É assim que tem que ser

 Aproximadamente cinco e trinta da manhã. 
Fiquei deitado decidindo se deveria me levantar ou esperar até que pegasse no sono novamente. 
Olhei o relógio novamente. 
Seis horas. 
Vou acordar, e vou sim. 

Dei um suspiro enquanto me levantava da cama . 
Andei preguiçosamente até a porta do guarda roupa. 
Vesti-me, peguei meu notebook e celular, desci as escadas e me arrastei até a cozinha.
Enchi uma xícara de café e sentei no balcão, bebendo vagarosamente.
Ajeitei o cabelo com a ponta dos dedos.
Mordi os lábios e pensei na vida. 

Passaram-se algumas semanas de silêncio, e como ninguém me mostrou um botão para ligar e desligar pensamentos, as  palavras dela continuavam a se repetir em minha cabeça, como um eco retumbante que se propagava no ar.
É muito fácil falar algo da boca pra fora e agir de modo contrário, na prática, mas a verdade é que quando alguém fala algo comigo sem que me faça entender bem, eu espero que venha novamente. 
Não corro atrás, posso até ter vontade, mas não faço isso.

Busquei respostas e só mergulhei em mais perguntas ainda. 
Sei que muitas delas não serão respondidas, mas enxerguei um tempo que corria contra mim e contra o qual eu deveria me posicionar.

Foram anos de relacionamento.
Eu não poderia me esquecer dela, viu? 
Tentei telefonar duas, três ou quatro vezes, mas o número já não era o mesmo. 
Desisti.
Entrei no carro e acelerei em direção à um caminho diferente. 

É assim que tem que ser. 
Se o caminho não coincide com o meu,  não quer dizer que alguém se perdeu. 
°
[ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!]
°


Obrigado,


Comentários

Descer Página
  1. Linda constatação de um fim de relacionamento.Melhor mudar o rumo...abraços, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. As separações nunca são fáceis. Amei!
    Um lindo domingo para o Felis e a sua família.

    ResponderExcluir
  3. Se o caminho não coincide com o meu, não quer dizer que alguém se perdeu. Bem por aí mesmo. Lindo ...

    Boa semana e beijão amigo.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Felis, como vai? Fim de relacionamento é sempre um momento doloroso, há a ligação sentimental, os projetos em comum, o apego, porém insistir quando um dos dois já não se sente bem na relação provoca amargura e tristeza. Tive uma relação que durou vários anos, mas chegou o tempo de reconhecer que já não havia mais uma ligação amorosa. Penso que nesse caso ninguém se perdeu, pois deu certo por um tempo, mas foi preciso reconhecer que já não queríamos o mesmo da vida e insistir teria certamente feito com que alguém se perdesse, especialmente de si mesmo. Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Oi Felis, como vai querido amigo?
    Puxa, ler textos sobre o final de um relacionamento é sempre triste, doloroso e impactante...
    Principalmente quando a ruptura se faz por orgulho de ambos os membros do casal que não se dão a chance de ter uma conversa para, quem sabe, reconstruir e atar os nós que haviam se dispersado...
    Enfim, a vida tem que seguir não é mesmo?

    Amigo, procurei e não tive sucesso em encontrar seus novos botões de compartilhamento, mas apenas os de seguimento nas redes sociais.
    Onde eu tenho que clicar para poder compartilhar seu artigo? rsrs
    Me desculpe, deve estar diante do meu nariz, mas não os encontro...rsrs

    Um beijo e uma semana linda amigão!!!

    ResponderExcluir
  6. Felis, amigo....hihihihihi
    Estou até envergonhada, pois olhei de cima abaixo no seu artigo procurando os botões de compartilhamento e jamais saberia que ele estava implícito naquele ícone do v invertido...rsrs
    Agora encontrei!!! Ah, que bommm!!!!
    E vou testar todos...rsrs
    Obrigada pelo aviso Felis!!
    Beijinhos!!! :)))

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Subir Página