Com ou sem

Estou vendo o confronto
Nesta hora confusa e serena
Desta maldita e bendita noite
Onde a esperança insiste
Nem muito, nem pouco
Em uma sentença possível 
Neste seu coração 
Que abre, que fecha 
Que dilata, que diminui

Se não for sim
O amor acaba
No desenlace das almas 
 E no olhar a despedida
 Se o amor acabar
É para recomeçar 
A qualquer segundo
Em qualquer lugar
De manhã, de tarde, de noite

Com ou sem
Não me movimento no escuro
Eu fico por aqui
Por que ir embora?
A dor se perde no tempo
°
[ repaginada, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é uma mera coincidência, ou não!]
°

Obrigado,

Comentários

Descer Página
  1. A vida e os sentimentos com seus paradoxos sempre.

    Lindo.

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. É Felisberto... "Com ou Sem" o tempo passa e o dia amanhece.
    Bonito texto!

    ABÇ
    JAN

    ResponderExcluir
  3. Olá, Felisberto!
    Acho que este é um de seus melhores poemas.

    ResponderExcluir
  4. Uma de suas mais belas postagens, Felis. Belas e melancólicas. Abçs e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. Estamos perante um dilema.
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  6. "A dor se perde no tempo..."
    Sera que se perde mesmo?
    Ou sera que não queremos é
    impedir que essa dor se passe?
    Gostei de te ler hoje... Beijo Saudosista - :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Subir Página