Com ou sem

Estou vendo o confronto
Nesta hora confusa e serena
Desta maldita e bendita noite
Onde a esperança insiste
Nem muito, nem pouco
Em uma sentença possível 
Neste seu coração 
Que abre, que fecha 
Que dilata, que diminui

Se não for sim
O amor acaba
No desenlace das almas 
 E no olhar a despedida
 Se o amor acabar
É para recomeçar 
A qualquer segundo
Em qualquer lugar
De manhã, de tarde, de noite

Com ou sem
Não me movimento no escuro
Eu fico por aqui
Por que ir embora?
A dor se perde no tempo
°
[ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!]
°

Obrigado,

Comentários

Descer Página
  1. A vida e os sentimentos com seus paradoxos sempre.

    Lindo.

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. É Felisberto... "Com ou Sem" o tempo passa e o dia amanhece.
    Bonito texto!

    ABÇ
    JAN

    ResponderExcluir
  3. Olá, Felisberto!
    Acho que este é um de seus melhores poemas.

    ResponderExcluir
  4. Uma de suas mais belas postagens, Felis. Belas e melancólicas. Abçs e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. Estamos perante um dilema.
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Subir Página