    ResponderExcluir
  3. Jovens e adolescentes se deparam com caminhos da vida que por vezes em tentação não sabem se desviar, é necessário muita maturidade, apoio, diálogo, educação e poesia, um olhar atento dos responsáveis. Boa reflexão

    ResponderExcluir
  4. Imaginar o q poderia ter sido não nos leva a nada. De há muito deixei de lado este tipo de reflexão.
    Fizemos o que fizemos e agora é viver.

    Beijão

    ResponderExcluir
  5. Feliz, estou adorando ler sua história!
    Seu relato me fez lembrar as vezes em que o amor conta do contexto que presenciou algumas vezes em relação às drogas, dos jovens que se perderam nela, e sempre é um motivo de orgulho que não tenha entrado nessa, e seu maior presente é o quanto vai longe a partir dessa escolha acertada.
    É complicado para o adolescente lidar com as pressões da idade que infelizmente acabam com a auto estima e trazem consequências que podem perdurar a vida toda, se não houver muita força de vontade e atitude para que possamos voltar a ser nós mesmos com segurança. É primordial perdoas nosso passado e nos libertar porque só errando, aprendemos a lidar melhor com a vida.
    Alguns parecem muito descolados e populares transgredindo com drogas ou exibicionismo, mas é tudo uma máscara para ocultar também uma estima baixa. Aí o outro jovem que vê essa popularidade, não quer entrar nessa e não compreende seu preço, se diminui e se fecha. Eu era muito fechada e com a estima bem baixa, embora disfarçasse bem me mostrando simpática, rsrsrs.
    "Acredito que perdemos muito tempo imaginando como poderia ter sido... tempo perdido, tempo que têm que ser usado para valorizar mais o que fizemos e o que iremos fazer para a obtenção de nossos sonhos e objetivos... " concluiu de maneira brilhante! Isso me lembrou um dia em dezembro em que o amor saiu para comprar algo no posto de gasolina e eu fiquei observando e imaginando como teria sido se as coisas tivessem acontecido lá atrás porque nesses momentos as coisas ficam tão no seu lugar, mas em seguida em lembrei que o mais importante era que naquele momento ele estava comigo e é isso o que importa. Por esse motivo esse "e se" aparece pouquíssimas vezes na minha vida, porque o que passou nos fez o que somos, trouxe o nosso melhor para sermos melhor para o outro e o que temos de verdade é o hoje e talvez, o amanhã.
    Felis, acho que nós precisamos ter muito orgulha da nossa história e independente das dores ou provas que passamos temos a capacidade de viver nossos sonhos hoje se investirmos nossa energia (e coração) nisso, como bem lembrou.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Olá Kirido,

    Este capítulo não deixa de ser filosófico.
    Mudar de ambiente e se adequar ao novo, principalmente na interação com amigos novos e com hábitos diferentes, não deixa de ser temerário quando não se tem uma boa formação e alguns valores já enraizados.
    Novos experimentos, como bebidas e drogas, podem modificar os rumos de uma vida. Ainda que passíveis de reversão, exige muita vontade e algum sofrimento. Ainda bem que você fez escolhas certas. Provavelmente, você veio de um berço sólido, o que o impediu de fazer experimentos apenas para não ficar 'de fora' ou ser taxado de 'careta'. Daí, o nosso brilhante e sábio Felisberto.

    Felizes dias!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Que bom que você conseguir fazer escolhas certas. Isso que é o mais importante.
    Uma boa semana!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. É um belo relato sobre sua história. O importante foi que fez ótimas excolhas. Beijokas amiguinhos

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde Felisberto.
    Um belo relato, ate como alerta para muitos adolescentes, que ao tentar se enturmar mas rápido ou não parecer diferente, experimenta bebidas e drogas e essa infeliz escolha nunca termina bem. Que bom que soube tomar a decisão certa. Eu costumo usar por aqui uma frase- Sempre diga não as drogas- Não existe a opção só quero experimentar, pois em muitos casos basta poucas vezes destruir a propria vida e muitas vezes de toda familia. Já lidei com muitas pessoas em uso de drogas e tentando se livrar delas e são poucos relatos de uma vitoria pessoal onde ocorra o desligamento permanente das drogas que é como o nome diz uma grande droga. Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde, amigo Felis!
    Cheguei atrasada pois estou no ES e fiquei prisioneira da greve como todo povo daqui...
    Gosto da maneira como vc escreve com lucidez e todos que tivemos um passado, mesmo com altos e baixos, poderemos no fim da reta, respirar aliviados por não termos desperdiçados a vida...
    Abraço muito fraterno

    ResponderExcluir

Postar um comentário