Feliz em tons de cinza

Aquele não era um dia igual aos outros. 
Tudo parecia diferente. 
A começar pela coragem em levantar da cama.
E à observar o céu alaranjado que estampava a janela.

Estalei os dedos e voltou ao normal. 
O sol perdera seu brilho. 
E os tons de cinza,  tomando conta de tudo.

Mais um dia. 
Que o pão caiu com a manteiga virada para o chão. 
E que sem carro e sem dinheiro, vou trabalhar à pé. 

Por onde eu passo, não deixo de ser centro das atenções . 
Depois que passei a mastigar as balas fazendo barulho com a boca e respingando saliva. 

Não ando direito, tropeço, sou meio disperso, meu sorriso sai forçado.
Meu cabelo é desajeitado e os olhos sonolentos. 
O jeans fica torto , a camisa amassada e o perfume não me deixa sexy e nem selvagem. 
Gosto de olhar meus sapatos , conto os passos e observo a sombra de todos na calçada . 

E quer saber, não estou nem um pouco preocupado. 
Sei o que sou e para onde vou.
E ainda me imagino em um cavalo branco.
°
[ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!]
°

Obrigado,

Comentários

Descer Página
  1. E quem disse que só merece estar em cavalos brancos os perfeitos? Texto bom demais, Felis. Só a foto achei assustadora... rs Boa semana.

    ResponderExcluir
  2. A rotina do dia a dia mas sempre com sonhos para realizar.
    Lindos versos.
    Um abraço e um belo dia!

    ResponderExcluir
  3. Lindo e mesmo nos dias cinzas, a certeza de poder sonhar ... abraços,chica

    ResponderExcluir
  4. Querido como me identifiquei com este seu escrito. Um dos mais belos que você já nos trouxe. Me vi por inteiro nele. Que coisa boa de sentir.

    Beijão

    ResponderExcluir
  5. Príncipe encantado, ou 'sapo' otimista??? rsrs

    BJK
    JAN

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Subir Página