É assim a realidade

A passagem de ano, a contagem decrescente até às 00h00m , os fogos de artifício por todos os lados, o ano que chega ao fim e as boas-vindas ao novo ano.
 Tudo isto é importante, contudo, para o momento,   nada disto importa.

Respiro fundo e falo o mais rápido que consigo, com o discurso um pouco ensaiado.  
Disse-lhe que a mesma facilidade que eu tinha para me apegar a alguém, tinha para me afastar quando sentia que já não me fazia tão bem.
 Mais uma vez você apenas pediu que eu a abraçasse, e me respondeu que tudo acontece por um motivo, e que iria ficar tudo bem agora. 

Com uma  lágrima  no canto do meu olho,  saí da casa num passo  silencioso, pedindo   por tudo para passar despercebido e  ser só mais uma sombra na noite escura.

Encontro-me na praia.  
Respiro aquele ar que me faz sentir tão bem.  Mas que não me deixa repousar o coração. 
Que na próxima maré se cale a tua voz na minha cabeça, e fique  como recordação o seu corpo  a cercar-me, a tua mão no meu ombro ou os teus lábios na minha boca. E como  lembrança ,  o seu  sorriso,  o som da voz me chamando de amor, o céu mais azul, o sol mais brilhante ,  a lua, um encanto  e todo o resto apenas para atenuar a saudade.

Caminho na direção do mar. 
Deixo que as águas mágicas me envolvam e, assim, no meio daquele mar de sonhos prometo que farei tudo para ser novamente feliz.  
Mas as mudanças tem de acontecer e muitas acontecem sem dar-mos por elas,  é assim a realidade. E a primeira realidade que cada um pode começar a mudar é  querer o melhor para si. É preciso amor próprio e um pouco de coragem para mudar algo que não vai bem.

Fecho os olhos e sorrio com toda a minha força. 
Os olhos abrem-se como se renascessem para uma nova luta, para uma nova vida.   
 Amanhã será outro dia, e depois  lá vem mais outro e outro.

Eu sou assim mesmo, uma mistura de amando tudo que posso e esperando a vida me dar o amor que mereço.
°

Obrigado,

Comentários

Descer Página
  1. O renovar se dá a cada dia, a cada hora, a cada minuto. Não sou muito chegado às comemorações de final de ano.

    Bem assim: "Amanhã será outro dia, e depois lá vem mais outro e outro"

    Beijão amigo ...

    ResponderExcluir
  2. Olá, Felisberto. De todos os textos que lemos, sempre fica alguma coisa que se destaca das outras - seja porque precisamos ouví-la ou porque ela é exatamente como estamos nos sentindo no momento. No meu caso, o motivo é o segundo citado. A frase, "Disse-lhe que a mesma facilidade que eu tinha para me apegar a alguém, tinha para me afastar quando sentia que já não me fazia tão bem."

    ResponderExcluir
  3. Esperar é uma virtude...
    Bonito texto!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Começando o ano com um belíssimo texto, Felis. Bom 2018 e tudo de melhor. abçs

    ResponderExcluir
  5. Felis, que texto lindo...Talvez ele tenha uns traços singelos de melancolia, mas retrata a realidade da passagem de ano para quem espera..
    Na verdade, muitos se entristecem nas festas de final e início de ano preferem ficar em seus cantinhos, se resguardando...

    Amigo, adorei estar! É muito bom saber que está em seu blog, recebendo os amigos com tanto entusiasmo!! Um ano novo começou e tudo será maravilhoso amigo!!

    Desejo um final de semana repleto de boas notícias!!
    Beijos e fica bem!! :)))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Adriana pelo carinho das palavras, Feliz 2018 para todos nós e
      Feliz final de semana para ti, beijos!

      Excluir
  6. Me emocionei, chorei lendo este texto. Bateu bem forte cá dentro. Muito bonito, muito sensível e delicado, como sempre!

    Um forte e sentido abraço meu querido amigo. Apesar de longe, estamos sempre perto, à distância de uma palavra, de um sorriso, de um pensamento. Muita Saúde para este ano!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, João texto muito triste mesmo; sim, muita Saúde para todos nós, obrigado pelo carinho e belos dias!

      Excluir
  7. "É preciso amor próprio e um pouco de coragem para mudar algo que não vai bem".
    Frase totalmente verdadeira! Já vi e já vivi situações em que se "empurrou algo com a barriga" por medo de mudar, de admitir que aquilo já não servia, pelo menos não do jeito que estava.
    Texto muito bom, daqueles que precisam ser lembrados para reler de novo, e de novo!
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo carinho Mari B.; belo final de semana,abraços!

      Excluir

Postar um comentário

Subir Página