Minha vida não foi só poesia, parte 5

[parte 4] Assim, este ano de intervalo entre o Ensino Médio e a Faculdade não foi  nenhuma 'tragédia'...

  ... '[ 1 ] é curioso perceber como a vida traça caminhos que nem imaginamos'  ,  visto que, realmente,  nem tudo foi da maneira como gostaria e nem sempre tudo aconteceu como gostaria...porém ao prestar   o serviço militar ,  que ' [ 2 ] foi uma experiência enriquecedora',  houve uma troca de conhecimentos e  , em suma, o feedback recebido , de que tinha, à frente, ainda muito a fazer e muitas decisões e escolhas a tomar... 

...quando estava para iniciar os exames de seleção para a Faculdade, na verdade, uma Universidade, confiante e preparado, tive o cuidado de, um dia antes, fazer o percurso casa-local para calcular quanto seria o tempo necessário, qual era o melhor trajeto e a condução.
 Nos anos  1999/2000 ainda não existia o Google Maps, que foi lançado em 2005. 
Ao fim e ao cabo,  a infeliz constatação de quão distante era de casa. 
Praticamente atravessava a cidade para chegar à Universidade. 
Em todos os dias de exames, mesmo saindo adiantado, chegava ofegante, cansado e em cima da hora. 

 Estava na relação de aprovados, no curso de Engenharia Civil , daquela Universidade federal,  porém tive que encarar a realidade:  o bônus é que na Universidade pública estava livre das mensalidades e o ônus é que era distante, em tempo integral e   precisava dispor de tempo extra , o que inviabilizaria qualquer tentativa de ter um emprego fixo .  
E para a minha situação,  trabalhar era a melhor opção naquele momento. 

Que se confirmou , quando as coisas começaram a ficar ainda mais difíceis e eu precisava  conseguir logo um emprego :
No ano do Exército, comecei à namorar e da mesma forma que nos apaixonamos rapidamente, a gravidez veio na mesma velocidade...
[continua...]

Fragmentos de Comentários,  na parte 4

Obrigado,

Comentários

  1. A vida tal e qual ela é! Cada um com seu ciclo mas todos rompendo as amarras e se entregando à luta! Você é um grande vivente e com certeza um vencedor Felisberto.

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Vida e seus protagonistas... Você tem razão... infelizmente, a poesia fica longe da vida... Nossa força e coragem é o que nos incita a continuar.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Pra tudo na vida tem sacrificio, antes mais ainda pq não tinha essa tecnologia toda dos tempos atuais.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Felisberto.
    Creio que não desistiu dos seus sonhos, sera que estou enganada ? Acho que foi trabalhar, esperou as coisas se ajeitarem para continuar a sua jornada. Continuarei lendo a sua historia. Voltarei. Nos ultimos meses mudou a minha escala de trabalho e com isso menos tempo livre para o virtual. Hoje lembrei-me de voce e vim saber noticias suas e tive um prazer de observar que tinha voltado ao virtual. Felizes dias meu amigo. Enorme abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite meu amigo.
      Aqui estarei sempre que possível para ler a sua continuação e ler as suas postagens. Que bom que mesmo ausente não deixou de nós da o prazer da sua escrita. Uma feliz semana. Enorme abraço.

      Excluir
  5. Adorando acompanhar a sua saga, Felis. Aliás, vou até comentar as partes anteriores pq vim lendo na ordem.

    ResponderExcluir
  6. Por cá continuo a ler a sua história e a aprender um pouco sobre o seu país. Aqui a universidade pública paga-se (são as propinas).
    Um homem de lutas, sim!
    Até ao próximo capítulo! Será que vamos ficar a saber como conheceu a sua amada...
    Um Fim de semana feliz.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá kirido,

    Gostei da utilização do fragmento do meu comentário-rsrs.
    Os acontecimentos deste capítulo foram repletos de emoção, hein? Aprovação em faculdade... projeto de pai-rsrs... necessidade de emprego... vixe!
    Acho um procedimento bem cauteloso este de procurar conhecer o trajeto e os meios mais rápidos de se chegar até ele quando se vai prestar qualquer tipo de exame de seleção. Precavido, hein?
    É, meus amigo, nem sempre a vida segue os rumos traçados ou desejados por nós.

    Feliz semana!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Viver não é fácil não...
    mas a gente tem que ser forte e seguir por caminhos tortuosos para chegar aonde queremos.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Olá, Felis, obrigada pela partilha do fragmento do comentário, sinal de que foi pertinente, rsrsrs.
    Puxa, é uma pena quando a pessoa se esforça, passa no vestibular, que é o mais difícil, e depois não pode frequentar! Que coisa! Quando tantos outros entram e não dão valor, estudam pouco, ou desistem sem grandes motivos. Na verdade a disparidade já começa nos cursinhos pré-vestibular que exigem bom poder aquisitivo, o que não significa que quem pode pagar por eles tem mais vontade de se formar do que aquele que não pode.
    De fato uma gravidez inesperada redimensiona tudo... minha vida tomou um rumo completamente diferente a partir disso, e trabalhar passou a ser uma prioridade absoluta, o que me fez deixar a faculdade de contabilidade, com o coração bem partido, rsrsrs.
    Porém penso que algumas escolhas simplesmente não existem, e naquele momento essa foi uma que não tive. Por esse motivo hoje em dia, quando eu vejo a possibilidade de uma escolha com potencial real para me fazer feliz, faço o que for para abraçá-la com todo o meu coração e me manter fiel à ela.
    Será que hoje você também pensa assim? rsrsrsr
    Estou muito curiosa para o andamento da sua história.
    Abraços, linda semana!

    ResponderExcluir
  10. E existem aqueles derrotados que nem tentam... E você, pelo que estou lendo, já é um vencedor nessa altura em que estou acompanhando a 'saga'...
    bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário